sábado, 18 de julho de 2020

Os 10 melhores combates de sempre do Extreme Rules

Edge e Jeff Hardy protagonizaram grande espetáculo em 2009
Implementado em 2009 como um pay-per-view em que todos os combates ou pelo menos os mais importantes eram disputados sob regras que não contemplavam desqualificações, o Extreme Rules sucedeu ao One Night Stand, que em 2005 e 2006 funcionou como evento de reunião da ECW e em 2007 e 2008 como um PPV regular da WWE.

Sem uma localização fixa no calendário anual, o Extreme Rules tem alternado entre os meses de abril, maio, junho e julho, mas apresentado sempre combates com estipulações hardcore, como Last Man Standing, Steel Cage e Extreme Rules matches.


Nesta lista dos dez melhores combates de sempre do PPV, por ordem cronológica, há dois nomes que aparecem por três vezes: John Cena e Roman Reigns.


Extreme Rules 2009
No Holds Barred match pelo WWE Intercontinental Championship:
Rey Mysterio (c) vs. Chris Jericho
Na Wrestlemania XXV, Rey Mysterio bateu rapidamente JBL para conquistar o título intercontinental. Dez dias depois, o mestre do 619 foi transferido para o SmackDown e levou o cinturão com ele durante o Draft. 
Na edição de 8 de maio de 2009 do Friday Night SmackDown, Mysterio deu conta da sua felicidade por regressar ao show azul e disse que estava disposto a ser desafiado pelo título. Logo a seguir Chris Jericho chegou-se à frente e na semana seguinte anunciou que ia lutar pelo título no Judgment Day, onde Mysterio viria a vencer após um 619 e um Splash.
Porém, Y2J foi até ao então general manager do SmackDown, Theodore Long, exigir uma desforra no PPV seguinte, o Extreme Rules. Long aceitou e marcou um No Holds Barred match para o evento.




Extreme Rules 2009
Ladder match pelo World Heavyweight Championship:
Edge (c) vs. Jeff Hardy
Após Edge ter conquistado o título no Backlash, foi marcado um fatal four-way elimination match para a edição de 1 de maio do SmackDown entre Jeff Hardy, Kane, Chris Jericho e Rey Mysterio, com o intuito de apurar o candidato principal.
Jeff Hardy venceu e ganhou o direito de defrontar Edge no Judgment Day, saindo derrotado após a interferência do seu irmão Matt.
Porém, no SmackDown a seguir ao PPV, o general manager Theodore Long sentiu que a vitória de Edge era questionável, devido à interferência de Matt Hardy, e anunciou que Jeff ia ter direito a desforra no Extreme Rules. Nessa mesma noite, Edge e Jeff defrontaram-se num combate cujo vencedor escolhia a estipulação do duelo no Extreme Rules. Jeff Hardy venceu e escolheu defrontar o campeão num Ladder Match.



Extreme Rules 2010
Last Man Standing match pelo WWE Championship:
John Cena (c) vs. Batista
O conflito entre John Cena e Batista começou por causa de uma outra feud, entre Bret Hart e Vince McMahon. No episódio de 1 de fevereiro do Monday Night Raw, Batista atacou Hart, salvando McMahon. Cena tentou ajudar Hart, mas também acabou atacado por Batista.
Mais tarde, no combate de abertura do Elimination Chamber, John Cena conquistou o WWE Championship que era de Sheamus num Elimination Chamber match.  Porém, Cena nem teve direito a festejar, porque foi interrompido por McMahon, que ordenou um combate pelo título entre Cena e Batista, que este último viria a ganhar, aproveitando o desgaste do recém-sagrado campeão.
No Raw de 22 de fevereiro, Cena pediu uma desforra para a WrestleMania XXVI e Vince McMahon deu-lhe a oportunidade, desde que Cena vencesse Batista nessa noite, algo que viria a acontecer por desqualificação, depois de o Animal ter pontapeado o Marine onde dói mais.
Na Wrestlemania XXVI, Cena bateu Batista por submissão, através de um STF, tornando-se campeão mundial pela nona vez.
Na noite seguinte, Batista que o WWE Championship lhe fosse devolvido e, após um combate de tag team, atacou Cena e invocou a cláusula de desforra a que tinha direito para o Extreme Rules, anunciando que ambos se defrontariam num Last Man Standing match.



Ladder match pelo World Heavyweight Championship vago:
Christian vs. Alberto Del Rio
Na WrestleMania XXVII, Edge bateu Alberto del Rio para conquistar o World Heavyweight Championship, estando previsto que defendesse o cinturão diante do mexicano num Ladder match no Extreme Rules.
No entanto, Edge anunciou no episódio do Monday Night Raw de 11 de abril que teria de se retirar devido a uma estenose espinhal cervical decorrente de uma lesão no pescoço.
O combate logicamente que teve de ser alterado. O título foi declarado vago quatro dias depois no Friday Night SmackDown e teve lugar uma Battle Royal de 20 homens para apurar quem defrontaria Del Rio pelo título no Extreme Rules. E foi precisamente o melhor amigo de Edge, Christian, quem levou a melhor. Na altura, o canadiano ainda perseguia o seu primeiro título mundial na WWE.



Steel Cage match pelo WWE Championship:
The Miz (c) vs. John Cena vs. John Morrison
Oito dias depois, no episódio de 11 de abril do Monday Night Raw, John Cena, Randy Orton, John Morrison, Dolph Ziggler e R-Truth defrontaram-se num gauntlet match para determinar o candidato principal. Cena e Truth ficaram para o fim, mas foram ambos atacados por The Miz e Alex Riley, o que resultou numa dupla desqualificação. Entretanto, o general manager anónimo do Raw anunciou que The Miz teria de defender o título frente a Cena e Truth num Steel Cage match no Extreme Rules.
Na semana seguinte, Morrison (que tinha sido eliminado por Truth gauntlet match) confrontou Truth e desafiou-o a colocar em jogo o seu lugar no main-event do PPV. Truth aceitou e Morrison acabou por ganhar, substituindo Truth no Extreme Rules.



Extreme Rules match:
John Cena vs. Brock Lesnar
No Raw de 2 de abril, um dia após ter sido derrotado por The Rock na WrestleMania XXVIII, John Cena pediu para o seu adversário da noite anterior aparecesse em cena, para que o pudesse congratular publicamente.
Porém, quem apareceu foi Brock Lesnar, que já não pisava um ringue da WWE desde 2004. Lesnar ofereceu um aperto de mão a Cena, mas logo a seguir aplicou-lhe um F-5.
Na semana seguinte, o general manager do Raw, John Laurinaitis, revelou que contratou Lesnar para trazer “legitimidade” e se tornar na “nova cara da WWE” e anunciou ainda que Lesnar iria defrontar Cena no Extreme Rules.
Uma semana depois, foi anunciado que o duelo seria disputado sob regras extremas.



The Shield (Dean Ambrose, Seth Rollins e Roman Reigns) vs. Evolution (Batista, Randy Orton e Triple H)
Depois de uma WrestleMania XXX em que Triple H numa primeira instância e Batista e Randy Orton num segundo momento perderam para Daniel Bryan, que se sagrou no novo campeão mundial, Triple H forçou Bryan a defender o título contra ele na noite seguinte.
No entanto, os antigos guarda-costas do The Game, os The Shield, descobriram que Triple H tinha sido um mandante de um ataque contra eles no mês anterior, voltaram-se contra ele e atacaram-no, o que resultou num No Contest.
No Raw da semana que se seguiu, Triple H voltou a formar os Evolution juntamente com Batista e Randy Orton e atacou os The Shield. E quatro dias depois, no SmackDown, Triple H agendou um six-man tag team match entre os Evolution e os The Shield para o Extreme Rules.
E no último Raw antes do PPV, Ric Flair, que integrou a primeira versão dos Evolution entre 2003 e 2005, apareceu para aplaudir os The Shield, reconhecendo-os como o futuro da WWE.



WWE Intercontinental Championship:
The Miz (c) vs. Cesaro vs. Kevin Owens vs. Sami Zayn
No Raw da noite seguinte, The Miz conquistou o cinturão depois de a sua mulher, Maryse, ter distraído Ryder.
Na semana que se seguiu, Owens interrompeu Shane McMahon e exigiu uma oportunidade pelo título, mas em vez disso Shane marcou um combate entre Owens e Cesaro para apurar o candidato principal, no qual Cesaro venceu.
No Raw da noite seguinte, Owens e Cesaro voltaram a defrontar-se num combate para determinar o novo candidato principal, mas o duelo acabou em No Contest depois de The Miz, que estava na mesa de comentários, ter atacado Cesaro. Entretanto Zayn apareceu em cena e seguiu-se mais uma briga entre os quatro, que terminou com Zayn a segurar o cinturão.
Três dias depois, no episódio de 5 de maio do SmackDown, The Miz defrontou Sami Zayn e foi derrotado após interferência de Kevin Owens. Depois Cesaro juntou-se à festa e, após nova briga entre os quatro, levantou o cinturão.
Posto isto, no Raw de 9 de maio Shane e Stephanie McMahon agendaram um triple threat match para o Extreme Rules entre Owens, Miz e Cesaro. Porém, Zayn exigiu ser incluído no combate e, após ter batido The Miz mais uma vez, foi adicionado, tornando a contenda num fatal four way match.



Extreme Rules match pelo WWE World Heavyweight Championship:
Roman Reigns (c) vs. AJ Styles
No primeiro Raw após a WrestleMania 32, a 4 de abril, AJ Styles venceu um four-way match para ganhar uma oportunidade de lutar pelo WWE World Heavyweight Championship detido por Roman Reigns. Na semana seguinte, reteve a oportunidade pelo título ao bater Sami Zayn.
No episódio de 25 de abril, Styles salvou Reigns de um ataque de Karl Anderson e Luke Gallows, mas Reigns atacou Styles depois.
Porém, Vince, Shane e Stephanie McMahon concordaram que Styles deveria ter uma desforra no Extreme Rules, num Extreme Rules match. No episódio de 2 de maio do Monday Night Raw, Anderson e Gallows quiseram que Styles atingisse Reigns com uma cadeira, mas Styles recusou. Quando os Usos atacaram Styles pelas costas, este retaliou, mas acabou por sofrer um Powerbomb de Reigns numa das mesas dos comentadores.



Extreme Rules match para determinar o candidato principal ao WWE Universal Championship:
Roman Reigns vs. Seth Rollins vs. Finn Bálor vs. Bray Wyatt vs. Samoa Joe
Brock Lesnar era campeão universal, mas só defendia o título em ocasiões especiais.
No Payback, Seth Rollins impôs a primeira derrota a Samoa Joe no roster principal da WWE e depois virou as suas atenções em Lesnar, desafiando-o por um combate pelo título.
Também nesse PPV, Braun Strowman bateu Roman Reigns, mas acabou o evento a ser atacado pelo Big Guy. Ainda assim, no episódio de 8 de maio do Raw manifestou o desejo de enfrentar Lesnar pelo título universal, mas foi atacado por Reigns, lesionou o braço e teve de ficar afastado dos ringues durante seis meses.
No entanto, Finn Bálor também reclamou uma oportunidade pelo título, até porque foi o primeiro detentor do cinturão e nunca o perdeu, tendo-o apenas entregado devido a lesão.
Rollins e Bálor participaram juntamente com The Miz num triple threat match para determinar o candidato principal ao título intercontinental e foi The Miz a sair vitorioso, após interferência de Samoa Joe, que atacou Rollins, e de Bray Wyatt, que atacou Bálor.
Devido à necessidade de determinar um candidato principal, o general manager Kurt Angle agendou um Extreme Rules fatal five-way match entre Reigns, Rollins, Joe, Bálor e Wyatt para o Extreme Rules. Nas semanas que se seguiram, o quinteto esteve envolvido em vários combates e segmentos.












Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...