Mostrar mensagens com a etiqueta Olímpico Montijo. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Olímpico Montijo. Mostrar todas as mensagens

sábado, 11 de julho de 2020

Os 11 jogadores com mais jogos pelo Olímpico Montijo no Campeonato de Portugal

Dez jogadores que estão na história do ainda jovem Olímpico
Fundado a 11 de julho de 2007, o Clube Olímpico do Montijo ocupou na sua cidade o lugar deixo vago pelo histórico Clube Desportivo Montijo, que cessou atividade nesse ano devido às constantes dificuldades financeiras.

O Olímpico herdou as cores, as instalações desportivas e até os adeptos do clube original, que chegou a participar por três vezes na I Divisão durante a década de 1970.

Renascido das cinzas, o emblema montijense ascendeu à I Distrital da AF Setúbal logo na temporada de arranque, em 2007-08, subindo à III Divisão Nacional três anos depois. Seguiram-se cinco anos nos distritais e o regresso aos palcos nacionais em 2017-18, na primeira de três temporadas consecutivas no Campeonato de Portugal.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Três jogadores do Olímpico Montijo para as ligas profissionais terem em conta

Olímpico Montijo compete na Série D do Campeonato de Portugal
Não é por andar na primeira metade da tabela classificativa que o Olímpico Montijo não tem jogadores com potencial para chegar às ligas profissionais. Os aldeanos, refira-se, participam pela terceira época consecutiva no terceiro escalão do futebol português, tendo terminado a faz regular na 9.ª posição em 2017-18 e no 10.º posto em 2018-19, tendo realizado campeonatos tranquilos, longe de sobressaltos e simultaneamente afastado do sonho da subida à II Liga.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Olímpico do Montijo: Um regresso anunciado aos palcos nacionais

De verde e amarelo, Olímpico do Montijo caminha para o título distrital
Já lá vão os tempos em que o histórico Clube Desportivo do Montijo participou na I Divisão, em 1972/73, 1973/74 e 1976/77. Duas despromoções em três participações não impediram que a “Aldeia Galega” se tornasse uma cidade apaixonada por futebol, até porque o clube da terra continuou a ser presença assídua nos palcos nacionais até à viragem do milénio.

O concelho de onde são naturais os antigos internacionais Paulo Futre, Fernando Mendes e Ricardo viu-se sem o seu emblema mais representativo em 2007, devido a dificuldades financeiras. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...