terça-feira, 9 de março de 2021

João, um guarda-redes que tem Valido pontos

Guarda-redes João Valido comemora 21 anos em março
Cada tiro, cada melro. É rara a semana em que o Canal 11 transmita um jogo do Vitória de Setúbal e que depois não seja destacada nas redes sociais uma enorme defesa de João Valido

Bem sei que estamos a falar de um contexto de Campeonato de Portugal, mas é raro encontrar um guarda-redes com tanta qualidade nas mais variadas vertentes da sua posição. Quantos guarda-redes de topo é que têm tudo menos um bom jogo de pés? Quantos monstros entre os postes são poucos fiáveis a sair aos cruzamentos? Quantos é que, apesar de globalmente muito bons, não fazem jogo após jogo daquelas defesas que valem pontos? Quantos é que tapam bem a baliza, mas sentem bastantes dificuldades em proteger a profundidade? E quantos é que engatam nos jogos grandes e metem água nos do seu campeonato?
 
João Valido tem o pacote completo: tem reflexos extraordinários, acumulando defesas atrás de defesas à queima-roupa; é elástico e ágil, conseguindo voar para a bola em condições difíceis; impõe-se no jogo aéreo, apesar de alguns erros, como no caso do segundo golo do Olhanense num recente jogo no Bonfim; é rápido a sair de entre os postes para proteger a profundidade; e, quando solicitado, mostra fiabilidade a jogar com os pés. Arrisco dizer - ou melhor, digo-o convictamente! -, que o Vitória já teve na I Liga guarda-redes substancialmente inferiores a este jovem internacional português de apenas 20 anos.
 
Pouco importa se é numa recarga a um remate que o próprio defendeu, uma bola subitamente desviada na pequena área ou um disparo de fora da área que levava a direção de um ângulo superior da baliza, João Valido tem… valido fantásticos momentos de futebol com defesas apenas ao alcance de muito poucos. E talvez tenha evitado mais defesas vistosas porque tem conseguido antecipar-se aos avançados ao sair rapidamente da baliza e mostrado qualidade no futebol aéreo. Começam a faltar palavras para descrever a época incrível que tem estado a realizar.

 
Para uns, pode tratar-se de uma revelação, mas grande parte das pessoas que seguem o Vitória já ouvem falar dele há bastantes anos, porque desde bem cedo que o guardião sadino começou a ser chamado a treinos da equipa principal e a marcar presença na convocatória das jovens seleções nacionais. E quem o tem visto nas duas últimas épocas na baliza da equipa de sub-23 na Liga Revelação não pode ficar surpreendido. O que não se esperava era que assumisse a titularidade da baliza sadina neste contexto, com o histórico emblema setubalense a militar no Campeonato de Portugal.

 
Embora esteja a jogar no terceiro escalão do futebol português, certamente estará na calha para ser convocado para os sub-21 em caso de azar para Diogo Costa, Luís Maximiano e João Virgínia, o trio de guarda-redes habitualmente chamado por Rui Jorge. Interessados também não deverão faltar. É um valor seguro e certamente acessível aos clubes de I Liga.

 
Enquanto não se afirma nas ligas profissionais, vai cumprindo um sonho que merecia ser realizado num palco maior, pois João Valido é um vitoriano apaixonado, tal como revelou ao jornal O Setubalense em abril de 2016: “Eu sou mesmo vitoriano, de coração. Nunca quis sair do Vitória e o meu sonho é jogar na equipa sénior.” 



















Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...