sábado, 16 de janeiro de 2021

Os 11 jogadores com mais jogos pelo Vianense no Campeonato de Portugal

Vianense está a disputar pela quarta vez o Campeonato de Portugal
Fundado a 13 de março de 1898 no Teatro Sá de Miranda, o Sport Clube Vianense autointitula-se o clube de futebol “ininterruptamente” mais antigo de Portugal e, embora nunca tenha atingido a I Divisão, passou quase toda a sua existência nos patamares nacionais.
 
Criado para as elites, mas socialmente transversal, o emblema de Viana do Castelo conseguiu o único nacional da sua história em 1998-99, quando se sagrou campeão da III Divisão.
 
Após 36 presenças na II Divisão, 39 na III e 9 na II B, o clube do Alto Minho está presentemente a disputar pela quarta vez o Campeonato de Portugal, ficando uma vez mais integrado na Série A, a mais a norte.
 
Em quatro presenças, mais de 85 futebolistas jogaram pelo Vianense no Campeonato de Portugal. Vale por isso a pena recordar os onze que o fizeram por mais vezes.
 
 

11. Vasco Braga (37 jogos)

Vasco Braga
Médio ofensivo/extremo natural de Barcelinhos, concelho de Barcelos, jogou ao lado de André Gomes, Tozé e Fábio Martins na formação do FC Porto e passou pelo Varzim antes de reforçar o Vianense no verão de 2014.
Em ano e meio em Viana do Castelo participou num total de 37 encontros (36 a titular), apontou sete golos, valorizou-se e transferiu-se para o Vilaverdense em novembro de 2015, numa altura em que a formação de Vila Verde tinha aspirações legítimas de subir à II Liga.
Depois mudou-se para o Merelinense, tendo voltado a ficar às portas da promoção ao segundo escalão. Contudo, no verão de 2017 deu o desejado salto para as ligas profissionais, passando desde então a representar o Penafiel.
 
 

10. Rui Faria (38 Jogos)

Rui Faria
Defesa central/médio defensivo natural de Barcelos e homónimo e sobrinho do antigo adjunto de José Mourinho, fez praticamente toda a formação no Gil Vicente, mas quando subiu a sénior foi emprestado a Vilaverdense, Mirandela e, por fim, ao Vianense.
Em 2013-14 disputou um total de 22 jogos (11 a titular) pelo emblema de Viana do Castelo por empréstimo dos gilistas, mas na época seguinte mudou-se a título definitivo para a capital do Alto Minho, tendo participado em mais 16 encontros (cinco a titular) e apontado um golo, ajudando a equipa a assegurar a permanência em ambas as temporadas.
Depois mudou-se para o Trofense, continuando a jogar no Campeonato de Portugal.
 

9. Marcelo (40 jogos)

Marcelo
Médio defensivo de elevada estatura (1,89 m), nasceu em Viana do Castelo, mas também tem nacionalidade brasileira, uma vez que é filho do avançado canarinho Álvaro, que representou o Vianense em 1986-87 e 1988-89.
Depois de ter dado os primeiros passos nas escolinhas do Vianense, passou pela formação de vários clubes do norte de Portugal, incluindo o Rio Ave, tendo iniciado o seu percurso no futebol sénior no Melgacense.
No verão de 2012 voltou ao Vianense e na primeira época nos seniores do clube contribuiu para a promoção ao então designado por Campeonato Nacional de Seniores, prova em que participou em 29 jogos e apontou dois golos, ao Ninense e ao Valenciano, em 2013-14, ajudando a assegurar a permanência.
Entretanto mudou-se para o Santa Maria e passou ainda pelo Limianos e pelos espanhóis do Barbadás até regressar novamente a Viana do Castelo em 2019, para ajudar o Vianense a retornar ao Campeonato de Portugal.
De volta aos patamares nacionais ao serviço do clube em que se iniciou no futebol, leva já onze jogo e um golo ao Águia Vimioso na presente temporada. 

 

8. Pedro Coentrão (41 Jogos)

Pedro Coentrão
Lateral direito formado no Rio Ave ao lado do primo Fábio Coentrão, ganhou rodagem no Valdevez quando subiu a sénior, chegou a voltar aos vila-condenses e passou pela primeira vez pelo Vianense entre 2009 e 2012.
Em 2012-13 representou o Melgacense, mas no ano e meio que se seguiu esteve novamente em Viana do Castelo, tendo nesse período disputado 41 jogos (39 a titular) no Campeonato de Portugal.
No início de 2015 mudou-se para o Tirsense e dois anos depois encerrou a carreira no Ponte da Barca.
 
 
 

7. Diogo Gonçalves (46 Jogos)

Diogo Gonçalves
Lateral direito/médio que entrou pela primeira vez no clube enquanto juvenil, em 2008-09, passou pela formação do Rio Ave e voltou à terra natal, Viana do Castelo, na última época de júnior, 2013-14, somando logo aí o primeiro minuto pelo Vianense no Campeonato de Portugal.
Na temporada seguinte atuou sobretudo pela equipa na II Divisão Distrital, mas ainda assim amealhou oito encontros (cinco a titular) pela equipa principal.
Em 2015-16 conquistou definitivamente a titularidade, tendo participado em 30 jogos (todos como titular), mas não evitou a despromoção aos distritais.
No entanto, manteve-se no clube até aos dias de hoje e na presente época já leva sete partidas (todas como titular) no Campeonato de Portugal.
 
 

6. Gerson (48 Jogos)

Gerson Tristão
Lateral esquerdo natural de Perre, jogou ao lado de Gonçalo Paciência na formação do FC Porto, foi internacional sub-15 e passou ainda pelas camadas jovens de Rio Ave, Boavista e Nacional, mas não encontrou o sucesso esperado no futebol sénior.
Após passagens por Melgacense e Valenciano rumou ao Vianense no verão de 2014 e rapidamente se tornou numa peça importante na equipa, tendo disputado um total de 48 partidas (47 a titular) e apontado oito golos em dois anos no Campeonato de Portugal.
Após a descida aos distritais da AF Viana do Castelo, em 2016, continuou mais um ano no clube. Depois representou Neves e Chafé antes de se despedir do futebol com apenas 25 anos.
 
 
 

5. Zé Oliveira (50 jogos)

Zé Oliveira
Defesa central natural de Vila Praia de Âncora e que passou pelas camadas jovens de Vitória de Guimarães e Gil Vicente, mudou-se para o Vianense na primeira época de sénior, 2014-15, conseguindo conquistar paulatinamente um lugar na equipa.
Nessa primeira temporada participou em 18 jogos (13 a titular) e marcou um golo, enquanto na que se seguiu atuou em 32 encontros (31 a titular).
Embora não tivesse evitado a descida aos distritais em 2016, valorizou-se e rumou ao Farense, tendo depois passado por Gafanha e Fafe.
 
 



4. Tiago Silva (60 Jogos)

Tiago Silva
Médio de características defensivas formado no Varzim, passou por Limianos, Maria da Fonte e Vilaverdense antes de reforçar o Vianense no verão de 2014, aos 24 anos.
Nas duas épocas que passou em Viana do Castelo foi sempre titular indiscutível, tendo totalizado 60 encontros (59 a titular) e apontado um golo entre 2014 e 2016, não evitando a despromoção no último ano.
A seguir à descida de divisão mudou-se para o Tirsense, clube que ainda representa.
 
 

3. Dani (61 jogos)

Dani
Extremo nascido em Paris, mas radicado no norte de Portugal desde tenra idade, trocou o Lanheses pelo Vianense no verão de 2012, contribuindo na primeira época no clube para a promoção ao Campeonato de Portugal.
Ainda assim começou 2013-14 no Trofense, que o contratou e que depois o haveria de emprestar ao emblema de Viana do Castelo em setembro de 2013. Nessa temporada Dani foi a tempo de atuar em 18 partidas (seis a titular).
Nas duas épocas que se seguiram o atacante voltou a representar o Vianense, mas a título definitivo, tendo amealhado mais 43 partidas (23 a titular) e um golo, não evitando a despromoção aos distritais da AF Viana do Castelo em 2016.
Após a descida de divisão voltou ao Lanheses.
 

2. Tiago Magalhães (82 jogos)

Tiago Magalhães
Um filho da terra e um produto da formação do Vianense, que jogou na equipa sénior de 2006 a 2016 e em 2018-19.
Este médio esteve, por isso, na subida à II Divisão B em 2008, na descida à III em 2010 e na promoção ao então designado Campeonato Nacional de Seniores em 2013, após a reformulação dos quadros competitivos.
No Campeonato de Portugal disputou um total de 82 jogos (72 a titular) e marcou quatro golos entre 2013 e 2016, não evitando a descida aos distritais da AF Viana do Castelo no último ano.
Entre 2016 e 2018 representou o Ponte da Barca, mas em 2018-19 voltou ao Vianense para jogar nos distritais, pendurando as botas logo a seguir, aos 30 anos.
 
 

1. Vítor Sousa (91 jogos)

Vítor Sousa
Lateral/médio esquerdo natural de Barroselas, concelho de Viana do Castelo, passou pelas camadas jovens de Benfica e Gil Vicente, passou pelos seniores do Melgacense antes de reforçar o Vianense no verão de 2012, numa altura em que o clube militava na III Divisão.
Na época de estreia ajudou o emblema de Viana do Castelo a garantir a presença na edição inaugural do então designado Campeonato Nacional de Seniores, patamar em que disputou 87 jogos (77 a titular) e marcou quatro golos entre 2013 e 2016, não conseguindo evitar a despromoção no ano de despedida.
Depois passou por Lanheses e Limianos, tendo voltado ao Vianense no verão de 2019 para ajudar a recolocar o clube no Campeonato de Portugal, tendo já atuado quatro partidas (três a titular) na presente temporada.











Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...