quarta-feira, 25 de março de 2015

A estranha época leonina

 Com o campeonato a entrar nas derradeiras jornadas, praticamente já arredado da luta pelo título, com remotas hipóteses de chegar ao 2.º lugar e com o 3.º livre de perigo, é possível fazer um rescaldo do desempenho do Sporting na dita prova de regularidade.

É praticamente unânime que o último lugar do pódio parece estar em sintonia com os meios financeiros e qualidade dos seus jogadores, comparativamente ao duo da frente (Benfica e FC Porto) e às restantes equipas com ambições europeias, nomeadamente o SC Braga. No entanto, analisando os resultados na Liga, dá a sensação de que, mais do que falta de qualidade, a formação leonina acusou mais a falta de maturidade e experiência.

segunda-feira, 23 de março de 2015

A ascensão meteórica de Rui Correia

Formado no histórico Seixal, começou o trajeto no futebol sénior no Zambujalense (concelho de Sesimbra) e rapidamente deu o salto para um emblema de maior renome na Margem Sul, o Amora. Mas conheci-o no Fabril, na III divisão, em agosto de 2012. Logo no primeiro jogo, num amigável de pré-época com o Vitória de Setúbal, me impressionou. Central veloz, ágil, elegante e forte no jogo aéreo. Seria apenas uma boa exibição de alguém que se tinha preparado bem nas férias ou era mesmo craque?

terça-feira, 17 de março de 2015

Futuro é sintético

Diz-se que o futebol é um desporto de inverno. É verdade que o frio convida mais e limita menos a prática da modalidade que o calor, mas se assim é, porque é nessa época do ano que os relvados estão em pior estado?

A inovação e o desenvolvimento tecnológico forneceram ao desporto relvados sintéticos. Não ficam empapados, não se tornam batatais e a água pode ser escoada rapidamente à vassourada. Digo, por experiência própria, que os pés até assentam melhor nesse tipo de pisos, enquanto nos naturais até podem enterrar um pouco, tornando-se mais pesados  e dificultando movimentos.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Quando o resultadismo não... resulta

ligaportugal.pt
É praticamente unanime que o regresso das equipas B ao futebol português tem sido uma enorme mais-valia, sobretudo tendo em conta o espaço destinado a elas, a Liga 2, uma prova profissional.

O objetivo das mesmas é sustentar o futuro das formações principais, mas como deverá ser, de facto, a sua utilização? Qual deverá ser a filosofia de cada uma? Garantir os três pontos no final do dia será mesmo o mais importante?

sexta-feira, 6 de março de 2015

ROH | 13th Anniversary

Samoa Joe regressa à ROH e encara Jay Briscoe



Data: 1 de março de 2015
Arena: Orleans Hotel and Casino
Localidade: Las Vegas, Nevada

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

WWE | Fastlane

Roman Reigns carimba bilhete para a Wrestlemania



Data: 22 de fevereiro de 2015
Arena: FedEx Forum
Localidade: Memphis, Tennessee