sábado, 31 de outubro de 2020

Eddie Cardoso: “No Louletano temos a ambição de fazer algo especial”

Eddie Cardoso assumiu esta época o comando técnico do Louletano
Treinador angolano desde tenra idade radicado em Portugal, Eddie Cardoso está a viver a primeira aventura ao comando de uma equipa sénior no futebol luso, no Louletano, clube do Campeonato de Portugal que conta no plantel com vários jovens jogadores oriundos de Angola.
 
Depois de ter orientado o 1º Maio Benguela e os sub-20 da AFA e de ter sido adjunto de Bruno Baltazar em clubes como o APOEL e o Estoril, assinou no verão do ano passado pelos algarvios e, após um bom trabalho desenvolvido na equipa B, assume em entrevista a ambição de fazer melhor do que na época passada.

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Dos gigantes de Manchester a Águeda. Objetivo de Marcos Silva é “lutar pela subida”

Médio Marcos Silva procura afirmar-se no Recreio de Águeda
Filho de pais angolanos, o possante médio Marcos Silva passou pela formação do Sporting e esteve à experiência nos gigantes de Manchester, mas é com a camisola do Recreio de Águeda que vai mostrando o que vale no Campeonato de Portugal…. depois de ter sido anunciado como reforço do Amora.
 
Em entrevista, o jovem centrocampista passa o seu trajeto futebolístico em revista e fala sobre a possibilidade de representar Angola.

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Filho de internacional angolano Figueiredo brilha em Reguengos: “Quis sair da minha zona de conforto”

Bruno Figueiredo leva dois golos em três jogos pelo Atlético Reguengos
Médio ofensivo tal como o pai, que foi internacional angolano, que jogou na I Liga ao serviço do Santa Clara e participou no Mundial 2006, Bruno Figueiredo deixou o distrito de Setúbal, onde tinha feito todo o seu trajeto no futebol, para reforçar o Atlético de Reguengos.

 

A brilhar nos distritais da AF Évora, apontou um grande golo de livre ao Sp. Viana do Alentejo no domingo, dedica-se a 100 por cento ao futebol e, em entrevista, revela que sonha seguir as pisadas do progenitor: “Seria um orgulho representar os Palancas Negras”.

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

A minha primeira memória de… um jogo entre Sp. Braga e equipas ucranianas

Luiz Adriano e Luís Aguiar em disputa de bola a meio-campo

A minha primeira memória de um jogo entre o Sp. Braga e equipas ucranianas remonta, de facto, ao primeiro encontro oficial de sempre entre os bracarenses e formações da Ucrânia. Aconteceu a 28 de setembro de 2010 e ficou marcado pela primeira vez que o hino da Liga dos Campeões soou na cidade dos Arcebispos.

 

Vice-campeão nacional pela primeira (e por enquanto única) vez na época anterior, os minhotos superaram os conceituados Celtic e Sevilha para marcar presença pela primeira vez na fase de grupos da Champions. Depois dessas façanhas incríveis nas rondas preliminares, os bracarenses chocaram com a realidade logo na jornada inaugural, quando foram goleados em Londres pelo Arsenal (0-6).

terça-feira, 27 de outubro de 2020

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

domingo, 25 de outubro de 2020

Os 10 jogadores com mais jogos pela Oliveirense na II Liga

Dez jogadores que conquistaram um lugar na história da Oliveirense
Fundada a 25 de outubro de 1922, a União Desportiva Oliveirense é mais conhecida desportivamente pelas façanhas das suas equipas de basquetebol e principalmente de hóquei em patins, mas no futebol também já esteve uma época entre os grandes, em 1945-46.

Numa assembleia geral do Sport Clube Oliveirense, clube que não estava devidamente oficializado e que carecia de viabilidade financeira, um grupo de dissidentes saiu a gritar: “A casa é vossa, mas a rua é nossa. Viva a União Desportiva Oliveirense!” Esses dissidentes ergueram um novo clube em Oliveira de Azeméis.

sábado, 24 de outubro de 2020

Hell in a Cell. Os 10 melhores combates de sempre

Combate Hell in a Cell foi criado em 1997 e teve mais de 40 edições
O Hell in a Cell ganhou um pay-per-view próprio a partir de 2009, mas a sua história na WWE remonta a 1997, quando teve lugar o primeiro de mais de 40 combates no interior da robusta e fechada estrutura de aço que cobre o ringue e ainda parte da zona adjacente.

O Hell in a Cell foi inspirado no combate The Last Battle of Atlanta, que a 23 de outubro de 1983 opôs Tommy Rich e Buzz Sawyer, da Georgia Championship Wrestling (GCW). Nessa luta, ao contrário do que era habitual nos tradicionais combates de jaula, havia um telhado, pelo que escapar não era uma opção – a vitória teria de ser obtida por pinfall ou quando um dos intervenientes não respondesse à contagem de dez.

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Os 10 melhores combates de sempre do Bound For Glory

Bound For Glory é o ponto alto do calendário da TNA desde 2005
Realizado anualmente em outubro desde 2005, o Bound For Glory é o principal pay-per-view do Impact Wrestling, antes conhecido por Total Nonstop Action Wrestling (TNA), desempenhando por isso um papel semelhante ao que a Wrestlemania tem no calendário da WWE.

Altamente promovido durante os meses anteriores como o evento em que culminam algumas das maiores rivalidades e storylines de cada ano, o Bound For Glory tornou-se logo na sua segunda edição o primeiro PPV da então TNA a realizar-se fora da Impact Zone, em Orlando, Flórida.

Em 2014 o evento realizou-se pela primeira vez fora do país, em Tóquio, no Japão - voltando a emigrar três anos depois, quando decorreu em Otava, no Canadá –, naquela que foi a única ocasião em que o principal título da companhia não foi defendido no main-event.

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Os 10 jogadores com mais jogos pelo Sp. Braga na Liga Europa

Dez futebolistas que fizeram história pelo Sp. Braga na Liga Europa

Uma vez finalista, o Sp. Braga está entre os 60 clubes com mais participações na competição que outrora era denominada por Taça UEFA e que desde 2009 se chama Liga Europa, sendo que 12 das 15 presenças – a contar com a de 2020-21 – foram registadas já em pleno século XXI.

 

Estreantes em 1978-79, os minhotos atingiram o jogo decisivo em 2010-11, quando perderam para o FC Porto (0-1) em Dublin, naquela que foi a única final exclusivamente portuguesa da história das provas europeias. Antes, nas meias-finais, os bracarenses afastaram o Benfica, nos primeiros jogos 100% portugueses da história da UEFA.

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Os 10 jogadores com mais jogos pelo Benfica na Liga Europa

Dez futebolistas que fizeram história pelo Benfica na Liga Europa
Duas vezes campeão europeu, o Benfica já esteve perto, mas nunca saboreou a glória na competição que outrora era denominada por Taça UEFA e que desde 2009 se chama Liga Europa, embora esteja entre os 20 clubes com mais presenças na prova.

 

Estreantes em 1978-79, as águias atingiram a final em três ocasiões: em 1982-83, sendo derrotadas a duas mãos pelos belgas do Anderlecht; em 2012-13, perdendo em Amesterdão para o Chelsea; e em 2013-14, com derrota no desempate por grandes penalidades ante o Sevilha em Turim.

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Os 10 jogadores com mais jogos pelo FC Porto na Liga dos Campeões

Dez jogadores que brilharam na Liga dos Campeões pelo FC Porto
Duas vezes campeão europeu, o FC Porto vai esta época participar pela 33.ª vez na Taça/Liga dos Campeões e reforçar o estatuto de uma das equipas com mais presenças na prova, depois de Real Madrid (51), Bayern Munique (37), Benfica (37) e Juventus (35).

 

Na estreia na competição, em 1956-57, os dragões foram prontamente afastados logo na primeira pré-eliminatória pelo Athletic Bilbau, desfecho que se repetiu três anos depois às mãos dos eslovacos do Cervena Hviezda Bratislava.

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Os cinco internacionais angolanos que jogaram no Farense antes de Djalma

Cinco internacionais angolanos jogaram no Farense
Anunciado recentemente como reforço do Farense para 2020-21, o antigo extremo de Marítimo e FC Porto, Djalma, vai tornar-se no sexto internacional angolano a representar os leões de Faro, juntando-se a uma história iniciada na década dourada do clube, em 1990, e que ameaça perdurar.

domingo, 18 de outubro de 2020

Os 10 jogadores com mais jogos pela U. Santiago na II Divisão B

Equipa da União de Santiago que ficou em 3.º lugar em 1991-92
Fundada a 18 de outubro de 1938, a União Sport Club de Santiago do Cacém viveu o período de maior fulgor da sua história entre o final da década de 1980 e o início da de 1990, quando participou por três vezes na II Divisão e quatro na II Divisão B.

Após uma longa travessia nos campeonatos distritais da Associação de Futebol de Setúbal, o emblema do Litoral Alentejano chegou à III Divisão Nacional em 1974 e à II Divisão em 1986.

Após a reformulação dos quatros competitivos em Portugal em 1990, os santiaguenses foram inseridos na II Divisão B, tendo obtido um terceiro lugar em 1991-92 – foi o mais perto que o clube esteve de chegar às ligas profissionais.

sábado, 17 de outubro de 2020

Fernando “Humildade” Tomé. O portuense que respira Setúbal e Vitória

Tomé quando ainda era uma promessa do Vitória
17 de outubro de 1965. Estádio do Bonfim. Sexta jornada da I Divisão. Vitória–Varzim. Após um arranque de campeonato não muito bem conseguido, o treinador sadino Fernando Vaz lançou no onze inicial o jovem médio da formação Fernando Tomé, então com 18 anos. Os setubalenses não foram além de um empate a um golo, mas nesse dia teve início o trajeto na equipa principal de uma das maiores lendas vivas do clube.

Filho do futebolista João Tomé, natural de Setúbal – a mãe é de Alcácer do Sal -, nasceu no Porto a 10 de julho de 1947, quando o pai representava o Académico local. Quem diria?  “O meu estatuto de naturalidade não condiz com a minha vivência. Toda a minha família do lado paterno é natural de Setúbal, de um bairro bem bonito que é o Bairro Santos Nicolau, e eu fui nascer longe. O meu pai jogava no Académico do Porto, levou a minha mãe para lá e eu nasci na freguesia de Campanhã. Infelizmente, toda a gente se pode naturalizar em relação a outros países, mas eu não posso ter outra naturalidade, porque se não eu já tinha mudado há muito tempo. Costumo dizer que tenho uma boa madrasta que é Setúbal, tenho um bom padrasto que é o Bairro Santos Nicolau e tenho um pai desportivo fabuloso que é o Vitória”, contou ao jornal O Setubalense em abril de 2016.

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Franceses no Benfica. Dois campeões em sete antes de Meité

Sete futebolistas franceses jogaram no Benfica antes de Meité
Contratado ao Torino por seis milhões de euros, o médio Soualiho Meïté vai tornar-se no oitavo jogador francês a atuar pelo Benfica, acrescentando o seu nome a uma história ainda muito recente, iniciada já no século XXI, numa altura em que a seleção de França já tinha vencido dois Campeonatos da Europa (1984 e 2000) e um Mundial (1998), ainda não teve episódios particularmente felizes. Afinal, só dois dos sete gauleses que jogaram de águia ao peito foram campeões. E nem esses nem os outros cinco foram titulares indiscutíveis.

Ainda assim, em 1994 reforçou os encarnados um reforço francês de peso, o médio Jean-Jacques Eydelie, mas que não chegou a estrear-se oficialmente pelo emblema lisboeta. Campeão europeu pelo Marselha em 1993, quando se transferiu para o Benfica vinha de um ano sem jogar, devido ao envolvimento num caso de manipulação de resultados que lhe valeu ainda 17 dias na cadeia. 

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

A minha primeira memória de… um jogo entre Itália e Holanda

Holandês Kluivert procura fugir à marcação de italiano Nesta
Falar da minha primeira memória de um jogo entre Itália e Holanda é recuar aos primórdios do meu trajeto como adepto de futebol. Apanhei um logo um Euro 2000 que ficou marcado por um grande desempenho da seleção portuguesa, que foi eliminada pela França nos últimos minutos do prolongamento das meias-finais. Na segunda semifinal do torneio, um dia após a eliminação lusa, Itália e Holanda defrontaram-se na Arena de Amesterdão.

Tenho bem presente que não acompanhei a transmissão do encontro, mas recordo-me perfeitamente que tinha ido às compras com os meus pais e que assisti ao desempate por grandes penalidades numa televisão no estabelecimento comercial em que me encontrava, a antiga Feira Nova, no Barreiro.

terça-feira, 13 de outubro de 2020

A minha primeira memória de… um jogo entre Portugal e Suécia

Fernando Meira em ação num lance no jogo de Gotemburgo
A minha primeira memória de um jogo entre Portugal e Suécia remonta a 16 de outubro de 2002, num dos infinitos encontros de preparação que a seleção nacional disputou entre um Mundial 2002 de má memória e o Euro 2004 que haveria de organizar.

Quatro dias depois a artilharia pesada ter empatado a um golo no Restelo diante da Tunísia (1-1), o selecionador nacional interino Agostinho Oliveira promoveu uma autêntica revolução no onze, tanto a nível de jogadores como de sistema tático.

Em 3x4x3, Portugal alinhou com Quim na baliza; Beto, Fernando Meira e Fernando Couto a comporem o trio de centrais; Sérgio Conceição a fazer todo o corredor direito e Rui Jorge a encarregar-se da ala esquerda; Petit e Hugo Viana na sala de máquinas do meio-campo; e Capucho e Marco Ferreira no apoio a Romeu no ataque. Figo, Rui Costa e Pauleta só entraram aos 80 minutos.

segunda-feira, 12 de outubro de 2020

O que o construtor Pelé pode acrescentar ao meio-campo do Rio Ave

Pelé está de regresso ao Rio Ave por empréstimo do Mónaco
Valorizado pela ideia de jogo bastante atrativa do Rio Ave de Miguel Cardoso em 2017-18, o antigo internacional jovem português Pelé mostrou ao futebol como era capaz de se relacionar com a bola e terá efetuado uma das melhores épocas da carreira, se não mesmo a melhor. Agora, aos 29 anos, regressa a Vila do Conde por empréstimo do Mónaco para fazer o que tão bem sabe.

À frente da defesa, integrado num duplo pivot geralmente formado com Tarantini, era o internacional guineense que tinha como missão baixar entre os centrais para iniciar a construção dos ataques, funcionando como um organizador de jogo a partir de zonas recuadas.

sábado, 10 de outubro de 2020

Espanhóis no FC Porto. Dieste, o Pizzi original e os meninos de Lopetegui

11 espanhóis representaram o FC Porto antes de Toni Martínez
Contratado ao Famalicão, Toni Martínez vai tornar-se no 12.º jogador espanhol a jogar pelo FC Porto. E uma vez que dois são guarda-redes, pode dizer-se que já dá para formar um onze. Embora a cidade Invicta fique a pouco mais de uma hora da fronteira entre o Minho e Galiza, a presença de nuestros hermanos nos azuis e brancos era praticamente irrelevante até Julen Lopetegui ser contratado para treinador no verão de 2014 e levar para o Dragão uma carrinha de nove lugares cheia de compatriotas.

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Os 10 argentinos com mais jogos pelo Benfica na I Liga

Uma dezena de argentinos que ficou na história no Benfica
Anunciado recentemente como reforço do Benfica para 2020-21, Nicolás Otamendi juntou-se às mais de duas dezenas de argentinos atuaram de águia ao peito em jogos da I Liga.

Já a seleção albiceleste tinha conquistado os títulos mundiais de 1978 e 1986 quando chegou à Luz o primeiro nativo do país das pampas, o extremo Claudio Caniggia, que aterrava em Lisboa em 1994 por empréstimo da AS Roma, já depois de ter participado em dois Campeonatos do Mundo e de ter vencido uma Copa América e uma Taça das Confederações.

quinta-feira, 8 de outubro de 2020

WWE | NXT TakeOver 31


Data: 4 de outubro de 2020
Arena: Full Sail University
Localidade: Winter Park, Flórida

quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Os 11 jogadores com mais jogos pelo Pêro Pinheiro no Campeonato de Portugal

Pêro Pinheiro competiu no Campeonato de Portugal em 2017-18
Promovido ao Campeonato de Portugal por decisão da Federação Portuguesa de Futebol em virtude de se encontrar no primeiro lugar da Pró-Nacional da AF Lisboa à data da suspensão dos campeonatos devido à pandemia, o Clube Atlético Pêro Pinheiro está de regresso a um patamar competitivo no qual já tinha competido em 2017-18.

Fundado a 7 de outubro de 1945, o clube do concelho de Sintra tem passado grande parte da sua existência nos campeonatos distritais, mas ainda assim acumulou nove presenças na extinta III Divisão, entre 1977 e 1983, em 1988-89 e entre 2011 e 2013. Em 2011-12 ficou mesmo muito próximo de subir à II Divisão B, mas ficou a dois pontos de Casa Pia, que acabou por concluir a Série E na terceira posição, a última que dava direito à promoção.

terça-feira, 6 de outubro de 2020

Os 10 jogadores com mais jogos pelo Messinense na II Divisão B

Messinense competiu na II Divisão B em 2006-07 e 2007-08
Fundada a 6 de outubro de 1975, a União Desportiva Messinense viveu o período de maior fulgor da sua história já no século XXI, quando se sagrou por duas vezes campeã distrital da AF Algarve (2001-02 e 2009-10) e participou nos campeonatos nacionais durante nove temporadas.

Depois de uma longa travessia no futebol regional, a formação da vila e freguesia de São Bartolomeu de Messines, concelho de Silves, competiu na II Divisão B entre 2006 e 2008, após quatro anos a ganhar balanço na III Divisão. No terceiro escalão, os algarvios alcançaram um 8.º lugar em 2006-07 e um 12.º na época seguinte, em que acabaram despromovidos.

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

Os 10 jogadores com mais jogos pelo Vasco da Gama de Sines na II Divisão B

Vasco da Gama de Sines somou três presenças na II Divisão B
Fundado a 5 de outubro de 1966 por resultado da fusão entre o Sport Lisboa e Sines e o Clube de Futebol “Os Sineenses”, o Vasco da Gama Atlético Clube tem sido o principal representante da cidade portuária da cidade de Sines no futebol nacional.

Depois de ter obtido um terceiro lugar na II Divisão Nacional – Zona Sul em 1977, eliminado o Vitória de Guimarães da Taça de Portugal em 1988-89 e conquistado o título nacional da III Divisão em 1979-80 e 1990-91, os vascaínos participaram por três vezes na II Divisão B, primeiro entre 1991-92 e 1992-93 e depois em 2004-05. Na primeira dessas três épocas alcançou a melhor classificação de sempre na prova, o 14.º lugar.

domingo, 4 de outubro de 2020

Grupo Desportivo “O Independente” celebra 60 anos

Grupo Desportivo "O Independente" foi fundado a 12 de outubro de 1960
O Grupo Desportivo “O Independente” celebra, no dia 12 de outubro, o 60.º aniversário em mais uma sessão solene de homenagem aos antigos associados, com transmissão online em https://www.facebook.com/gdoindependente.barreiro, assinalando, desta forma, com orgulho no passado e perspetivando o futuro, 60 anos de dedicação ao associativismo, ao desporto e à cultura. As restrições impostas no âmbito do combate e prevenção da COVID-19 obrigam a que esta comemoração se realize presencialmente, reservada a um grupo restrito de membros da Direção e sócios que irão ser homenageados pelos seus 25 anos de afiliação.

Cazares. Um ‘pau para toda a obra’ agora no ataque do Corinthians

Juan Cazares assinou pelo Corinthians até junho do próximo ano

sábado, 3 de outubro de 2020

Chaínho promete Abóboda “aguerrido, sem receio de falhar e que gosta de jogar”

Carlos Chaínho sucede a Daniel Simões no banco do Abóboda
Chaínho subiu a pulso como jogador: despontou no Casa Pia na III Divisão, revelou-se na I Liga ao serviço do Estrela da Amadora, conquistou títulos no FC Porto e ainda passou pela Liga Espanhola e por um dos maiores clubes gregos, o Panathinaikos. Agora, tudo indica que também vai escalar a montanha como treinador, uma vez que esta época vai estrear-se oficialmente como técnico principal de seniores, no banco do Abóboda, equipa que subiu este ano à II Divisão Distrital da AF Lisboa.

Em entrevista, o antigo médio que nasceu em Angola e foi internacional jovem português fala das expetativas da nova temporada e da nova carreira e passa em revista o seu trajeto como futebolista.

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

A incrível história de Valdu Té, reforço do Amora para 2020-21

Valdu Té vai jogar no Amora após rescindir com o Vitória FC
O jovem avançado guineense Valdu Té, reforço do Amora para 2020-21 após rescindir com o Vitória de Setúbal, clube ao qual estava ligado desde 2014, foi uma das revelações edição inaugural da Liga Revelação, tendo apontado oito golos em 14 jogos. Também marcou um golo pela equipa principal dos sadinos, ao Armacenenses para a Taça de Portugal, e chegou a marcar ao FC Porto na I Liga, mas viu o remate certeiro ser invalidado por uma alegada mão na bola na área portista.

“O Valdu tem vindo a crescer e tem tido uma postura positiva. É jovem, tem futuro e espaço para se tornar importante no futebol português”, frisou o então técnico sadino Lito Vidigal após esse encontro. No entanto, o ponta de lança de 23 anos tornou-se uma espécie de promessa adiada dos setubalenses, pois já há muito tempo que se fala da sua valia futebolística dele, que tarda em confirmar as expetativas. Na época passada esteve cedido ao Arouca, onde não se impôs como titular, não indo além de 18 jogos (sete como titular) e um golo no Campeonato de Portugal.

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Os 10 jogadores com mais jogos pelo Vasco da Gama de Vidigueira na III Divisão

Vasco da Gama da Vidigueira disputou III Divisão - Série F em 2012-13
Fundado a 1 de outubro de 1945, por um grupo de jovens que pretendia desenvolver a prática desportiva na vila da Vidigueira, Clube de Futebol Vasco da Gama, cujo nome visa honrar aquele que foi o primeiro conde de Vidigueira e o descobridor do caminho marítimo para a Índia, participou pela primeira vez nos campeonatos nacionais em 2012-13, quando disputou a III Divisão.

A formação alentejana beneficiou do quarto lugar na I Distrital da AF Beja na época anterior e das recusas em subir de Praia de Milfontes e Ferreirense para alcançar uma presença histórica nos patamares nacionais, tendo ficado integrado na Série F.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...