sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Os 10 jogadores alentejanos mais valiosos da atualidade

Lista dos 10 alentejanos mais valiosos avaliada em €28,1 milhões
O Alentejo tem vindo a ficar cada vez mais desertificado, mas não se deixa de jogar futebol na vasta área da região que inclui os distritos de Beja, Évora, Portalegre e parte do de Setúbal.

Desde as proximidades da zona industrial de Sines às portas de Badajoz, passando pelas vilas do Alto e do Baixo Alentejo em que não faltam campos – uns relvados, outros ainda pelados – para se jogar à bola, continuam a aparecer talentos oriundos de um território marcado pelas planícies e que já esteve representado na I Liga por Lusitano Évora, O Elvas e Campomaiorense.


Depois de jogadores como João Martins (Sines), o sexto violino do Sporting; Palmeiro (Arronches), jogador importante no Benfica na década de 1950; Dinis Vital (Grândola), histórico guarda-redes de Lusitano Évora e Vitória de Setúbal; Frederico (Castro Verde), antigo central de Benfica e Boavista; Osvaldinho (Beja), considerado por muitos o melhor lateral esquerdo de sempre do Vitória de Guimarães; Paulo Torres (Évora), campeão mundial de sub-20 em 1991; Miguel Garcia (Moura), herói do Sporting em Alkmaar nas meias-finais da Taça UEFA de 2004-05; e Sereno (Elvas), antigo defesa de Vitória de Guimarães e FC Porto; há mais dignos representantes do Alentejo no futebol.

Vale a pena conhecer a lista dos 10 jogadores alentejanos mais valiosos da atualidade, segundo o portal transfermarkt. No total, estão avaliados em 28,1 milhões de euros.


10. Kiko (300 mil euros)

Kiko
Comecemos por Alcácer do Sal, cidade do litoral alentejano banhada pelo Sado e conquistada por D. Afonso Henriques em 1158. Foi lá que nasceu Francisco Manuel Geraldo Rosa, mais conhecido por Kiko, lateral esquerdo que começou a jogar futebol no Alcacerense, mas que aos dez anos se mudou para o Vitória de Setúbal, clube pelo qual fez praticamente toda a formação.
Ainda com idade de júnior estreou-se pela equipa principal pela mão de Bruno Ribeiro, mas nunca chegou a afirmar-se verdadeiramente no emblema sadino. Já depois de ter estado ao serviço de Portugal no Campeonato do Mundo de sub-20, esteve emprestado ao Académico Viseu e rumou a título definitivo aos ingleses do Port Vale. Após um ano terceiro escalão de Inglaterra voltou a Viseu e de lá foi para Arouca, na II liga portuguesa.
No último verão transferiu-se para os cipriotas do Olympiakos Nicosia, onde vai evoluindo aos 26 anos.


9. Pedro Martelo (300 mil euros)

Pedro Martelo
Natural de Évora, Pedro Martelo começou a jogar no Lusitano local, histórico clube que participou 14 vezes (consecutivas) na I Divisão entre 1952-53 e 1965-66, é um dos muitos jovens promissores da geração de 1999. Rapidamente deu nas vistas e, depois de uma curta passagem pelo Tourega, do mesmo concelho, rumou ao Benfica quando era iniciado.
Após dar nas vistas de águia ao peito nos escalões de iniciados e juvenis transferiu-se para os espanhóis do Deportivo da Corunha no verão de 2016, estando desde então ligado ao clube galego, apesar de ainda não ter somado qualquer minuto pela equipa principal. Daí para cá sagrou-se campeão europeu sub-19 em 2018, tendo apontado o golo que deu a vitória sobre a Itália na final, e esteve no Mundial sub-20 do ano seguinte. Na segunda metade de 2018-19 esteve cedido ao Sp. Braga, tendo atuado pelos sub-23 e pela equipa B.


8. André Vidigal (600 mil euros)

André Vidigal
O expoente máximo da nova geração do clã Vidigal, que nasceu na sua maioria em Angola, mas que se radicou em Elvas e deu ao futebol o pai de André, Beto (ex-O Elvas), e os tios Luís (ex-Sporting), Lito (ex-Belenenses e Santa Clara), Jorge (ex-Sporting e Beira-Mar) e Toni (ex-Varzim). “É o nosso ADN, nascemos com foco para o futebol. Todos os meus primos jogam no bairro desde pequeninos, é uma continuidade. Há muitos futebolistas na minha família, até mulheres. Eles dão-me muitos conselhos. O meu tio Luís diz-me para nunca desistir e para levar todos os dias a sério. Isso identifica-se com o jogador que ele foi, muito lutador”, afirmou ao DN este extremo que nasceu em Elvas há 21 anos e representou O Elvas durante quase toda a sua formação, até transferir-se para a Académica em idade de júnior.
No verão de 2017, após meia dúzia de jogos pela briosa, rumou aos holandeses do Fortuna Sittard por 200 mil euros. Após ajudar o Fortuna a subir à I liga holandesa com uma dezena de golos e estrear-se no patamar maior do futebol da Holanda, foi cedido ao APOEL em janeiro de 2019 até junho de 2020, tendo conquistado o campeonato cipriota logo na época de estreia.
Pelo meio tornou-se internacional sub-21 por Portugal, dando continuidade a um percurso nas seleções jovens iniciado nos sub-18.


7. Luís Aurélio (600 mil euros)

Luís Aurélio
Irmão gémeo de João Aurélio – já lá vamos! - nasceu em Beja e dividiu a sua formação entre as camadas jovens dos dois principais clubes da cidade-natal, o Desportivo e o Despertar. Porém, quando chegou a altura de entrar no futebol sénior, rumou ao Castrense, sagrando-se campeão distrital na única época em Castro Verde.
Seguiram-se várias aventuras na extinta II B, ao serviço dos madeirenses do Santana, do Moreirense, do Atlético Reguengos e do Tondela, tendo ajudado os beirões a subir à II Liga e a conseguir a permanência na época de estreia no segundo escalão. Depois voltou a Moreira de Cónegos, ajudando o clube a ascender à I Liga antes de se juntar ao irmão João no Nacional. Após duas temporadas na Choupana transferiu-se para o Feirense, que este médio/extremo representou também durante dois anos.
No verão de 2018, à beira de completar 30 anos e depois de 101 jogos na I Liga, emigrou pela primeira vez na carreira, escolhendo os romenos do Gaz Metan como destino. A época na Roménia correu-lhe bem e recebeu um convite do campeão Cluj, que lhe deu a possibilidade de jogar pela primeira vez nas competições europeias.


6. João Aurélio (800 mil euros)

João Aurélio
João Aurélio fez um percurso na formação muito idêntico ao do irmão gémeo, com a diferença de se ter destacado mais e captado a atenção do Vitória de Guimarães, tendo rumado ao Minho ainda em júnior.
Quando ascendeu a sénior, saiu para o Penalva do Castelo. A época na II Divisão B correu-lhe bem, ao ponto de ter sido chamado à seleção nacional de sub-20 e de ter dado o salto para o Nacional da Madeira no final da época. Esteve na Choupana durante oito anos, tendo disputado 237 jogos de alvinegro, atingido o estatuto de capitão e partilhado o balneário novamente com o irmão, com o qual já não jogava desde os tempos do Despertar.
Os manos Aurélio saíram do Nacional ao mesmo tempo, no verão de 2016, mas enquanto Luís se mudou para o Feirense, João voltou a estar um pouco por cima, regressando a Guimarães. Após duas épocas no Vitória, mudou-se para o vizinho Moreirense, pelo qual este lateral/extremo vai jogando aos 31 anos.


5. Pedro Pereira (dois milhões de euros)

Pedro Pereira
Nascido em Vendas Novas, entrou para o futebol pela porta do Estrela, tendo passado pelo vizinho Afeiteira antes de se mudar para o Benfica, quando tinha apenas dez anos.
Após sete anos a evoluir no centro de formação do Seixal, transferiu-se para a Sampdoria, tendo feito a estreia na Série A italiana quando ainda era júnior de primeiro ano. Depois de um ano e meio em Génova, o clube da Luz recontratou-o, mas não foi feliz de águia ao peito pela equipa principal.
Em janeiro de 2018 foi emprestado durante um ano e meio ao Génova, tendo atuado em mais de 30 encontros, antes de nova cedência, desta feita aos ingleses do Bristol City. É no competitivo Championship que este jovem lateral direito vai evoluindo aos 21 anos.
Presença habitual nas convocatórias da seleção nacional de sub-21, soma 40 internacionalizações pelas seleções jovens de Portugal, num percurso iniciado nos sub-15.


4. Diogo Gonçalves (dois milhões de euros)

Diogo Gonçalves
Diogo Gonçalves nasceu em Almodôvar, entre a planície alentejana e a serra do Caldeirão, tendo começado a jogar futebol no clube da terra natal, o Clube Desportivo Almodôvar.
Após dois anos no emblema do distrito de Beja, rumou aos algarvios do Ferreiras, de onde deu o salto para o Benfica em 2008, quando tinha apenas onze anos. Desde então que está ligado ao clube da Luz, tornando-se também presença habitual nas seleções jovens portuguesas: são já 71 internacionalizações, desde os sub-15 aos sub-21.
Extremo de posição, começou a jogar pela equipa B na II Liga ainda durante o primeiro ano de júnior, tendo feito a estreia pelo plantel principal em agosto de 2017 pela mão de Rui Vitória, tendo sido titular em quatro jogos da Liga dos Campeões.
Porém, perdeu gás durante a segunda metade de 2017-18 e na época seguinte foi emprestado aos ingleses do Nottingham Forest, do Championship. A experiência não correu bem, mas as águias não desistiram dele, tendo-o emprestado no último verão ao Famalicão, equipa pela qual aos 22 anos vai alternado entre a titularidade e o banco de suplentes. Recentemente tem sido adaptado a lateral.


3. Bruno Gaspar (2,5 milhões de euros)

Bruno Gaspar
Bruno Gaspar é natural do concelho de Évora, mas curiosamente não passou pela formação dos dois principais clubes emblemas eborenses, Juventude e Lusitano. Foi no Canaviais, nos arredores da cidade, que se iniciou no futebol, e de lá saltou diretamente para o Benfica aos 12 anos.
A ligação às águias durou mais de uma década, ainda que na última época, em 2014-15, tenha estado emprestado ao Vitória de Guimarães, clube pelo qual acabou depois por assinar em definitivo. Depois de três boas temporadas na cidade-berço rumou aos italianos da Fiorentina.
A aventura em Florença não lhe correu propriamente bem e durou apenas um ano, tendo voltado a Portugal a título definitivo pela porta do Sporting em junho de 2018, numa fase em que Bruno de Carvalho estava à beira de ser destituído. Em Alvalade ganhou uma Taça da Liga e uma Taça de Portugal na época de estreia, mas foi quase sempre segunda opção, tendo sido emprestado no último verão aos gregos do Olympiacos, clube pelo qual tem jogado pouco, numa fase em que tem 26 anos.
Depois de 14 internacionalização pelas seleções jovens portuguesas, decidiu em 2019 representar Angola, tendo participado na Taça das Nações Africanas desse ano.


2. Pedro Rebocho (4 milhões de euros)

Pedro Rebocho
Eborense, lateral e formado no Benfica tal como Bruno Gaspar, mas canhoto e com passagem pelas camadas jovens do Juventude de Évora antes de jogar de águia ao peito. A ligação aos encarnados durou sete anos, tendo conquistado um título nacional de iniciados e outro de juniores durante esse período.  
Após 65 jogos pela equipa B e sem qualquer oportunidade no plantel principal, rumou no verão de 2016 ao Moreirense, clube pelo qual ganhou a Taça da Liga.
A boa época no Minho despertou a cobiça dos franceses do Guingamp, que lhe possibilitou jogar durante duas temporadas numa das cinco principais ligas europeias. Porém, o emblema gaulês foi despromovido em 2018-19 e o defesa foi emprestado em seguida ao Besiktas, estando a evoluir no campeonato turco e na Liga Europa aos 24 anos.
Paralelamente, Rebocho soma 69 internacionalizações pelas seleções jovens portuguesas, tendo representado todas as categorias entre os sub-16 e os sub-21.


1. Mário Rui (15 milhões de euros)

Mário Rui
Para não variar, mais um lateral. Natural de Sines, no litoral alentejano, Mário Rui tem sido presença regular nas convocatórias de Fernando Santos e, depois de ter estado no Mundial 2018, ao que tudo indica estará igualmente no Euro 2020.
O lateral esquerdo iniciou-se no clube da terra, o Vasco da Gama, mas rapidamente foi recrutado pelo Sporting. Após cinco anos em Alcochete, transferiu-se para o Valencia e de lá para o Benfica, onde concluiu a formação.
Estreou-se no futebol sénior pela porta do Fátima e no final dessa época, em 2011, sagrou-se vice-campeão mundial de sub-20 e rumou ao futebol italiano. Vinculou-se ao Parma, que o emprestou a Gubbio 1910, Spezia e Empoli, clube pelo qual haveria de assinar em definitivo. Seguiram-se aventuras na AS Roma e no Nápoles. É no clube do sul de Itália que vai mostrando o seu futebol, aos 28 anos.





































3 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...