segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Os 10 melhores combates de sempre do Monday Night Raw

Monday Night Raw está no ar desde 11 de janeiro de 1993
O programa televisivo semanal há mais tempo no ar nos Estados Unidos, o Monday Night Raw teve a sua estreia a 11 de janeiro de 1993 continua a fazer as delícias dos fãs todas as segundas-feiras, apesar das alterações de canal e de duração que tem sofrido.
 
Com os primeiros episódios gravados a serem no Grand Ballroom do Manhattan Center, um pequeno teatro da cidade de Nova Iorque, o Raw já foi transmitido a partir de 208 arenas de 171 localidades de onze países.
 
Embora o programa tenha mais tendência para promover os pay-per-views que se seguem do que para acolher combates espetaculares, também tem havido espaço para duelos eletrizantes ao longo destes 28 anos de Raw.
 
Vale por isso a pena recordar a nossa lista de dez melhores combates, por ordem cronológica.


Monday Night Raw (19 de julho de 1993)
WWF Intercontinental Championship:
Shawn Michaels (c) vs. Marty Jannetty
À procura de se afirmar individualmente depois de trair o antigo companheiro de equipa Marty Jannetty, Shawn Michaels tornou-se num vilão arrogante e metrossexual.
Embora tenha falhado a conquista a conquista do título mundial frente a Randy Savage no UK Rampage em abril de 1992 e diante de Bret Hart no Survivor Series 1992, HBK venceu o título intercontinental após vitória sobre The British Bulldog no Saturday Night's Main Event XXXI, em novembro, e manteve-o até maio de 1993, quando perdeu para Marty Jannetty.
Porém, voltou a conquistá-lo no mês seguinte com a ajuda do seu guarda-costas Diesel e a 19 de julho de 1993 defendeu-o diante de Jannetty durante o Monday Night Raw.
 
 
 

Monday Night Raw (11 de julho de 1994) 
WWF World Heavyweight Championship:
Bret Hart (c) vs. The 1-2-3 Kid
Na WrestleMania X, Bret Hart conquistou o título ao derrotar Yokozuna no main-event e nos meses que se seguiram esteve envolvido em feuds com o seu irmão Owen, que o havia derrotado na Wrestlemania, e com Diesel.
No entanto, no Monday Night Raw de 20 de junho teve lugar um combate entre The 1–2–3 Kid e Nikolai Volkoff para determinar quem defrontaria o “Hitman” pelo título no episódio de 11 de julho. E quem surpreendentemente levou a vitória foi The 1–2–3 Kid, que habitualmente lutava na divisão de tag team, embora fosse um dos favoritos dos fãs.
 
 
 
Monday Night Raw (3 de março de 1997) 
WWF European Championship:
The British Bulldog vs. Owen Hart
Estabelecido no início de 1997, o WWF European Championship apurou o seu primeiro campeão através de um torneio que se realizou ao longo de vários eventos na Alemanha.
Para a final, gravada em Berlim a 26 de fevereiro, mas transmitida apenas a 3 de março, qualificaram-se The British Bulldog, que eliminou Mankind e Vader, e Owen Hart, que afastou Flash Funk e Bret Hart.
E para apimentar mais as coisas, os dois finalistas eram cunhados e os detentores dos títulos de tag team.
 
 
 
Raw Is War (26 de maio de 1997) 
WWF World Tag Team Championship:
Owen Hart e The British Bulldog (c) vs. Shawn Michaels e Steve Austin
Campeões desde setembro do ano anterior, os cunhados Owen Hart e British Bulldog não só colocaram as diferenças de lado - numa altura em que ambos lutavam pelo WWF European Championship - como se juntaram a Bret Hart, Jim Neidhart e Brian Pillman para reformular o grupo The Hart Foundation.
Contudo, no Raw is War de 26 de maio de 1997 os campeões tiveram dois oponentes de peso. Ainda que não formassem propriamente uma equipa coesa, Steve Austin e Shawn Michaels tinham algo em comum: a inimizade com Bret Hart.
No caso de Shawn Michaels, que estava de regresso à ação após uma lesão num joelho, a rivalidade com Bret Hart já se estendia há vários anos, tendo ambos protagonizados um elevado número de combates pelo Intercontinental Championship e pelo WWF World Heavyweight Championship. No entanto, a tensão entre os dois era extensível à vida real.
Também Steve Austin vinha a protagonizar uma feud quente com Bret Hart, tendo ambos lutado em combates intensos no Survivor Series 1996, In Your House 13: Final Four, WrestleMania 13 e no In Your House 14: Revenge of the 'Taker, além de terem discutido a vitória no Royal Rumble match em 1997.
 
 
 
Raw Is War (21 de maio de 2001) 
WWF World Tag Team Championship:
The Two-Man Power Trip (Steve Austin e Triple H) (c) vs. Chris Benoit e Chris Jericho
Na WrestleMania X-Seven, Steve Austin venceu o WWF Championship com a ajuda de Vince McMahon. Na noite seguinte, no Raw is War, Triple H exigiu saber porque o sogro ajudou o velho inimigo Stone Cold, mas também acabou por ajudar Austin a bater The Rock num Steel Cage match.
Entretanto, Austin começou a revelar o seu lado mais violento, atacando quase toda a gente que lhe aparecia pela frente, e aliou-se a Triple H. Numa altura em que Stone Cold era campeão da WWF e o The Game campeão intercontinental, ambos conquistaram juntos os títulos de tag team ao bater os Brothers of Destruction no Backlash.
Entretanto, foi marcado para o Judgment Day um tag team turmoil match para determinar os candidatos principais ao WWF Tag Team Championship, com a equipa dos antigos rivais Chris Jericho e Chris Benoit a levar a melhor, eliminando Edge e Christian em último lugar. E Jericho e Benoit acabaram por receber a oportunidade de lutar pelo título logo no Raw da noite seguinte.
 
 
 
Raw Is War (11 de junho de 2001) 
Steel Cage match:
Kurt Angle vs. Chris Benoit
Considerada uma das rivalidades que mais grandes combates rendeu na história da WWE.
Após Kurt Angle ter perdido o WWF Championship para The Rock no pay-per-view No Way Out, entrou em rota de colisão com Chris Benoit, o que culminou num duelo entre ambos na WrestleMania X-Seven, com Angle a levar a melhor ao vencer através de um roll-up rápido.
Quatro semanas depois, no Backlash, Benoit vingou a derrota do PPV anterior e bateu Angle por 4-3, após prolongamento, num 30-minute Ultimate Submission match.
Entretanto, Benoit roubou as medalhas de Kurt Angle e anunciou que as ia guardar num lugar seguro e quente, que acabou por ser no interior das suas calças, junto às virilhas. No SmackDown! que se seguiu, Angle enfrentou Benoit e a meio do combate recuperou as suas medalhas, mas quando foi beijá-las sentiu o odor das virilhas de Benoit, que por sua vez aproveitou para aplicar um Crippler Crossface que fez Angle desistir.
No episódio seguinte do Raw Is War, Angle desafiou Benoit para um combate à melhor de três para o Judgment Day em que a primeira fall só poderia terminar por pinfall, a segunda por submissão e a terceira seria disputada em formato Ladder match. Benoit venceu a primeira fall após aplicar um Angle Slam, mas Angle venceu a segunda ao fazer o adversário desistir através de um Ankle Lock e acabou também por vencer a terceira depois da interferência de Edge e Christian, capturando a sua medalha de ouro olímpica para ganhar o combate.
E para encerrar definitivamente a rivalidade entre os dois, o comissário do Raw, William Regal, marcou um Steel Cage match entre Benoit e Angle o episódio de 11 de junho do Raw Is War.
 
 
 
Monday Night Raw (2 de maio de 2005) 
Quartos de final do Gold Rush Tournament:
Shawn Michaels vs. Shelton Benjamin
Um dia após Batista ter retido o World Heavyweight Championship no Backlash ao derrotar Triple H, o General Manager do Raw, Eric Bischoff, anunciou a realização do torneio Gold Rush para determinar o candidato principal ao título.
Christian vs. Kane, Shelton Benjamin vs. Shawn Michaels, Edge vs. Chris Jericho e Triple H vs. Chris Benoit foram os combates agendados para a primeira ronda do torneio, a ser disputado logo no Monday Night Raw a seguir ao Backlash, a 2 de maio.
 
 
 
Monday Night Raw (23 de abril de 2007) 
Shawn Michaels vs. John Cena
Depois de Undertaker ter vencido o Royal Rumble match de 2007 e decidido enfrentar Batista pelo World Heavyweight Championship na WrestleMania 23, Shawn Michaels bateu Randy Orton e Edge num triple threat match para tornar-se no candidato principal ao WWE Championship, na posse de John Cena.
Apesar de irem ter um duelo marcado para o maior evento do ano, Michaels e Cena revelaram respeito um pelo outro, com HBK a salvar Cena de um ataque de Edge e Orton com recurso a cadeiras.
Isto levou Orton a mostrar um vídeo em que se viam todas as traições de Shawn Michaels a amigos, ainda que HBK tenha garantido que, com Cena, seria diferente, até porque, entretanto, ambos se tinham tornado campeões mundiais de tag team. Contudo, no último episódio do Raw antes da WrestleMania 23, Michaels traiu Cena ao aplicar-lhe um Sweet Chin Music durante um combate de tag team frente a Batista e Undertaker.
Ainda assim, John Cena reteve o cinturão na WrestleMania ao fazer Michaels desistir através de um STF.
Na noite após o pay-per-view, no Monday Night Raw, Michaels traiu Cena durante uma battle royal com os títulos de tag team em jogo, permitindo assim que os Hardys se tornassem campeões.
Uma semana depois, Michaels e Orton defrontaram-se num combate para determinar o candidato principal ao WWE Championship, mas o duelo terminou em double pinfall. Nessa mesma noite, Edge pediu ao General Manager do Raw, Jonathan Coachman, para o nomear candidato principal.
Mais tarde, foi marcado para o Backlash um combate pelo título a envolver Cena, Orton, Edge e Michaels, mas no episódio do Raw antes do pay-per-view, em Londres, entre Cena e Michaels voltaram a defrontar-se.
 
 
 
Monday Night Raw (25 de fevereiro de 2013)
John Cena vs. CM Punk
No Royal Rumble, John Cena ganhou o Royal Rumble match pela segunda vez na carreira ao eliminar Ryback em último, enquanto CM Punk perdeu o WWE Championship para The Rock.
No PPV seguinte, o Elimination Chamber, CM Punk falhou a hipótese de reconquistar o WWE Championship, ao perder para The Rock, que assim iria defender o título frente a John Cena numa desforra do combate da Wrestlemania XXVIII, no ano anterior, que The Rock levou a melhor.
Na noite a seguir ao pay-per-view, John Cena preparava-se para subir ao ringue para confrontar The Rock quando foi atacado por CM Punk, que sentia ainda que era o candidato principal ao WWE Championship. Assim sendo, foi marcado um combate entre Cena e CM Punk para o episódio seguinte do Monday Night Raw, para determinar qual dos dois iria defrontar The Rock na Wrestlemania 29.
 
 
 
Monday Night Raw (3 de março de 2014)
The Shield (Dean Ambrose, Roman Reigns e Seth Rollins) vs. The Wyatt Family (Bray Wyatt, Erick Rowan e Luke Harper)
Tudo começou num combate de qualificação para o Elimination Chamber match do Elimination Chamber 2014 em que estaria em jogo o WWE World Heavyweight Championship de Randy Orton, entre os três elementos dos The Shield e a equipa de John Cena, Daniel Bryan e Sheamus.
Durante essa contenda, a The Wyatt Family interferiu, causando a desqualificação aos The Shield e a qualificação de Bryan, Cena e Sheamus para o Chamber match.
Em retaliação, os The Shield exigiram defrontar a Wyatt Family no Elimination Chamber, tendo a Wyatt Family vencido no pay-per-view após um Sister Abigail de Bray Wyatt em Roman Reigns.
No episódio da noite seguinte do Raw, Bray Wyatt bateu Roman Reigns por desqualificação após interferência de Dean Ambrose, o que levou a uma brawl entre as duas fações no final do combate.
Perante este cenário, foi marcado mais um combate entre os The Shield e a Wyatt Family para a semana a seguir.
 










Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...