Mostrar mensagens com a etiqueta Benfica. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Benfica. Mostrar todas as mensagens

domingo, 18 de agosto de 2019

Águia voltou a levantar voo quando as asas se tocaram

Rafa foi sempre um dos mais ativos do Benfica no Jamor
O Benfica igualou este sábado o recém-promovido Famalicão na liderança da I Liga e já sabe que vai terminar a 2.ª jornada à frente dos principais rivais - resta saber qual a distância pontual para FC Porto e Sporting -, mas bem pode (voltar) agradecer à sociedade Rafa & Pizzi, especialista em engenharia do golo.

sábado, 13 de julho de 2019

Alfa Semedo, um diamante para polir no Nottingham Forest

Alfa Semedo cedido por uma temporada ao Nottingham Forest
Oriundo do Vilafranquense (Campeonato de Portugal) e com passagem pela formação do Benfica, Alfa Semedo chegou há dois anos à I Liga pela porta do Moreirense, pegou de estaca na equipa, foi uma das revelações do campeonato e adquiriu o bilhete de regresso à Luz no início da temporada passada. Viveu na sombra de Fejsa, acabou por perder espaço até para Samaris, ao ponto de ser emprestado em janeiro ao Espanyol e agora ao Nottingham Forest, mas ninguém duvida que ainda poderá ser bastante útil ao clube encarnado.

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Krovinovic no West Brom para voltar ao nível exibido antes da lesão

Krovinovic emprestado por uma temporada ao West Bromwich
Só um jogador com muito valor consegue chegar a um clube grande e obrigar o treinador a abdicar de um sistema tático há muito enraizado na equipa para o fazer coabitar no onze com outras peças importantes. Foi assim com Filip Krovinovic, que chegou à Luz como alternativa a Pizzi num 4x1x3x2 que remontava aos tempos de Jorge Jesus, mas cuja qualidade trocou as voltas a Rui Vitória, que implementou um 4x3x3 (ou 4x1x4x1) que há muito tempo não era visto para aqueles lados.

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Chiquinho. Sombra de Pizzi ou sinal de regresso do Benfica ao 4x3x3?

Chiquinho assinou pelo Benfica até junho de 2024
Não fosse o fenómeno João Félix e talvez estivéssemos a falar da grande revelação da I Liga em 2018/19. Chiquinho apareceu na época passada em grande plano pelo Moreirense depois de ter brilhado na temporada transata pela Académica na II Liga e de ter integrado parte do período preparatório do Benfica, tendo trabalhado às ordens de Rui Vitória há um ano.

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Arranque do campeão marcado por várias indefinições

Lage e Vieira colocaram taça de campeão de 2018-19 no museu
Arranca esta segunda-feira a versão 2019-20 do Benfica, que inicia os trabalhos de pré-época com várias quase certezas mas muitas indefinições. À cabeça, as saídas de João Félix e Jonas, que à falta de confirmação oficial ainda são jogadores das águias, mas cujos destinos deverão ser anunciados nos próximos dias: o jovem avançado será, ao que tudo indica, reforço do Atlético Madrid, enquanto o veterano irá pendurar as botas.

sábado, 29 de junho de 2019

Cádiz na Luz após ter apresentado a melhor versão dele no Bonfim

Jhonder Cádiz assinou contrato pelo Benfica até junho de 2024
Jhonder Cádiz levava três temporadas pouco convincentes em Portugal, ao serviço de União da Madeira, Nacional e Moreirense. E o Vitória de Setúbal procurava um ponta de lança em conta e que pudesse corresponder ao futebol físico idealizado por Lito Vidigal. Assim se deu o casamento que, ainda que sem um número astronómico de golos, satisfez as intenções de ambas as partes, mesmo já com Sandro no comando técnico.

sábado, 22 de junho de 2019

Jesus vs. Vitória vs. Lage. Quem teve melhores e piores condições para lançar miúdos da formação?

Jorge Jesus, Rui Vitória e Bruno Lage foram campeões na Luz
Não é por uma mentira ser repetida várias vezes que se torna verdade. E é enganador fazer análises através da frieza dos números sem atender aos contextos. Hoje, Jorge Jesus quase que é visto como um criminoso por não ter aliado resultados desportivos a apostas firmes em produtos da formação, algo que os sucessores vieram a conseguir.

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Aí vem Jota para contrariar a crise do drible

Aos 20 anos, Jota leva três temporadas no futebol sénior
Depois de João Félix, Ferro e Florentino se terem estabelecido como titulares no Benfica com Bruno Lage, os dois últimos aproveitando lesões de Jardel e Gabriel, a fábrica do Seixal vai mostrando cada vez mais importância e, olhando para os produtos que de lá vão saindo, tem tudo para reforçar a sua presença no onze encarnado.

Sobretudo pelo talento que tem mas também pelas características individuais e pelo modelo de jogo das águias, o próximo a agarrar uma oportunidade poderá muito bem vir a ser João Filipe, mais conhecido por Jota.

sábado, 25 de maio de 2019

Lage pelos amigos. "Para o tirar do sério é preciso muito, mas se for preciso dá dois berros"

Bruno Lage homenageou Jaime Graça na festa do título
Bruno Lage reconhece que o passado é a chave do presente e não esquece quem lhe deu a mão. Assim que teve um microfone por perto após a conquista do 37.º título nacional do Benfica, no sábado, aproveitou para dedicá-lo ao mentor Jaime Graça, à família e a dois outros treinadores que fizeram parte do seu percurso: Carlos Carvalhal, de quem foi adjunto nas últimas épocas, e José Rocha, que o incorporou pela primeira vez numa equipa técnica e que gradualmente lhe foi atribuindo mais responsabilidades.

domingo, 19 de maio de 2019

A minha primeira memória de… Benfica campeão

Onze do Benfica no Bessa, em jogo da última jornada da I Liga
Tinha 13 anos de idade quando vi o Benfica pela primeira vez campeão. Tinha apenas dois em 1994 e tive de esperar até 2005 para ver os benfiquistas a festejarem um título. Até aí, presenciei duas festas do Sporting (2000 e 2002) e acompanhei através da comunicação social as comemorações de FC Porto (2003 e 2004) e Boavista (2001), uma vez que no Barreiro, onde vivia (e vivo), os clubes portuenses tenham uma expressão diminuta.

sábado, 11 de maio de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre Benfica e Rio Ave

Vila-condense Niquinha e benfiquista Simão Sabrosa
Após três épocas de ausência, o Rio Ave regressou à I Liga em 2003/04, a época em que tive a primeira oportunidade de ver o emblema vila-condenses no patamar maior do futebol português. A equipa então orientada por Carlos Brito fez uma grande temporada, lutando pelos lugares europeus até final do campeonato, mas o início de temporada foi tudo menos brilhante: somou a primeira vitória apenas à 7.ª jornada e andou sempre na segunda metade da tabela classificativa durante a primeira volta, embora tenha alcançado um empate em Alvalade.

terça-feira, 30 de abril de 2019

João Félix. A frieza antes da magia

João Félix tem cláusula de rescisão de 120 milhões de euros
Aos 19 anos, João Félix já se tornou a grande sensação do futebol nacional e uma das maiores promessas do futebol mundial. Chamam-lhe Mágico Félix pela qualidade técnica que ostenta mas o mais impressionante para a idade dele é a frieza que revela nos momentos de decisão.

terça-feira, 23 de abril de 2019

Das entradas a todo o gás à teoria do ketchup na goleada do Benfica ao Marítimo

João Félix voltou a estar em evidência, ao apontar um bis
A luta pelo título promete ser taco-a-taco até ao fim, com o o Benfica a responder esta segunda-feira, ante o Marítimo, à vitória do FC Porto no sábado, deixando tudo na mesma na frente do campeonato: igualdade pontual entre os rivais, com as águias em vantagem devido ao confronto direto.

Havia a expectativa em perceber como é que os homens de Bruno Lage iam responder física e mentalmente à ressaca da dececionante eliminação europeia de quinta-feira em Frankfurt, e a resposta acabou por ser dada nos primeiros minutos da primeira e da segunda parte, quando o primeiro e o segundo golo foram obtidos.

domingo, 21 de abril de 2019

As minhas primeiras memórias de... jogos entre Benfica e Marítimo

Tiago picou a bola sobre Nélson no lance do segundo golo
Para ser sincero, não tenho bem a certeza de qual foi a a minha primeira memória de jogos entre Benfica e Marítimo. Isto porque tenho uma vaga ideia de, em dezembro de 2001, ter visto os madeirenses eliminarem os encarnados da Taça de Portugal após vencerem no jogo de desempate nos Barreiros. Porém, a falta de vídeos desses encontros na prova raínha deixa-me na dúvida.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Benfica sai da Alemanha eliminado e com saudades do VAR

João Félix teve uma noite apagada na Commerzbank Arena
Nem na Europa as principais equipas portuguesas conseguem evitar falar de arbitragens. Depois das queixas do FC Porto na eliminatória da Liga dos Campeões, agora é o Benfica a sair da Liga Europa com a contribuição de um golo em fora-de-jogo, numa competição em que só haverá videoárbitro (VAR) na final.

quarta-feira, 17 de abril de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre Benfica e equipas alemãs

Manuel Fernandes e Philipp Lahm em novembro de 2004
Já não tenho a certeza se assisti ao jogo através da televisão, mas tenho memória de ter acontecido e do resultado. Numa época em que a então Taça UEFA estreou uma fase de grupos em que as 40 equipas eram distribuídas por oito grupos (de cinco) e defrontavam dois adversários em casa e dois fora, o Benfica teve de se deslocar ao terreno do Estugarda, na altura uma das mais poderosas equipas alemãs e cliente habitual das provas europeias.

sábado, 13 de abril de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre Benfica e Vitória FC

Sadino Paulo Ferreira e benfiquista Mantorras lutam pela bola
Recordar o primeiro jogo entre Benfica e Vitória de Setúbal é como voltar à infância, a tempos que infelizmente não se repetirão. Lembro-me que estava de férias com os meus pais em Lagos e que um tio emigrado em França e o seu filho francês mas benfiquista apaixonado como poucos tinham ido ao antigo Estádio da Luz assistir ao encontro. O campeonato estava no início, na 3.ª jornada, e o encontro foi disputado no final de uma tarde de verão, a 25 de agosto de 2001.

segunda-feira, 18 de março de 2019

Benfica torna fácil a visita à revelação Moreirense e volta ao topo

João Félix e Ivanildo em disputa de bola no jogo aéreo
Pela classificação do Moreirense, as menos de 72 horas de descanso após os 120 minutos frente ao Dínamo Zagreb e a pressão imposta pela vitória do FC Porto na véspera, esperava-se uma deslocação difícil do Benfica a Moreira de Cónegos. Porém, a águia tornou fácil o encontro deste domingo e recolocou-se no topo da classificação, em igualdade pontual com os dragões mas vantagem no confronto direto.

domingo, 10 de março de 2019

A minha primeira memória de… um dérbi entre Benfica e Belenenses

Simão inaugurou o marcador no dérbi de fevereiro de 2002
Comecei a acompanhar futebol em meados de 2000, mas não me recordo nem dos dérbis de 2000/01, em que Benfica venceu na Luz e Belenenses no Restelo, ambos por 1-0, nem do da primeira volta de 2001/02, um empate a um golo no terreno dos azuis. Nem resultado, nem uma eventual incidência. Zero.

O primeiro de que tenho algumas memórias foi o dérbi da Luz de 17 de fevereiro de 2002, em que os encarnados venceram por 2-1. Não o vi em direto nem tão pouco ao vivo, recordava-me vagamente do resultado, mas o que me retive desse encontro foi de um lance polémico na área dos visitantes.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Alfa Semedo, um diamante para polir no Espanyol

Alfa Semedo foi emprestado ao Espanyol até final da época
Oriundo do Vilafranquense (Campeonato de Portugal) e com passagem pela formação do Benfica, Alfa Semedo chegou há um ano e meio à I Liga pela porta do Moreirense, pegou de estaca na equipa, foi uma das revelações do campeonato e adquiriu o bilhete de regresso à Luz no início da temporada. Viveu na sombra de Fejsa, acabou por perder espaço até para Samaris, ao ponto de ser emprestado em janeiro ao Espanyol, mas ninguém duvida que ainda poderá ser bastante útil ao clube encarnado.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...