domingo, 31 de outubro de 2021

Os 10 melhores combates da carreira de The Rock

The Rock foi estrela na WWE antes de seguir para Hollywood
Hoje um dos atores mais bem-sucedidos de Hollywood e uma das personalidades com mais seguidores nas redes sociais (275 milhões no Instagram, 58 milhões no Facebook e 15 milhões no Twitter), Dwayne Johnson começou a revelar talento para a representação e a ganhar popularidade enquanto The Rock nos ringues da WWE.
 
Considerado um dos grandes nomes da indústria do pro wrestling, The Great One estreou-se no Monday Night Raw como membro da entourage de Marc Mero a 4 de novembro de 1996, na altura ainda com o nome Rocky Maivia.
 
No ano seguinte, Rocky Maivia tornou-se The Rock e começou a desenvolver a personagem que o levaria a um sucesso possível de medir em número de títulos: dez vezes campeão mundial, duas vezes campeão intercontinental, cinco vezes campeão de tag team e vitória do Royal Rumble 2000. Além disso, foi no seu auge que a então WWF ganhou a guerra de audiência com a WCW, ajudando o Raw a destronar o Nitro.
 
Paralelamente, entrou para a área da representação em 1999, acabando por deixar definitivamente a WWE para abraçar a carreira em Hollywood em 2004. Porém, voltou a participar em alguns combates entre 2011 e 2013.
 
Vale por isso a pena conferir a nossa lista dos dez melhores combates da carreira de The Rock, por ordem cronológica.

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Os seis senegaleses que jogaram no Vitória FC antes de Badara

Senegaleses começaram a surgir no Vitória em 2005-06
Anunciado no sábado como reforço do Vitória de Setúbal, o avançado Alioune Badara Samb, natural de Dakar, vai tornar-se no sétimo jogador senegalês a representar os sadinos, dando sequência a uma história ainda relativamente curta e recente, que remonta a dois períodos muito específicos.
 
A primeira fase de recrutamento de jogadores senegaleses por parte dos setubalenses está intimamente relacionada com a contratação de Luís Norton de Matos para treinador principal no verão de 2005. Conhecedor do mercado francês e dos diamantes que vão surgindo no continente africano, foi buscar dois futebolistas natural do Benim, um do Mali, três de França e… dois do Senegal.

terça-feira, 26 de outubro de 2021

domingo, 24 de outubro de 2021

Os big men tornam o pro wrestling mais larger than life

Reigns e Lesnar lutaram no main-event do Crown Jewel
Sou o fã número um de Daniel Bryan, vibrei com o longo reinaido de CM Punk, deliciei-me com inúmeros combates de Shawn Michaels em WrestleManias, sou apreciador das qualidades de Rey Mysterio, gostava que Jeff Hardy tivesse tido melhor carreira e, por muito bom storytelling que certos grandalhões possam proporcionar, admito especial fascínio pelos que são capazes de contribuir para o espetáculo também com golpes espetaculares.
 
No entanto, aquilo que cativa verdadeiramente um fã para este desporto de entretenimento é a sua componente larger than life. Obviamente que certas manobras vistas em ringue parecem sobre-humanas, mas o larger than life prende-se especialmente com as personagens exóticas, os visuais extravagantes e os corpos que fazem dos lutadores uns autênticos monstros, um pouco como aquelas personagens de banda desenhada da Marvel.

sábado, 23 de outubro de 2021

Celino. O “afável” Vale e Azevedo, a tremedeira com Mourinho e os problemas em Setúbal

Jorge Celino com a camisola do Benfica
Foi contratado por Vale e Azevedo e treinado por Jupp Heynckes e Mourinho no Benfica, jogou ao lado de Rogério Ceni e Kaká no São Paulo, teve “muitos meses” de salários em atraso no Vitória de Setúbal e pendurou precocemente as botas aos 26 anos devido a uma grave lesão num joelho.
 
Em entrevista, o antigo extremo Jorge Celino conta em que ramo trabalha desde que deixou de jogar futebol e passa em revista uma carreira cuja pior decisão foi assinar pelo Benfica de Luanda, clube que, garante, o maltratou e não se responsabilizou pelo seu problema físico.
 

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

WWE | Crown Jewel 2021


Data: 21 de outubro de 2021
Arena: Mohammed Abdu Arena on the Boulevard
Localidade: Riade, Arábia Saudita
 

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

O justo favoritismo do New England Revolution e a luta alargada pelos playoffs

New England Revolution lidera Conferência Este
A três rondas da conclusão da fase regular da Major League Soccer, o campeão de pontos de corridos já está praticamente encontrado, mas ainda há muito por decidir. A batalha dos playoffs está ao rubro, com um total de 20 equipas ainda com hipóteses de ocupar os 12 lugares que restam. Além disso, jogam-se as últimas fichas para os prémios individuais de Jogador do Ano e de melhor marcador, entre tantos outros. Soccer em Português faz um breve retrato do cenário competitivo atual da Major League Soccer, antevendo uma reta final verdadeiramente empolgante. 

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

A minha primeira memória de… um jogo entre Benfica e Bayern

Mantorras e Lúcio numa disputa de bola em português
Embora já fosse nascido, não me recordo da forma categórica como o Bayern eliminou o Benfica da Taça UEFA em 1995-96 nem do jogo particular que marcou a despedida de Michel Preud’homme em agosto de 1999. A minha primeira memória de um jogo entre estes dois históricos do futebol mundial remonta a janeiro de 2007, quando ambos se defrontaram nas meias-finais da Dubai Cup.
 
Na altura, o Dubai estava a ganhar a fama de destino turístico e de cidade empresarial que hoje ostenta. O Bayern vivia o habitual mês de paragem da Bundesliga entre o final de um ano e o início do seguinte, enquanto o Benfica enfrentava um pouco usual buraco no calendário do futebol português.

terça-feira, 19 de outubro de 2021

A minha primeira memória de… um jogo entre FC Porto e AC Milan

Rui Costa esteve em destaque no jogo da Supertaça Europeia
Apenas não era nascido em dois dos nove jogos já realizados entre FC Porto e AC Milan, mas ainda nem sequer tinha entrado no ensino primário aquando dos duelos de 1993, 1994 e 1996. A minha primeira memória de uma partida entre dragões e rossoneri remonta, pois, a 29 de agosto de 2003, quando ambos os conjuntos se defrontaram para a Supertaça Europeia.
 
Embora o jogo fosse apelativo, recordo-me do resultado, mas também que pouco ou nada vi da transmissão televisiva, uma vez que nesse dia o meu pai tinha chegado em casa com aquele que haveria de ser o meu primeiro computador – e o primeiro computador lá de casa –, numa altura em que eu já tinha 11 anos e meio de idade. E lembro-me também que, armado em jornalista, as primeiras coisas que escrevi na aplicação bloco de notas foi uma espécie de notícia do desfecho do jogo e também outra novidade desse dia desportivo, a contratação do avançado brasileiro Liedson por parte do Sporting.

domingo, 17 de outubro de 2021

Artur: “Fico feliz por me verem como um ídolo de Ovar e da Ovarense”

Artur Marques é uma figura emblemática da Ovarense
Há quem o conheça como o “Artur da Ovarense”, por ter feito no emblema de Ovar grande parte da formação e do seu percurso como futebolista profissional. Por amor ao clube, rejeitou propostas para jogar na I Liga e, já como treinador, dirigiu os vareiros nos campeonatos distritais da Associação de Futebol de Aveiro depois de ter orientado a Oliveirense na II Liga.
 
Em entrevista, o antigo médio recorda a época em que foi companheiro de equipa de Sérgio Conceição nos juniores do FC Porto e as passagens por Oliveirense, União Micaelense e Avanca.
 

sábado, 16 de outubro de 2021

A minha primeira memória de… um jogo entre Benfica e Trofense

Benfiquista Rúben Amorim disputa a bola com Mércio
A minha primeira memória de um jogo entre Benfica e Trofense remonta precisamente ao primeiro duelo de sempre entre ambos os clubes – o que não é difícil, porque só foram dois e na mesma temporada (2008-09) –, a 4 de janeiro de 2009, na única presença do conjunto da Trofa na I Liga.
 
As águias, comandadas pelo espanhol Quique Flores, vinham de um quarto lugar na época anterior e já em 2008-09 tinham sido precocemente eliminadas da Taça de Portugal pelo Leixões em Matosinhos e protagonizado uma campanha desastrosa na Taça UEFA, com apenas um ponto em quatro jogos na fase de grupos. Ainda assim, os encarnados lideravam o campeonato ainda sem derrotas, com mais dois pontos do que Leixões e FC Porto e mais três do que o Sporting. No plantel, pontificavam nomes como Quim, Luisão, Maxi Pereira, David Luiz, Katsouranis, Pablo Aimar, Di María, Rúben Amorim, Carlos Martins, José Antonio Reyes, Óscar Cardozo, Nuno Gomes e David Suazo.

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Os 10 dérbis mais marcantes de sempre entre Sporting e Belenenses

Sporting e Belenenses já se defrontaram mais de 250 vezes
Há muito que os jogos entre Sporting e Belenenses ganharam o estatuto de clássico de futebol português, por muito que este dérbi lisboeta tenha perdido a importância que teve em tempos.
 
Alguns dos fundadores dos azuis eram mesmo ex-jogadores dos leões e do Benfica, que abandonaram os seus clubes de forma a fundarem um novo, representativo do seu bairro, Belém. Uma das figuras mais icónicas dos verde e brancos, Francisco Stromp, proferiu mesmo uma frase que ficou para a história quando foi questionado sobre o abandono de Artur José Pereira: “o Artur que vá à merda e funde o tal clube em Belém!”.
 
E “o tal clube em Belém” não só defrontou o Sporting em mais de 250 ocasiões, incluindo finais do Campeonato de Lisboa, do Campeonato de Portugal e da Taça de Portugal e jogos decisivos para as contas do título nacional.
 
Entre tantos duelos, vale a pena ver aqui a nossa seleção dos dez mais marcantes, por ordem cronológica.

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

As cinco vezes em que o Sintrense defrontou equipas da I Divisão na Taça

Sintrense é presença assídua nos campeonatos nacionais
Em vésperas de receber o FC Porto (sexta-feira, 18.45) em jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, o Sport União Sintrense vai defrontar pela sexta vez uma equipa da I Divisão na prova rainha.
 
Curiosamente, nas cinco ocasiões anteriores, três dos adversários do emblema de Sintra atingiram a final da competição, sendo que dois acabaram mesmo por erguer o troféu em pleno Estádio Nacional, no Jamor.
 
Embora seja presença assídua nos campeonatos nacionais, desde 1988-89 que o Sintrense não mede forças na Taça com um oponente primodivisionário.
 
Vale por isso a pena recordar os cinco confrontos anteriores entre a formação amarela e azul e clubes da I Divisão na Taça de Portugal.

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Taça. As 14 vezes em que os grandes foram tombados por equipas secundárias

Gondomar, Naval e Atlético causaram surpresas em casa dos grandes
A terceira eliminatória da Taça de Portugal vai jogar-se entre esta sexta-feira e domingo, com FC Porto, Sporting e Benfica a entrarem na competição como claros favoritos a seguir em frente perante a oposição de Sintrense (sexta, 18.45), Belenenses (sexta, 20.30) e Trofense (sábado, 20.15), respetivamente. Mas a história diz que os grandes devem ter cautela frente a adversários de escalões inferiores na Taça. Em toda a história, os três foram eliminados por 14 vezes por equipas de outras divisões, a última das quais há apenas dois anos.
 
Nas listas de carrascos de águias, dragões e leões, há um clube que faz o pleno: Vitória de Setúbal. Os sadinos passaram 72 dos 88 anos de campeonatos nacionais na I Divisão, mas aproveitaram três dos outros 16 para serem tomba-gigantes na prova rainha do futebol português, que conquistaram por três vezes (1964-65, 1966-67 e 2004-05).
 
Por outro lado, há um treinador que, com o emblema de cada um dos três grandes na lapela, já foi tombado na Taça por equipas de escalões inferiores. Esse técnico dá pelo nome de Fernando Santos e é o mesmo que em 2016 fez a Europa tombar aos pés de Portugal.

terça-feira, 12 de outubro de 2021

Oito promessas da MLS e da Liga Mexicana para a Europa ter em conta

MLS e Liga MX dominam futebol da CONCACAF
A mais recente janela de transferências forçou a mudança de várias figuras relevantes dos relvados da Major League Soccer para o continente europeu. Przemyslaw Frankowski, Sam Vines, Gianluca Busio, Brenden Aaronson, Mark McKenzie e Diego Rossi são apenas alguns dos nomes a quem foi dada a oportunidade de provar o seu valor no Velho Continente. Significa isto que a principal competição de clubes norte-americana esgotou o seu saldo de talentos? Nem por isso. O Soccer em Português traça o perfil de quatro jovens promissores da Major League Soccer que escaparam à última janela de mercado, mas que podem muito bem constar das próximas. E aproveitando o balanço continental, o especialista em futebol mexicano João Pedro Cordeiro indica outro quarteto de jovens prodígios a não perder de vista, desta feita da Liga MX.

domingo, 10 de outubro de 2021

A minha primeira memória de… um jogo entre Argentina e Uruguai

Muslera deu o corpo às balas para travar remate de Higuaín
Este artigo tem o título de “A minha primeira memória de… um jogo entre Argentina e Uruguai”, mas também podia ser “O dia em que me tornei fã de Fernando Muslera”. Na noite de 16 de julho de 2011, uma grande Argentina foi de um encontro a uma muralha que, nesse verão, trocava a Lazio pelo Galatasaray, clube que ainda hoje representa. A meu ver, um currículo curto a nível de clubes tendo em conta a qualidade que patenteia.
 
Mas voltemos ao jogo. Não sei se eu seguia o jogo atentamente ou se estava com um olho no computador e outro na televisão. A Argentina, ao contrário de outras alturas, não só estava muitíssimo bem servida no ataque como tinha um conjunto de jogadores mais defensivos também com qualidade. Afinal, à frente de Romero (AZ) estava um quarteto defensivo composto por Zabaleta (Manchester City), Burdisso (AS Roma), Gabriel Milito (Barcelona) e Javier Zanetti (Inter de Milão). E a segurar o meio-campo, também uma dupla de respeito: Mascherano (Barcelona) e Gago (Real Madrid). No ataque, um quarteto de craques no seu auge: Messi (Barcelona), Aguero (Atlético Madrid) e Higuaín e Di María (Real Madrid). Se olharmos para o banco, a coisa torna-se ainda mais pornográfica: Cambiasso (Inter de Milão), Pastore (Palermo, mas com tudo acertado para se transferir para o PSG por 40 milhões de euros), Éver Banega (Valência) e Carlos Tévez (Manchester City). O herói da final da Liga dos Campeões do ano anterior, Diego Milito (Inter de Milão), não somou um único minuto nessa Copa América! Mais: a Copa América 2011 disputou-se na Argentina

sábado, 9 de outubro de 2021

Os recordes da I Distrital da AF Algarve desde 1996-97

I Distrital da AF Algarve arranca este fim de semana
Mais e menos pontos, golos marcados e sofridos, vitórias, derrotas e empates. Desde 1996-97, vários clubes entraram para a história da I Divisão Distrital da Associação de Futebol do Algarve pelos melhores e pelos piores motivos. Excluindo as temporadas marcadas pela pandemia de covid-19, nunca houve um campeão invicto nem equipas a concluir o campeonato sem qualquer triunfo. Dá para tudo, até para recordes partilhados por várias equipas e registos com três dígitos.
 

sexta-feira, 8 de outubro de 2021

Da formação da União de Tires a uma seleção A. Os antecessores de Érico Castro

União de Tires já produziu três internacionais A
Convocado na terça-feira por Pedro Gonçalves para os dois encontros da seleção principal de Angola diante do Gabão (em Luanda e Franceville), ambos referentes à fase de qualificação para o Mundial 2022, o avançado Érico Castro está um pequeno passo de se tornar no quarto jogador com passagem pela formação da União Recreativa e Desportiva de Tires a jogar numa seleção principal. Um motivo de orgulho para um clube que milita presentemente na II Divisão Distrital da AF Lisboa.
 

quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Os 10 jogadores com mais jogos pelo Sintrense na II Divisão B

Sintrense participou por cinco vezes na II Divisão B
Fundado a 7 de outubro de 1911 por vários alunos da Escola Domingos José Morais, o Sport União Sintrense tem sido ao longo de mais de um século um dos clubes mais representativos do concelho de Sintra, participando assiduamente nos campeonatos nacionais desde meados da década de 1950.
 
Entre 1964 e 1978 e em 1989-90 competiu na II Divisão Nacional, na altura o segundo escalão do futebol português. Mais tarde participou por cinco vezes na já extinta II Divisão B (1990-91, 1992-93, 1993-94, 1998-99 e 2003-04) e desde 2013-14 que compete no Campeonato de Portugal.
 
Em termos de Taça de Portugal, o melhor que o Sintrense conseguiu foi chegar aos oitavos de final em 1969-70 e 1971-72.
 
Os rostos mais visíveis da formação do clube são os internacionais portugueses Luís Loureiro e Nélson Semedo, assim como o internacional guineense Mama Baldé.
 
Vale por isso a pena recordar os dez jogadores com mais jogos pelo Sintrense na II Divisão B.

terça-feira, 5 de outubro de 2021

Portimonense nunca começou melhor. Estoril iguala segundo melhor arranque

Portimonense e Estoril são as grandes sensações da I Liga
Ao cabo de oito jornadas e numa altura em que o ritmo do campeonato sofre uma segunda paragem para os compromissos das seleções nacionais, é unânime que Portimonense e Estoril são (para já) as grandes surpresas da I Liga, surgindo nesta fase logo a seguir aos chamados três grandes – e à frente de Sp. Braga e Vitória de Guimarães – na tabela classificativa.
 
Os algarvios estão mesmo a viver um arranque histórico, uma vez que nunca chegaram à oitava jornada com mais do que 14 pontos. Nesta altura, a turma de Paulo Sérgio soma quatro vitórias, dois empates e duas derrotas, precisamente o registo alcançado sob a orientação de Manuel José em 1984-85, temporada marcada pela melhor classificação (final) de sempre do clube na I Divisão, o 5.º lugar, e pelo inédito apuramento para as competições europeias.

domingo, 3 de outubro de 2021

Os recordes da I Distrital da AF Beja desde 1998-99

I Distrital da AF Beja de 2021-22 arranca a 3 de outubro
Mais e menos pontos, golos marcados, golos sofridos, vitórias, derrotas e empates. Desde 1998-99, vários clubes entraram para a história da I Divisão Distrital da Associação de Futebol de Beja pelos melhores e pelos piores motivos. Excluindo as temporadas marcadas pela pandemia de covid-19, houve um campeão invicto, mas nenhuma equipa concluiu o campeonato sem qualquer vitória. Dá para tudo, até para uma equipa sem motivos para se orgulhar de um registo de três dígitos. 
 

sábado, 2 de outubro de 2021

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Os 10 jogadores com mais jogos pelo Vasco da Gama de Vidigueira no Campeonato de Portugal

Vasco da Gama competiu no Campeonato de Portugal em 2018-19
Fundado a 1 de outubro de 1945, por um grupo de jovens que pretendia desenvolver a prática desportiva na vila da Vidigueira, Clube de Futebol Vasco da Gama, cujo nome visa honrar aquele que foi o primeiro conde de Vidigueira e o descobridor do caminho marítimo para a Índia, participou pela primeira vez nos campeonatos nacionais em 2012-13, quando disputou a III Divisão.
 
A formação alentejana beneficiou do quarto lugar na I Distrital da AF Beja na época anterior e das recusas em subir de Praia de Milfontes e Ferreirense para alcançar uma presença histórica nos patamares nacionais, tendo ficado integrado na Série F.
 
Após ter terminado a primeira fase em sexto lugar, o que lhe valeu o direito de participar na fase de promoção à edição inaugural do Campeonato de Portugal, concluiu a derradeira etapa também na sexta posição, o que ditou a queda nos distritais e a ausência na Taça de Portugal na época seguinte.
 
Alguns anos depois, em 2018-19, o Vasco da Gama de Vidigueira voltou aos campeonatos nacionais para participar no Campeonato de Portugal, mas voltou a cair nos distritais bejenses ao fim de uma temporada, apesar de ter lutado pela permanência até a fim.
 
No total, 29 futebolistas jogaram pelo emblema alentejano no Campeonato de Portugal. Vale por isso a pena recordar os dez que o fizeram por mais vezes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...