Mostrar mensagens com a etiqueta Liga dos Campeões. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Liga dos Campeões. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre Barcelona e Inter Milão

Eto'o, aqui em luta com Daniel Alves, no reencontro com o Barça

Falar da minha primeira memória de um jogo entre Barcelona e Inter de Milão é falar dos tempos áureos de José Mourinho. Tenho uma vaga ideia de as equipas se terem defrontado na segunda fase fase de grupos em 2002-03 e, olhando para os registos, de terem medido forças na fase de grupos de 2009-10, mas o que me recordo bem é de terem disputado uma vaga na final dessa época, marcada para Madrid.

sábado, 9 de novembro de 2019

10 jogos seguidos a sofrer golos fora. Benfica nunca tinha feito pior na Champions

Benfica sem andamento está com um pé fora da Champions
O Benfica estabeleceu esta terça-feira um recorde negativo na sua história. Ao perder por 1-3 em Lyon, os encarnados sofreram golos na Liga dos Campeões pelo 10.º jogo consecutivo, algo que nunca lhes tinha acontecido.

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre FC Porto e equipas escocesas

Portista Ricardo Carvalho em luta com Paul Lambert
O jogo mais memorável entre o FC Porto e uma equipa escocesa aconteceu na final da Taça UEFA de 2002-03, quando os dragões bateram o Celtic após prolongamento, mas na época anterior as duas já se tinham defrontado na fase de grupos da Liga dos Campeões.

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

A minha primeira memória de... jogos entre Lyon e equipas portuguesas

Deco entre Patrick Müller e Michel Essien no jogo do Dragão
A minha primeira memória de um jogo entre o Lyon e equipas portuguesas é digna de vergar uma lágrima aos adeptos do emblema francês mas também aos do FC Porto. Aos do Lyon porque significa recuar aos tempos áureos de um clube que conquistou de forma consecutiva os sete títulos nacionais da sua história, entre 2001-02 e 2007-08, e aos portistas porque é recordar a conquista da Liga dos Campeões em 2003-04, com José Mourinho no comando técnico.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

A minha primeira memória de… um jogo entre Rosenborg e equipas portuguesas

Capucho em luta com um defesa norueguês num jogo nas Antas
Os jogos entre Rosenborg e equipas portuguesas eram habituais por altura da viragem do milénio. A formação norueguesa, que ganhou consecutivamente o campeonato do seu país entre 1992 e 2004 e esteve sempre na Champions entre 1995-96 e 2002-03, defrontou o FC Porto em 1996-97, 1997-98 e 2001-02 e o Boavista em 1999-00 em jogos da fase de grupos da Liga dos Campeões. Outros tempos, tendo em conta que os nórdicos já não participam na prova milionária desde 2007-08.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre FC Porto e Rangers

Pepe bisou em Glasgow mas o FC Porto não teve motivos para festejar
Aqui não havia muito por onde escolher. A minha primeira memória de um jogo entre o FC Porto e o Rangers teria de remontar a 1983 ou a 2005, anos em que as duas equipas se defrontaram. Mas como só nasci em 1992, só poderia mesmo ser a segunda opção.

terça-feira, 22 de outubro de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre Benfica e equipas francesas

Miccoli perante a oposição do defesa francês Tafforeau
Ver o Benfica defrontar equipas francesas é quase um clássico de pré-época, talvez à exceção dos anos mais recentes, em que as águias têm viajado para os Estados Unidos a fim de participar na International Champions Cup. Antes da minha primeira memória de um jogo diante de formações gaulesas, houve pelo menos três jogos particulares desde que acompanho futebol: Lyon em 2000, Auxerre em 2002 e Marselha em 2004.

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

"Lingrinhas" e "a render pouco". O Benfica europeu visto por José Augusto e por Simões

Benfica sofreu na Rússia a segunda derrota na Liga dos Campeões
O Benfica somou nesta quarta-feira em São Petersburgo, diante do Zenit, a segunda derrota em outros tantos jogos nesta edição da Liga dos Campeões e a 11.ª nos últimos 14 encontros realizados na prova milionária (apenas nove golos marcados e 30 sofridos), números preocupantes para quem procura reafirmar-se como um grande na Europa, como tantas vezes tem referido o presidente Luís Filipe Vieira - "sonho europeu? Não morreu, vamos lá chegar. Ninguém pode dizer quando", referiu recentemente numa entrevista à SIC.

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre FC Porto e clubes suíços

Capucho perante um oponente helvético
Falar do primeiro jogo que tenho memória entre o FC Porto e equipas suíças é sinónimo de recuar até ao início da temporada de 2001-02, uma época que não correu bem aos azuis e brancos mas que serviu para fazer a ponte entre dois períodos ganhadores do clube, após a saída de Fernando Santos e antes da entrada de José Mourinho. Pelo meio, já sem jogadores com alguma importância como Aloísio, Drulovic, Esquerdinha ou Chaínho e ainda com Vitor Baía lesionado durante um largo período, sentou-se no banco portista Octávio Machado.

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre Spartak e equipas lusas

Ananko e Rui Jorge em disputa de bola no jogo de Moscovo
A minha primeira memória de um jogo entre o Spartak Moscovo e equipas portuguesas remonta ao ano de 2000 e o clube russa não poderia ter deixado melhor impressão. Integrado no mesmo grupo da Liga dos Campeões do que o Sporting, venceu no Luzhniki e em Alvalade, carimbando o passaporte para a segunda fase de grupos, tal como o Real Madrid, que terminou na liderança – os leões ficaram em último lugar, atrás do Bayer Leverkusen.

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Dragão vê 44 milhões a voar após primeira parte de danos irreparáveis

Luis Díaz e Suleymanov, as figuras das respetivas equipas
Três dias depois do galo da derrota em Barcelos no arranque do campeonato, o FC Porto voltou a ser derrotado com surpresa, mas, desta vez, com algum estrondo. Nem o mais pessimista dos portistas esperava estar a perder por 0-2 aos 12 minutos ou por 0-3 ao intervalo frente a um Krasnodar que arruinou logo na primeira quinzena de agosto um dos principais objetivos da época dos azuis e brancos: a presença na Liga dos Campeões e o encaixe de 44 milhões de euros que isso implicava. Na segunda parte a equipa portuguesa reagiu bem e marcou dois golos, mas os danos causados na etapa inicial revelaram-se irreparáveis.

terça-feira, 6 de agosto de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre FC Porto e equipas russas

Vágner Love e Jorge Costa em disputa de bola no Dragão
A minha primeira memória de um jogo entre o FC Porto e equipas russas é, na realidade, o primeiro encontro entre o FC Porto e... equipas russas, mesmo contabilizando os tempos da União Soviética. Parece mentira, mas esse duelo histórico ocorreu apenas em setembro de 2004, e opôs os dragões ao CSKA Moscovo, naquele que foi o primeiro desafio dos portistas na Liga dos Campeões após a conquista da competição em Gelsenkirchen, menos de quatro meses antes.

sexta-feira, 31 de maio de 2019

A minha primeira memória de… uma final da Liga dos Campeões

Olivier Kahn protagonista na final de San Siro, em 2000/01
Não é propriamente a final da Liga dos Campeões mais recordada pelos adeptos de futebol, mas foi a primeira a que assisti, numa época em que eu ainda tinha pouca noção do significado desta competição e em que conhecia pouco do futebol internacional.

Recordo-me que assisti ao jogo através da transmissão televisiva da RTP 1 e dos nomes dos marcadores dos golos em tempo regulamentar (Mendieta e Effenberg) e dos guarda-redes (Cañizares e Kahn), que também viriam a ser protagonistas.

terça-feira, 28 de maio de 2019

As minhas primeiras memórias de… dérbis entre Chelsea e Arsenal

Wayne Bridge faz o golo que dá a vitória ao Chelsea
Recuemos a 2004. O Arsenal era uma das melhores equipas do planeta e nesse ano, liderado em campo pelo talentosíssimo Thierry Henry, dominou por completo a Premier League, sagrando-se campeão sem sofrer qualquer derrota. Além do avançado francês, pontificavam em Highbury nomes como Ashley Cole, Sol Campbell, Patrick Vieira, Freddie Ljungberg, Robert Pirès ou Dennis Bergkamp, orientados por Arsène Wenger.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

A minha primeira memória de... um jogo entre Barcelona e Man. United

Cristiano Ronaldo e Xavi em rara discussão pela posse de bola
Falar das minhas primeiras memórias de jogos entre Manchester United e Barcelona é o mesmo do que falar das primeiras vezes em que Cristiano Ronaldo e Lionel Messi partilharam um relvado. Já eram, a par de Kaká, os melhores do mundo, mas ainda não se imaginava que se tornassem em lendas do futebol mundial, ao nível dos melhores de todos os tempos.

sábado, 16 de março de 2019

As minhas primeiras memórias de… dérbis entre Inter e AC Milan

Córdoba e Shevchenko disputaram lance que sentenciou eliminatória
A época de 2002/03 não foi particularmente feliz para os clubes portugueses na Liga dos Campeões. Tanto o Sporting, na condição de campeão nacional, como Boavista, enquanto segundo classificado do campeonato da temporada anterior, não foram além da terceira pré-eliminatória, onde caíram aos pés dos italianos do Inter de Milão e dos franceses do Auxerre, respetivamente.

Assim sendo, a RTP, que tinha o direito de transmitir um jogo por jornada, virou agulhas para os dois principais futebolistas portugueses daquela altura: Luís Figo do Real Madrid e Rui Costa do AC Milan.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

FC Porto perde 27 jogos depois mas Adrián deixa eliminatória com AS Roma em aberto

Pepe e Felipe em duelo aéreo com romanos De Rossi e Fazio
Nem deu para perder o norte. O FC Porto sofreu o 0-2 aos 75 minutos, já sem o lesionado Brahimi, mas o substituto Adrián López reduziu pouco depois e deixou tudo em aberto para a segunda mão, no Dragão, a 6 de março. Uma vitória por 1-0 na sua fortaleza bastará à equipa de Sérgio Conceição para seguir para os quartos de final.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Noite perfeita levou FC Porto aos oitavos antes de ir a jogo e rendeu 12,2 milhões

Danilo e Óliver titulares em meio-campo portista reforçado
FC Porto e Schalke ainda não tinham entrado em campo e já recebiam boas notícias da Rússia: a vitória do Lokomotiv Moscovo sobre o Galatasaray (2-0) garantia a ambos o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões e o consequente prémio de 9,5 milhões de euros. No total, os portistas já superaram a fasquia dos 60M esta época - com a vitória desta quarta-feira no Dragão (3-1), são já 65,7M. E para completar o ramalhete, um bónus que poderá dar imenso jeito: a liderança do grupo, que faz com que sejam evitados confrontos com o tricampeão europeu Real Madrid e o sempre candidato Barcelona na próxima fase.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

A minha primeira memória de… um jogo da Liga dos Campeões

Figo foge a Rui Jorge no regresso ao Estádio de Alvalade

2000. Mais uma vez o ano 2000. É a esse já longínquo ano que remontam as minhas primeiras memórias de uma Supertaça Cândido de Oliveira, de uma Supertaça Europeia, de um dérbi entre Sporting e Benfica e também de um jogo da Liga dos Campeões.

Na edição de 2000/01, o campeão Sporting era o único representante português na fase de grupos, uma vez que o vice-campeão FC Porto tinha caído na 3.ª pré-eliminatória ante os belgas do Anderlecht. Quis o destino que os leões arrancassem com uma receção ao campeão europeu Real Madrid, reforçado com Luís Figo e que um mês antes tinha jogado em Alvalade um jogo de pré-época.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...