domingo, 8 de março de 2020

Elimination Chamber. Os 10 melhores combates da história

Primeira edição do Elimination Chamber remonta a 2002
A ideia foi dada por Triple H, inspirado nos combates tradicionais do Survivor Series, no Royal Rumble e nos WarGames da WCW e introduzida na trama por Eric Bischoff em novembro de 2002: uma imponente jaula de aço (cinco metros de altura e onze de diâmetro), seis participantes - dois a abrir as hostilidades e os restantes quatro fechados em cápsulas e a entrarem a cada cinco minutos – e um sistema de eliminações via assentamento ou submissão.


A edição inaugural teve lugar no Survivor Series 2002 e a segunda no SummerSlam no ano seguinte. Depois o Elimination Chamber passou a ser o main-event do primeiro PPV do ano, o New Year's Revolution, a poucas semanas do Royal Rumble, mas desde 2008 que se estabeleceu como uma das derradeiras paragens da estrada para a Wrestlemania, em fevereiro. A exceção foi em 2015, quando decorreu no final de maio, e em 2016, quando não se realizou.

Possivelmente uma das melhores invenções na WWE no século XXI, foi palco de combates por títulos mundiais e por vagas no main-event da Wrestlemania. Em 2015 acolheu pela primeira vez um combate de tag team e três anos depois uma contenda feminina.

Vale a pena olhar para a nossa lista de dez melhores combates Elimination Chamber da história, por ordem cronológica.


Elimination Chamber match pelo World Heavyweight Championship:
Triple H (c) vs. Shawn Michaels vs. Booker T vs. Chris Jericho vs. Kane vs. Rob Van Dam
General Manager do Raw, Eric Bischoff, criou o novo título mundial e atribuiu-o a Triple H na edição de 2 de setembro do Monday Night Raw. Nessa noite, The Game reteve o cinturão após vitória sobre Ric Flair, mas perdeu juntamente com Chris Jericho um combate de tag team ante Flair e Rob Van Dam, que na semana seguinte haveria de bater Chris Jericho, Jeff Hardy e Big Show para se tornar no novo candidato principal. No PPV Unforgiven, Triple H venceu RVD com a ajuda de Flair.
Uma semana depois, Triple H derrotou Bubba Ray Dudley para reter o título, na mesma noite em que Kane conquistou o WWE Intercontinental Championship às custas de Chris Jericho, apesar das interferências do The Game e de Flair. No PPV seguinte, o No Mercy, Triple H bateu Kane num combate em que ambos os títulos estiveram em jogo.
Na noite a seguir, no Monday Night Raw, Bischoff anunciou que a primeira edição de sempre da Elimination Chamber iria ocorrer no Survivor Series, sendo a estipulação inspirada nos combates tradicionais do Survivor Series, no Royal Rumble e nos War Games da WCW. O GM revelou ainda os seis participantes, sem que tenha havido quaisquer lutas de qualificação.



New Year's Revolution 2005
Elimination Chamber match pelo World Heavyweight Championship:
Triple H vs. Randy Orton vs. Batista vs. Chris Jericho vs. Chris Benoit vs. Edge
(Shawn Michaels como árbitro convidado)
No Monday Night Raw de 29 de novembro de 2004, Triple H defendeu o título contra Chris Benoit e Edge, tendo esse combate terminado com Benoit a fazer Edge desistir com um Crossface ao mesmo tempo que esse adversário conseguia um assentamento bem-sucedido.
Nas semanas que se seguiram, Vince McMahon declarou que o World Heavyweight Championship estava vago e Eric Bischoff marcou um Elimination Chamber entre Triple H, Edge, Benoit, Chris Jericho, Orton e Batista para o New Year's Revolution para apurar o novo campeão.
No episódio de 27 de dezembro do Raw, todos os participantes competiram em singles matches, com a duração de cada combate a determinar a ordem de entrada no Elimination Chamber. E se algum dos participantes perdesse o duelo dessa noite, seria substituído por quem o derrotou. Porém, todos venceram e Batista foi o mais rápido, tendo vencido Rhyno em três minutos e dois segundos. No final dessa noite, Bischoff revelou que Shawn Michaels seria o árbitro do main-event do New Year’s Revolution. 



No Way Out 2008
Elimination Chamber match pela oportunidade de lutar pelo WWE Championship na Wrestlemania XXIV:
Triple H vs. Jeff Hardy vs. Shawn Michaels vs. Chris Jericho vs. Umaga vs. JBL
No Royal Rumble 2008, Jeff Hardy foi derrotado por Randy Orton pelo WWE Championship e Triple H foi o último a ser eliminado (por John Cena) no Royal Rumble match, mas ambos ainda teriam mais uma oportunidade para marcar presença no main-event da Wrestlemania XXIV.
No Monday Night Raw da noite seguinte, o General Manager William Regal anunciou os seis participantes do combate Elimination Chamber que teria lugar no No Way Out 2008 e que iria enfrentar o campeão da WWE no maior evento do ano.
Nas semanas que se seguiram, os participantes envolveram-se numa série de combates entre eles, a fim de aquecer o ambiente para o PPV.   No último episódio do Raw antes do No Way Out, Chris Jericho venceu JBL, mas no final da contenda ambos foram atacados por Umaga; e no main-event, Jeff Hardy bateu Shawn Michaels.



No Way Out 2009
Edge (c) vs. Triple H vs. Jeff Hardy vs. The Undertaker vs. Big Show vs. Vladimir Kozlov
Depois de Edge ter conquistado o título após vitória sobre Jeff Hardy com a ajuda de Matt Hardy no Royal Rumble, os combates de qualificação para o combate Elimination Chamber do No Way Out pelo WWE Championship começaram no Friday Night SmackDown de 30 de janeiro.
The Undertaker bateu Mark Henry via submissão com o Hell’s Gate, Big Show derrotou Festus após um K.O. Punch e Triple H venceu The Great Khali e Vladimir Kozlov num triple threat match depois de um Pedigree no indiano.
Na semana seguinte, a General Manager do SmackDown, Vickie Guerrero, anunciou que Jeff Hardy teria a sua desforra pelo título no combate Elimination Chamber, e marcou uma Battle Royal para determinar o último participante, com a vitória a sorrir a Vladimir Kozlov.
No último episódio do SmackDown antes do PPV, um Fatal Four Way match entre Triple H, The Undertaker, The Big Show e Vladimir Kozlov terminou em No Contest após a interferência do campeão Edge.



No Way Out 2009
Elimination Chamber match pelo World Heavyweight Championship:
John Cena (c) vs. Rey Mysterio vs. Chris Jericho vs. Mike Knox vs. Kane vs. Edge
Após John Cena ter retido o título após vitória sobre JBL no Royal Rumble, as qualificações para o combate Elimination Chamber pelo World Heavyweight Championship começaram no episódio do Monday Night Raw da noite a seguir.
O primeiro a carimbar o apuramento foi Kofi Kingston, com um triunfo sobre Kane. Seguiram-se Rey Mysterio, que bateu William Regal, e Chris Jericho, que derrotou CM Punk. Shawn Michaels poderia apurar JBL caso vencesse John Cena, mas saiu derrotado.
Na semana seguinte Mike Knox qualificou-se ao vencer uma battle royal de seis homens e Kane foi anunciado como o último participante após a General Manager do Raw, Stephanie McMahon, lhe ter pedido para convencer o irmão The Undertaker a defrontar Randy Orton no Raw de 9 de fevereiro, a quase uma semana do PPV.
Também nessa edição do Raw, a última antes do No Way Out, Chris Jericho, Kane e Mike Knox venceram John Cena, Rey Mysterio e Kofi Kingston depois de um Codebreaker de Y2J em Kofi Kingston.
Kofi haveria de sofrer outro revés quando Edge o atacou enquanto entrava para a Elimination Chamber e o substituiu no combate.



Elimination Chamber match pelo World Heavyweight Championship:
Edge (c) vs. Big Show vs. Drew McIntyre vs. Kane vs. Rey Mysterio vs. Wade Barrett
No Royal Rumble, Edge venceu o namorado da ex-mulher Vickie Guerrero, Dolph Ziggler, para reter o título. Nas semanas seguintes continuaram a rivalidade, tendo Vickie, na altura General Manager do SmackDown, retirando o cinturão a Edge a 48 horas do PPV por o canadiano ter utilizado o Spear, golpe que tinha sido banido na altura, e entregando-o a Ziggler.
Porém, o outro General Manager do SmackDown, Theodore Long, marcou para essa noite um combate pelo World Heavyweight Championship entre Ziggler e Edge, no qual o Rated-R Superstar recuperou o título.
Paralelamente, Drew McIntyre, Rey Mysterio, Kane e Wade Barrett qualificaram-se ao bater Kofi Kingston, Jack Swagger, Chavo Guerrero e The Big Show, respetivamente. Porém, como Ziggler foi despedido após ter perdido o título para Edge, a vaga que lhe estava destinada foi atribuída a Big Show.



John Cena vs. CM Punk vs. John Morrison vs. R-Truth vs. Randy Orton vs. Sheamus
Um dia após The Miz ter retido o WWE Championship no Royal Rumble com uma vitória sobre Randy Orton, o General Manager anónimo do Raw anunciou para essa noite um Raw Rumble match disputado por sete homens, em que o vencedor defrontaria The Miz no Elimination Chamber, enquanto os seis lutadores iriam competir no Elimination Chamber match nesse PPV.
Randy Orton, CM Punk, John Morrison, R-Truth, Sheamus, John Cena e o veterano Jerry “The King” Lawler foram os participantes, com este último a arrecadar a vitória e a oportunidade pelo título ao eliminar Sheamus no final.
Nas semanas que se seguiram, os lutadores repescados para o Elimination Chamber match defrontaram-se entre eles em alguns combates. No derradeiro Monday Night Raw antes do PPV, CM Punk venceu John Cena, R-Truth e John Morrison bateram os Nexus (David Otunga e Michael McGillicutty) então liderados por CM Punk e Randy Orton derrotou Sheamus.



Elimination Chamber match pela oportunidade de lutar pelo World Heavyweight Championship na Wrestlemania 29:
Jack Swagger vs. Chris Jericho vs. Daniel Bryan vs. Kane vs. Mark Henry vs. Randy Orton
Enquanto o campeão Alberto del Rio andava entretido a defender o título diante de Big Show, o General Manager Booker T anunciou que iria haver um Elimination Chamber match para determinar o candidato principal ao World Heavyweight Championship na Wrestlemania 29.
Nos combates de qualificação, Randy Orton, Daniel Bryan, Kane e Jack Swagger venceram Wade Barrett, Rey Mysterio, Dolph Ziggler e Zack Ryder, respetivamente. Também Mark Henry e Chris Jericho, que tinham regressado recentemente à WWE, se apuraram, mas ao bater homens que já estavam qualificados: Orton no caso de Henry, Bryan no de Jericho.
No derradeiro episódio do Friday Night SmackDown antes do PPV, Mark Henry bateu Randy Orton por desqualificação, Jack Swagger venceu Zack Ryder via submissão e Big Show derrotou Chris Jericho.



John Cena (c) vs. Bray Wyatt vs. The Miz vs. Baron Corbin vs. AJ Styles vs. Dean Ambrose
Depois de ter igualado os 16 reinados de Ric Flair como campeão mundial ao conquistar o título frente a AJ Styles no Royal Rumble, John Cena teve pela frente o desafio de defender o cinturão em plena Elimination Chamber.
No dia seguinte ao Royal Rumble, AJ Styles foi adicionado ao Elimination Chamber match e depois foram revelados os outros participantes: Dean Ambrose, The Miz, Baron Corbin e Bray Wyatt. Entretanto, Randy Orton, que venceu o Royal Rumble match, anunciou que iria defrontar o vencedor do combate na Wrestlemania 33.
Nas semanas que se seguiram, Orton e Wyatt bateram Cena e Luke Harper; Corbin atacou The Miz durante um combate entre Ambrose e Styles que acabou por ser vencido por este último; e Corbin derrotou Ambrose, Miz e Styles num Fatal Four Way match; e Cena venceu Orton num duelo marcado pelas interferências de Harper e Wyatt.



Daniel Bryan (c) vs. AJ Styles vs. Jeff Hardy vs. Kofi Kingston vs. Randy Orton vs. Samoa Joe
Depois de ter derrotado AJ Styles com a ajuda de Rowan para reter o título no Royal Rumble, Daniel Bryan teve pela frente um desafio ainda mais difícil: ultrapassar cinco adversários no Elimination Chamber.
Styles, Orton, Samoa Joe, Jeff Hardy e Mustafa Ali confrontaram o campeão no primeiro episódio do SmackDown a seguir ao Rumble e acabaram por ser anunciados por Triple H como os restantes elementos no interior da Elimination Chamber. 
No derradeiro episódio do Smackdown antes do PPV, já com Kofi Kingston no lugar do lesionado Ali, os seis lutadores defrontaram-se num gauntlet match para definir quem seria o último a entrar no combate. E Randy Orton venceu o gauntlet, assegurando o triunfo diante de AJ Styles.





















Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...