sexta-feira, 29 de junho de 2018

São Patrício finalmente num campeonato de topo

Rui Patrício assinou por quatro temporadas pelos Wolves
Rui Patrício é, hoje, reconhecido como um dos melhores guarda-redes da Europa. Os seus desempenhos ao serviço do Sporting há muito que eram elogiados, mas faltava-lhe aparecer numa grande montra internacional, lacuna colmatada no Euro 2016.

Mas a opinião da crítica era bem diferente quando, em 2008, um jovem de 20 anos era aposta persistente de Paulo Bento para a baliza dos leões. Dadas as suas falhas comprometedoras em alguns encontros, a persistência do técnico até podia ser facilmente confundida com teimosia.

quinta-feira, 28 de junho de 2018

A minha primeira memória de… Ricardo Quaresma e suas trivelas

Quaresma festejou com Tello a primeira trivela de leão ao peito

O jogo entre Portugal e Irão teve um sabor agridoce para os adeptos da seleção nacional, mas certamente terá servido de consolo a Ricardo Quaresma o grande golo que consagrou mundialmente a trivela, o seu típico remate com a parte exterior do pé direito. Ao cabo de 17 anos a jogar ao mais alto nível e a espalhar magia pelos relvados internacionais, finalmente o extremo português conseguiu mostrá-la num palco para o qual estão direcionados os olhos de todo o planeta.

Quando se fala de Quaresma e de trivelas, a principal memória dos portugueses é a de um golo à Bélgica no Estádio José Alvalade, durante a qualificação para o Euro 2008, em março de 2007. Outros recordarão um remate fantástico frente ao Rio Ave, já ao serviço do FC Porto, em setembro de 2005.

terça-feira, 26 de junho de 2018

Os insultos, as amizades duvidosas e os livres certeiros de Mihajlovic

Créditos: RICARDO ESTUDANTE

O novo treinador do Sporting acumulou casos ao longo das carreiras de jogador e treinador dentro e fora das quatro linhas. Especialista em livres diretos e adepto de 4x3x3, não sabia quem era Anne Frank


Sinisa Mihajlovic chegou há uma semana a Lisboa para assinar contrato com o Sporting. Filho de pai bósnio e mãe croata, aquele que ao que tudo indica será o novo técnico leonino nasceu na Croácia há 49 anos, junto à fronteira com a Sérvia, crescendo na problemática zona dos Balcãs, região que vivia momentos de tensão que acabaram por originar várias guerras entre 1991 e 2001.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

N'Golo Kanté. A formiguinha que enche o campo

Kanté está a ser uma das figuras de França no Mundial

Explodiu no Leicester campeão inglês (2015/16), agarrou o lugar num Chelsea que também viria a vencer a Premier League (2016/17) e é peça fulcral na seleção francesa. N'Golo Kanté, 27 anos, é uma autêntica formiguinha, um recuperador de bolas incansável e por excelência.

Um jogador da sua altura (1,68 m), para atuar à frente da defesa em equipas e seleções de topo, tem de ser mesmo muito bom. E este médio natural de Paris, que no seu país passou pelos modestos JS Suresnes, US Boulogne e Caen, é mesmo muito bom.

domingo, 24 de junho de 2018

Falta La Furia a La Roja

Resultado espanhol frente ao Irão foi melhor do que a exibição

Se os adeptos portugueses ficaram preocupados com a exibição diante de Marrocos (1-0), os espanhóis não ficaram mais confiantes depois do desempenho no jogo deles frente ao Irão (1-0). A seleção agora a cargo de Fernando Hierro sentiu bastantes dificuldades para penetrar na defesa iraniana, apenas marcou num lance furtuito e não conseguiu comandar as operações quando se colocou em vantagem, sofrendo para a manter.

O tiki-taka continua a ser a imagem de marca de nuestros hermanos, mas neste Mundial está a primar pela falta de objetividade e intensidade. Iniesta, Isco e David Silva circulam muito a bola e vão fazendo inúmeras permutas posicionais, mas tantas e tantas vezes de forma lenta, pouco fluída e demasiado horizontal. A equipa adversária, se bem posicionada, de certa forma acaba por controlar a partida mesmo sem o esférico.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Inglaterra. Bolas paradas disfarçaram excesso de cautelas

Primeira substituição de Southgate passou pela saída de Sterling

Para a história vão ficar o bis de Harry Kane e os três pontos amealhados, mas quem viu o duelo de segunda-feira com a Tunísia facilmente reconhecerá que os dois golos de bola parada disfarçam uma exibição menos conseguida de Inglaterra em jogo corrido, sobretudo na segunda parte.

A falta disponibilidade física e mental poderão ser argumentos válidos para justificar um eventual desempenho negativo de uma seleção favorita num tipo de competição como o Campeonato do Mundo, mas os ingleses correram o risco de perder dois pontos muito por culpa do excesso de cautelas com que abordaram a partida.

Alcançar Eusébio. O próximo objetivo de Ronaldo


terça-feira, 19 de junho de 2018

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Aaron Mooy. O operário mais elegante dos Socceroos

Aaron Mooy é titula indiscutível no meio-campo australiano

A Austrália não conseguiu surpreender a França no arranque do Mundial, não somou qualquer ponto, mas deixou a imagem de uma equipa com uma alma imensa, ciente das suas fragilidades, mas a querer praticar um futebol apoiado e sobretudo a fazer da entrega ao jogo a sua principal arma. No capítulo da combatividade, poucas seleções do torneio estarão ao nível dos Socceroos.

Numa formação recheada de operários dispostos a sacrificar-se pelo coletivo até à última gota de suor, o que mostrou mais capacidade para simultaneamente sujar os calções e mostrar alguma classe foi Aaron Mooy, médio dos ingleses do Huddersfield.

sábado, 16 de junho de 2018

Moreirense ganha em Fábio Pacheco o ‘6’ ideal para o xadrez de Ivo Vieira

Fábio Pacheco assinou por três épocas pelo Moreirense
Ciente da necessidade de reforçar o meio-campo devido às saídas já anunciadas de Boubacar, Alan Schons e Bruno Ramires – vai rumar ao Marítimo, ao que tudo indica -, todos em final de contrato, e à provável venda de Alfa Semedo, o Moreirense anunciou, no dia 6, a contratação do ex-maritimista Fábio Pacheco, 30 anos, para as próximas três temporadas.

É verdade que só o desempenho do jogador vai permitir uma avaliação mais palpável, mas esta é, em perspetiva, uma grande aquisição. Os minhotos acabam de garantir um centrocampista de características defensivas, capaz de alinhar a central e a ‘8’, com experiência de I Liga e à procura de reafirmar-se no primeiro escalão, depois de uma temporada não muito conseguida nos Barreiros.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

GD Fabril. Obras no Estádio João Pedro já arrancaram

Sintético será instalado e pista de atletismo eliminada

O Estádio João Pedro, palco dos jogos das camadas jovens do Grupo Desportivo Fabril, no Lavradio (Barreiro), vai receber um relvado sintético, e as obras de remodelação do recinto arrancaram já no decorrer desta semana.

Além da colocação do novo piso, que vai substituir um relvado natural que há muito que se encontrava em condições pouco favoráveis à prática do futebol, será eliminada a pista de atletismo de terra batida que circundava o relvado.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

A minha primeira memória de… um Mundial

Golo de Papa Bouba Diop foi o primeiro que vi num Mundial

Tendo nascido eu em 1992, ainda não via futebol em 1998 – e muito menos em 1994 -, pelo que a minha primeira memória da fase final de um Campeonato do Mundo remonta a 2002. Nas semanas anteriores, tinha devorado revistas e recortes de jornais com informações não só sobre as 32 seleções, mas também sobre os países representados. Sabia quase tudo sobre cada um. Frequentava o 4.º ano e, por morar perto da escola, ia almoçar a casa. E foi precisamente à hora de almoço que começou o jogo inaugural desse torneio organizado por Coreia do Sul e Japão.  

sábado, 9 de junho de 2018

Os favoritos, as possíveis surpresas e as tradições. Quem ultrapassará a fase de grupos do Mundial 2018?

Tudo a postos na Rússia para o 21.º Campeonato do Mundo
A espera está prestes a terminar. Quatro anos depois, o Campeonato do Mundo está de regresso. Ao longo das últimas semanas, sobretudo após a conclusão das competições de clubes, os feitos de jogadores e seleções de outrora foram relembrados vezes sem conta. Os Mundiais que consagraram Pelé (1958 e 1970) e Maradona (1986) lideram o leque de recordações, onde não faltam os elogios aos desempenhos da Holanda de 1974 e ao Brasil de 1982 ou das peripécias das vitórias caseiras de Inglaterra (1966), Argentina (1978) e França (1998).

domingo, 3 de junho de 2018

Dos rótulos das garrafas de vinho ao contrato com o Benfica. Eis João Amaral

João Amaral assinou pelo Benfica até junho de 2021

O percurso de João Amaral no futebol português desafia toda a lógica: 1) Natural de Vila Nova de Gaia, não passou nem pela formação de um grandes nem pela de um dos principais clubes da Área Metropolitana do Porto; 2) Quando subiu a sénior, passou sete temporadas nos escalões inferiores, tendo estado emprestado pelo Pedras Rubras há apenas três anos; 3) Nem sempre o futebol foi a sua única atividade, tendo trabalhado enquanto jogava; 4) Chegou à I Liga à beira dos 25 anos e não precisou de muitos jogos para se tornar numa das principais figuras do Vitória de Setúbal; 5) Após duas excelentes temporadas no Sado, vinculou-se ao Benfica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...