sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Tiago Baptista. O inesgotável e omnipresente box to box do Loures

Médio Tiago Baptista está vinculado ao Loures desde fevereiro
Quantos pulmões terá Tiago Baptista? É a pergunta que me faço sempre que vejo o Loures jogar. Tem passado por entre os pingos da chuva este médio de indesmentível qualidade que tem sido uma das figuras da equipa que até há bem pouco tempo era orientada por Tuck e que desde terça-feira passou a ser dirigida por Hugo Martins.
 
No 4x4x2 que muitas vezes parece um 4x2x4 do emblema da zona saloia, este ainda jovem futebolista de 25 anos funciona como um médio box to box que, tal como a designação indica, faz piscinas de área a área a atacar e defender.
 
Com a braçadeira de capitão envergada e sempre em alta rotação, sente o conforto do estabilizador Bruno Carvalho (companheiro de duplo pivot) a proteger-lhe as costas e projeta-se no apoio ao ataque, aparecendo bem em zona de definição para dar à equipa uma solução para último passe ou mesmo para finalização. O único golo que apontou esta temporada foi precisamente marcado à boca da baliza, em plena pequena área, na visita ao Torreense a 15 de novembro.
 
 
No entanto, a velocidade com que corre para atacar é a mesma que utiliza para defender, podendo aparecer em zonas adiantas a exercer pressão alta ou nas imediações da sua área a empenhar-se para recuperar a bola. E não foge aos duelos e nem se demite de fazer carrinhos quando a situação assim o obriga.
 
Embora o ritmo alto e a resistência – só por duas vezes não cumpriu pelo menos 85 minutos nos jogos desta temporada – tenham sido as competências mais destacadas nas linhas acima, Tiago Baptista é também um médio com critério e precisão de passe, que acaba por ser o mais parecido que a sua equipa tem com um organizador de jogo, podendo surgir à frente da defesa com bola para começar a desenhar os ataques do Loures. E uma vez que é um executante de qualidade, encarrega-se de bater todas as bolas paradas da sua equipa.
 
Por cobrir uma área tão alargada do campo e por estar quase sempre perto da zona da bola, dá a ideia de ser omnipresente. Logicamente que não o é, mas certamente que será jogador para outros voos. Depois de várias épocas nos distritais da AF Santarém ao serviço do Cartaxo e de passagens por Coruchense, Sertanense e União de Santarém no Campeonato de Portugal, vai mostrando que tem a qualidade de jogo e a maturidade necessárias para chegar às ligas profissionais.















Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...