sábado, 26 de janeiro de 2019

A minha primeira memória de… um Royal Rumble

Mysterio e Triple H estiveram mais do que uma hora em ringue
Recuemos a 2006, tal como aquando de “A minha primeira memória de…” alusivo a SummerSlam e Survivor Series. O Royal Rumble desse ano não foi só o primeiro de que tenho memória como foi o primeiro PPV de sempre da WWE a ser transmitido em Portugal, ainda que em diferido, com três semanas de atraso. Uma transmissão histórica que ocorreu a 19 de fevereiro, a partir das 19.00, na SIC Radical – curiosamente, a primeira transmissão de um PPV da WWE em direto em Portugal também foi de um Royal Rumble, mas o de 2013, pela Sport TV 3.


Confesso que não assisti ao PPV de fio a pavio. Recordo-me dos principais resultados sim, e de boa parte do Royal Rumble match, que nesse ano nem foi o main-event, tendo lugar antes dos duelos entre Edge (c) e John Cena pelo Título da WWE e entre Kurt Angle (c) e Mark Henry pelo Título Mundial de pesos-pesados. São os combates que me recordo desse evento, que ainda contou com outras três contendas das quais poucos se recordarão e que pouco ou nenhum contributo deram à história da promotora: Cruiserweight Open pelo WWE Cruiserweight Championship, Mickie James vs. Ashley com Trish Stratus como árbitra e The Boogeyman vs. JBL.




Vamos por partes. No que concerne à luta pelo WWE Championship, Edge viu o seu primeiro de 11 reinados como campeão mundial terminar três semanas depois de ter feito o cash-in da mala Money in the Bank num debilitado John Cena, que a muito custo tinha acabado de vencer uma Elimination Chamber no main-event do New Year's Revolution. Na desforra, Cena venceu sem espinhas e iniciou o seu segundo de 16 reinados como campeão mundial.


Bem diferente foi a história em torno do WWE World Heavyweight Championship. A pouco mais de duas semanas do PPV, Batista era o detentor do cinturão, mas foi lesionado por Mark Henry e teve de deixar o título vago. Aproveitou Kurt Angle, que saiu do Monday Night Raw e ingressou no Friday Night Smackdown para vencer uma Battle Royal de 20 homens e tornar-se campeão, eliminando Henry em último lugar. No Royal Rumble, Angle saiu vitorioso após um roll-up, mas no final foi desafiado por The Undertaker.


Quanto ao combate que dá nome ao PPV, Triple H e Rey Mysterio abriram as hostilidades e aguentaram mais de uma hora em ringue. O mestre do 619 acabou por vencer, eliminando Randy Orton em último lugar, tornando-se o homem mais pequeno a ganhar o Rumble e o que mais tempo se manteve em ringue durante uma só edição e dedicando a vitória ao amigo Eddie Guerrero, falecido meses antes.


A contenda também serviu para desenvolver feuds que viriam a culminar na Wrestlemania 22, como Mysterio vs. Orton ou Shawn Michaels vs. Shane McMahon.




















E para o caro leitor, qual foi o primeiro Royal Rumble de que tem memória? E quais foram os melhores e mais marcantes combates e momentos da história deste PPV?



Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...