sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Survivor Series. Os 10 melhores combates da história

Bret Hart e Shawn Michaels em duelo na edição de 1992
Com edição inaugural em 1987, no Richfield Coliseum, no estado de Ohio, o Survivor Series é o segundo PPV mais antigo em atividade da WWE, apenas superado pela Wrestlemania. Foi precisamente depois do sucesso da Wrestlemania III que a então WWF começou a ver o potencial lucrativo do mercado de pay-per-view e decidiu dar continuidade à histórica rivalidade entre André the Giant e Hulk Hogan, começando logo aí a apostar nos agora tradicionais combates de eliminação de equipas.


Daí para cá, o evento já se realizou mais de três dezenas de vezes, e em apenas duas é que não se realizaram os tradicionais combates de eliminação: em 1998, quando houve um torneio pelo WWF World Heavyweight Championship; e em 2002, na estreia da Elimination Chamber.

As quatro primeiras edições realizaram-se no tradicionalmente americano Dia de Ação de Graças, na quarta quinta-feira de novembro, e as quatro seguintes na véspera dessa data festiva.


Survivor Series 1992
Bret Hart (c) vs. Shawn Michaels
Por vezes, não é necessária uma grande história por detrás de um grande combate, e esta é a prova viva. Simplesmente Shawn Michaels era o campeão intercontinental e a WWF decidiu que no main-event do Survivor Series ia haver um confronto de campeões, com o WWF World Heavyweight Championship em jogo.
Há quem diga que a qualidade do combate ajudou a transformar o produto da então WWF para sempre, fazendo com lutadores oriundos de tag teams e sem corpos de culturistas recebessem mais oportunidades.



Survivor Series 1996
Combate para determinar o candidato principal ao WWF World Heavyweight Championship:
Bret Hart vs. Steve Austin
Depois de ser derrotado por Shawn Michaels num combate Ironman que durou mais do que uma hora e perder o título principal da WWF na Wrestlemania XII, Bret Hart tirou um período sabático. Paralelamente, estava a emergir uma estrela chamada Stone Cold Steve Austin, que venceu o torneio King Of The Ring em junho e após essa conquista começou a provocar Hart.
Depois de oito meses sem lutar, The Hitman aceitou o desafio de Austin, num combate que determinaria o candidato principal ao título que no mesmo PPV Shawn Michaels colocaria em jogo frente a Sycho Sid.



Survivor Series 2001
Winner Takes All 5-on-5 Survivor Series elimination match:
Team WWF (Chris Jericho, Big Show, Kane, The Rock e The Undertaker) vs. The Alliance (Booker T, Kurt Angle, Rob Van Dam, Shane McMahon e Stone Cold Steve Austin)
Uma das storylines mais marcantes de história do pro wrestling, conhecida por The Invasion. Depois da Wrestlemania X-Seven, a WWF comprou a World Championship Wrestling (WCW) e foi criada uma guerra entre as estrelas da WWF e as da WCW, às quais se haveriam de juntar as da Extreme Championship Wrestling (ECW), formando The Alliance.
Depois de meses de rivalidade intensa para tomar o poder do pro wrestling, os proprietários da WWF, Vince e Linda McMahon, desafiaram os filhos e donos da WCW, Shane e Stephanie, para um combate para determinar o destino de ambas as companhias, com o vencedor a continuar ativo e o derrotado a ser forçado a terminar.
No entanto, em cada uma das dez superestrelas em ringue havia um superego, o que fazia pairar no ar a possibilidade de traição e tornava o desfecho imprevisível. Kurt Angle, por exemplo, trocou a WWF pela WCW. E para meter água na fervura: uma das maiores rivalidades na altura era precisamente entre The Rock e Chris Jericho, dois elementos da Team WWF; e corriam rumores de que havia um infiltrado na The Alliance, com Steve Austin como principal suspeito.



Survivor Series 2002
Elimination Chamber match pelo World Heavyweight Championship:
Triple H (c) vs. Shawn Michaels vs. Booker T vs. Chris Jericho vs. Kane vs. Rob Van Dam
O General Manager do Raw, Eric Bischoff, criou o novo título mundial e atribuiu-o a Triple H na edição de 2 de setembro do Monday Night Raw. Nessa noite, The Game reteve o cinturão após vitória sobre Ric Flair, mas perdeu juntamente com Chris Jericho um combate de tag team ante Flair e Rob Van Dam, que na semana seguinte haveria de bater Chris Jericho, Jeff Hardy e Big Show para se tornar no novo candidato principal. No PPV Unforgiven, Triple H venceu RVD com a ajuda de Flair.
Uma semana depois, Triple H derrotou Bubba Ray Dudley para reter o título, na mesma noite em que Kane conquistou o WWE Intercontinental Championship às custas de Chris Jericho, apesar das interferências do The Game e de Flair. No PPV seguinte, o No Mercy, Triple H bateu Kane num combate em que ambos os títulos estiveram em jogo.
Na noite a seguir, no Monday Night Raw, Bischoff anunciou que a primeira edição de sempre da Elimination Chamber iria ocorrer no Survivor Series, sendo a estipulação inspirada nos combates tradicionais do Survivor Series, no Royal Rumble e nos War Games da WCW. O GM revelou ainda os seis participantes, sem que tenha havido quaisquer lutas de qualificação.



Survivor Series 2003
Team Bischoff (Chris Jericho, Christian, Mark Henry, Randy Orton e Scott Steiner) vs. Team Austin (Booker T, Bubba Ray Dudley, D-Von Dudley, Rob Van Dam e Shawn Michaels)
Eric Bischoff assumiu o cargo de General Manager do Raw a 15 de julho de 2002, mas a 28 de abril de 2003 viu-se forçado a dividir o poder com Stone Cold Steve Austin. A batalha pelo poder intensificou-se no verão de 2003, com Linda McMahon a colocar a restrição de Austin estar proibido de se envolver fisicamente com outras estrelas do Raw a não ser que fosse fisicamente provocado.
Na edição de 20 de outubro do Monday Night Raw, Bischoff propôs que equipas lideradas por ele e por Austin se defrontassem nos tradicionais combates de eliminação do Survivor Series, com a estipulação de que se Austin ganhasse ficaria sem a restrição imposta por Linda; mas por outro lado, se Bischoff ganhasse, Austin teria de abandonar o cargo de co-General Manager do Raw. O desafio foi prontamente aceite.
Com o decorrer das semanas, os lutadores de cada equipa foram sendo anunciados. Na última edição do Monday Night Raw antes do Survivor Series, a 10 de novembro, houve quatro combates entre elementos das várias equipas e outras tantas vitórias para a Team Austin: Dudley Boyz sobre Scott Steiner e Mark Henry, Rob Van Dam sobre Christian, Booker T sobre Chris Jericho e Shawn Michaels sobre Randy Orton.




5-on-5 Traditional Survivor Series Elimination match:
Team Cena (John Cena, Dolph Ziggler, Big Show, Erick Rowan e Ryback) vs. Team Authority (Seth Rollins, Kane, Mark Henry, Rusev e Luke Harper)
Na edição de 27 de outubro do Monday Night Raw, depois de John Cena (então candidato principal ao WWE World Heavyweight Championship) ter rejeitado uma oferta para se juntar à stable The Authority, Triple H agendou um tradicional combate de eliminação do Survivor Series entre uma equipa representada pela The Authority frente a outra capitaneada por Cena.
Com o decorrer das semanas, as equipas foram ficando compostas, com os elementos de cada uma a atacarem os da outra. A 48 horas do PPV, na edição de 21 de novembro do Friday Night Smackdown, Triple H anunciou que se a Team Cena perdesse, todos os seus elementos, à exceção de Cena, seriam despedidos.



10-on-10 Survivor Series tag team elimination match:
Team Raw (Cesaro & Sheamus, Enzo Amore & Big Cass, Luke Gallows & Karl Anderson, The New Day (Big E e Kofi Kingston) e The Shining Stars (Epico e Primo) vs. Team SmackDown (American Alpha (Chad Gable e Jason Jordan), Breezango (Fandango e Tyler Breeze), Heath Slater e Rhyno, The Hype Bros (Mojo Rawley e Zack Ryder) e The Usos (Jey Uso e Jimmy Uso)
Um combate que resultou bem, mas que teve uma história muito simples. O Survivor Series assumiu a temática Raw vs. SmackDown e colocou frente a frente cinco das melhores tag teams de cada brand.
Do lado azul, Heath Slater e Rhyno foram nomeados capitães por serem campeões da SmackDown. The Hype Bros, American Alpha, The Usos e Breezango apuraram-se ao derrotar os The Ascension, The Spirit Squad e os The Headbangers e The Vaudevillains, respetivamente.
Por parte da brand vermelha, os New Day foram nomeados capitães também por serem campeões da Raw. Depois, as restantes vagas foram preenchidas por Cesaro & Sheamus, Luke Gallows & Karl Anderson, Enzo Amore & Big Cass e The Golden Truth (Goldust e R-Truth), ainda que estes últimos tenham precisado de bater os The Shining Stars para recuperarem a vaga, após R-Truth a ter vendido à equipa de Primo e Epico Colón.



5-on-5 Survivor Series elimination match:
Team SmackDown (AJ Styles, Bray Wyatt, Dean Ambrose, Randy Orton e Shane McMahon) vs. Team Raw (Braun Strowman, Chris Jericho, Kevin Owens, Roman Reigns e Seth Rollins)
Mais um combate com um background muito simples, em que equipas representativas de Raw e SmackDown estiveram frente a frente.
Do lado da Raw, Kevin Owens e Chris Jericho foram nomeados capitães de equipa e Roman Reigns foi também revelado como membro da equipa. Braun Strowman qualificou-se ao vencer uma Battle Royal de 12 lutadores e, entretanto, Seth Rollins completou o quinteto sem precisar de algum combate de apuramento.
Quanto ao SmackDown, AJ Styles foi nomeado capitão e Dean Ambrose, Randy Orton, Bray Wyatt e Baron Corbin juntaram-se ao Phenomenal One sem necessitarem de combates de qualificação.



Brock Lesnar vs. AJ Styles
Mais um belíssimo combate sem grande história por trás, tendo opondo o campeão universal Brock Lesnar, a representar a Raw, e o campeão da WWE AJ Styles, em representação da SmackDown.
Curiosamente, inicialmente nem era Styles que era para enfrentar Brock Lesnar, uma vez que à data do agendamento do duelo o campeão da WWE era Jinder Mahal. E foi precisamente o indiano que lançou o desafio para um Champion vs. Champion match. Porém, Styles bateu Mahal pelo título 12 dias antes do Survivor Series e acabou por ser ele a medir forças com The Beast.




Brock Lesnar vs. Daniel Bryan
Mais um bom combate originado pelo conceito Raw vs. SmackDown. Depois de no Crown Jewel AJ Styles ter derrotado Samoa Joe para reter o WWE Championship e Brock Lesnar ter batido Braun Strowman para conquistar o Universal Championship que estava vago, tudo parecia encaminhar-se para um reencontro entre o Phenomenal One e o The Beast.
No entanto, Daniel Bryan tornou-se campeão da WWE ao bater AJ Styles na última edição do SmackDown antes do Survivor Series e acabou por ser ele a ter de enfrentar Lesnar no PPV.





















E para o caro leitor, quais foram os melhores e mais marcantes combates e momentos da história deste PPV?

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...