segunda-feira, 6 de abril de 2020

WWE | WrestleMania 36


Datas: 4 e 5 de abril de 2020 (gravado a 25 e 26 de março de 2020)
Arena: WWE Performance Center
Localidade: Orlando, Florida



Dia 1


WWE Women’s Tag Team Championship:
The Kabuki Warriors (Asuka e Kairi Sane) (c) vs. Alexa Bliss e Nikki Cross
O combate que deu o pontapé de saída à WrestleMania que provavelmente gerou menos entusiasmo na história. Se o futebol sem público já parece não fazer sentido, o pro wrestling então é que não faz sentido de todo – e logo a WrestleMania! Maldito sejas covid-19…
O combate em si foi bem disputado (e barulhento), com muita agressividade por parte de ambas as equipas. Na parte final houve bastante emoção, com near falls, vários voos e até um Doomsday Device. Ainda assim, foi um Twisted Bliss que deu a vitória e os cinturões a Alexa Bliss e Nikki Cross.
Vencedoras: Alexa Bliss e Nikki Cross (novas campeãs)
Nota: 6,5/10


Elias vs. King Corbin
King Corbin julgava que Elias não ia marcar presença no evento, mas este não só apareceu como atacou Corbin ainda antes de a sineta soar. Apesar da intensidade que ambos quiseram imprimir, convenhamos: em condições normais este combate não faria parte do card da WrestleMania.
A vitória acabou por sorrir a Elias, através de um pin fall em que puxou os calções do adversário, logo a seguir a Corbin ter tentado fazer o mesmo, tendo sido apanhado pela árbitra.
Vencedor: Elias
Nota: 5/10


WWE Raw Women's Championship:
Becky Lynch (c) vs. Shayna Baszler
Um combate que, à partida, merecia ter dezenas de milhares de pessoas nas bancadas, por se tratarem de duas das figuras mais poderosas da divisão feminina: Becky Lynch pelo carisma e pelo reinado sólido que tem tido, Shayna Baszler pela aura de invencível.
O duelo começou com uma espécie de brawl, com muitos strikes de parte a parte no interior e no exterior do ringue. Baszler dominou grande parte do combate e esteve perto da vitória via submissão através de um Armbar e de um Disarmer, mas Becky revelou resiliência. Baszler esteve sempre um passo à frente e foi causando estragos dentro e fora do ringue, fazendo até a cabeça de Becky embater na mesa de comentadores, mas a campeã surpreendeu através de um pin fall with bridge.
Becky alcançou uma vitória engenhosa, mas Shayna Baszler mostrou que pode dominar a campeã.
Vencedora: Becky Lynch
Nota: 6,5/10


WWE Intercontinental Championship:
Sami Zayn (c) vs. Daniel Bryan
Combate muito marcado pelo envolvimento entre Drew Gulak, Nakamura e Cesaro fora do ringue. Quando finalmente Zayn e Bryan estiveram frente a frente no centro do ringue sem distrações, o candidato principal esteve no controlo das operações, disferindo pontapés e aplicando submissões.
Quando Nakamura e Cesaro voltaram a causar distrações, Daniel Bryan viu um voo a partir do topo de um dos cantos esbarrar num Helluva Kick que lhe ditou a derrota.
Vencedor: Sami Zayn
Nota: 6,5/10


Triple Threat Ladder match pelo WWE SmackDown Tag Team Championship:
John Morrison (c) vs. Kofi Kingston vs. Jimmy Uso
Uma combinação de lutadores que fazia crer um bom espetáculo. Os três não perderam tempo e rapidamente foram buscar escadotes ao exterior do ringue. Tanto Morrison como Kofi e Uso brilharam com voos arrepiantes, faltando apenas o “wow” ou o “holy shit” dos fãs.
A dada altura Morrison fez Jimmy Uso cair do topo de um escadote para fora do ringue, mas quando se preparava para segurar nos títulos eis que Kofi Kingston fez-lhe frente, dando também tempo para que Uso recuperasse. A dada altura os três agarraram nos cinturões, mas Morrison caiu e os cinturões também, o que fez com que Morrison alcançasse involuntariamente a vitória.
Vencedor: John Morrison
Nota: 7,5/10


Kevin Owens vs. Seth Rollins
Combate intenso, com boas sequências e contra-ataques. O duelo acabaria com uma vitória de Kevin Owens via desqualificação, depois de ter levado com a sineta na cabeça.
Vencedor: Kevin Owens (via desqualificação)
Nota: 5,5/10


No DQ match:
Kevin Owens vs. Seth Rollins
Descontente pela vitória por desqualificação, Kevin Owens quis um novo combate, mas desta vez sem desqualificações. Menos combalido, Rollins começou melhor e utilizou os degraus e uma cadeira para causar mais estragos.
Porém, Owens ripostou e subiu a uma estrutura de vários metros de altura, de onde saltou para cima de Seth Rollins. De volta ao ringue, Owens aplicou um Stunner para alcançar o triunfo.
Vencedor: Kevin Owens
Nota: 7/10


WWE Universal Championship:
Goldberg (c) vs. Braun Strowman
Goldberg começou ao ataque, aplicando três Spears de seguida, mas sem conseguir o assentamento vitorioso. Depois de um quarto Spear, procurou o Jackhammer, mas acabou foi por sofrer quatro Powerslams e a derrota. Pela primeira vez na carreira, Braun Strowman conquistou um dos principais títulos da WWE.
Vencedor: Braun Strowman (novo campeão)
Nota: 4/10


Boneyard match:
The Undertaker vs. AJ Styles
Combate gravado como se de um filme se tratasse, no qual deu para ver The Undertaker de regresso à velha gimmick de motard. Não faltou música, os The Original Clubs e até algumas figuras do além e o teletransporte de The Undertaker, mas não lhe consigo chamar um combate de wrestling, apenas uma produção cinematográfica.
Vencedor: The Undertaker
Nota: 0/10



Dia 2


NXT Women's Championship:
Rhea Ripley (c) vs. Charlotte Flair
Mais uma noite que começou com ação feminina. Mais um combate repleto de agressividade, com muitos strikes, tendo o aspeto técnico ficado um pouco de lado. Já depois de ter aplicado um Spear que a nível estético ficou longe da perfeição, Charlotte alcançou a vitória via submissão através de um Figure Eight em que exerceu bastante pressão sobre as pernas de Rhea Ripley.
Vencedora: Charlotte Flair (nova campeã)
Nota: 6/10


Aleister Black vs. Bobby Lashley
Combate entre dois pesos pesados. Sem surpresa, Aleister Black arrecadou a vitória após um Black Mass e prosseguiu a sua ascensão na cadeia alimentar da WWE.
Vencedor: Aleister Black
Nota: 5/10


Otis vs. Dolph Ziggler
Combate bastante pessoal – tudo por causa de Mandy Rose -, mas que em circunstâncias normais não faria parte do card principal da WrestleMania.  Otis viria a vencer após aplicar um Elbow Drop depois de um golpe baixo de Mandy Rose em Ziggler.
Vencedor: Otis
Nota: 5/10


Last Man Standing match:
Edge vs. Randy Orton
Disfarçado de cameraman, Orton surpreendeu Edge e aplicou-lhe um RKO ainda antes de a sineta soar. E depois de o Rated-R Superstar se ter levantado e de o combate ter iniciado oficialmente, voltou a executar o finisher.
Ainda assim, Edge mostrou resiliência e foi evitando a derrota. Depois Orton levou o combate para o ginásio, onde ambos foram lutando com o que lhes aparecia à frente para obter alguma vantagem.  
Depois do ginásio, o duelo prosseguiu para a zona adjacente ao ringue e logo a seguir para o backstage. Mas mais do que ter prosseguido, diria até que o combate se arrastou, tal a monotonia que se fazia sentir. Uns socos de parte a parte, algo mais ousado por parte de Edge aqui e ali e pouco mais.
Essa monotonia só foi quebrada após largos minutos, quando Edge subiu ao topo de uma estrutura e mergulhou para cima de Orton, que se encontrava deitado numa mesa, que partiu. Depois voltou ao mesmo, até que Randy Orton aplicou um DDT sobre o tejadilho de uma carrinha.
Depois ambos subiram até ao topo de um camião, onde Orton procurou aplicar o Punt Kick. Porém, acabou foi por sofrer um Spear, ainda que tivesse respondido logo depois com um RKO. Após mais uns minutos de monotonia, aparentemente Edge deixou Orton inconsciente com uma espécie de Sleeper Hold e completou a ofensiva com um Con-Chair-To, alcançado a vitória depois da contagem até dez.
Vencedor: Edge
Nota: 4,5/10


WWE Raw Tag Team Championship:
The Street Profits (Angelo Dawkins e Montez Ford) vs. Austin Theory e Angel Garza
Combate muito dinâmico, com ritmo alto e manobras espetaculares. Depois de Austin Theory ter atingido Montez Ford com um TKO, Angelo Dawkins atingiu-o com um Frog Splash e Ford aproveitou para fazer o assentamento vitorioso.
Vencedores: The Street Profits (Angelo Dawkins e Montez Ford)
Nota: 6/10


Fatal 5-Way Elimination match pelo WWE SmackDown Women's Championship:
Bayley (c) vs. Lacey Evans vs. Naomi vs. Sasha Banks vs. Tamina
Tamina começou um combate com um alvo na testa, por ser a mais poderosa, e foi com naturalidade que foi a primeira a ser eliminada, após ter sofrido vários golpes de alto impacto por parte de cada uma das outras quatro lutadoras.
Naomi foi a senhora que se seguiu, ao desistir perante um Bank Statement de Sasha Banks.
A partir de então Sasha e Bayley uniram forças contra Lacey Evans, mas Bayley atingiu involuntariamente Sasha e a aí começou um desentendimento entre as duas, com Lacey Evans a eliminar Sasha após um The Woman's Right.
Bayley sentiu dificuldades para se impor perante Bayley, mas Sasha Banks surgiu em cena para aplicar um Backstabber em Evans e assim oferecer a vitória à amiga, que continua campeã.
Vencedora: Bayley
Nota: 5,5/10


Firefly Fun House match:
John Cena vs. "The Fiend" Bray Wyatt
Mais uma produção cinematográfica. Recuso a chamar a isto de combate de wrestling, porque de combate de wrestling teve zero.
Vencedor: Bray Wyatt
Nota: 0/10


WWE Championship:
Brock Lesnar (c) vs. Drew McIntyre
Mais um combate bem ao estilo de Brock Lesnar, repleto de German Suplexes e de finishers, que se banalizam, de parte a parte. Não foi por isso surpreendente quando McIntyre fez o kick out após os três primeiros F-5 que sofreu, já depois de Lesnar ter feito o mesmo depois de sofrer um Claymore. Porém, McIntyre respondeu com três Claymore consecutivos e assegurou pela primeira vez na carreira a conquista de um dos principais títulos da WWE.
Vencedor: Drew McIntyre (novo campeão)

Nota: 5,5/10















5 comentários:

  1. Não acho justo avaliar uma WM sem público, sem arena gigante, sem pyro e com um roster limitado, mas vou dizer o seguinte: Eles fizeram um grande show para o que eles tinham disponível. E sobre as duas lutas diferentes, você não pode pensar essas duas lutas com a mesma cabeça que você pensa em lutas normais, você tem que considerar o fator entretenimento e aí sem dúvida as duas cumpriram o seu papel.

    Vou aproveitar o espaço para divulgar meu blog. Nele falo de Wrestling, TV, séries, jogos, futebol e etc, mas esse fim de semana fiz dois posts rankeando a Wrestlemania da década de 2010.
    https://acoisaminha.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Reconheço o esforço de cada lutador em tentar compensar a adrenalina e o ambiente que só a presença do público consegue criar. Talvez com público houvesse um ou outro combate ao qual eu iria atribuir uma nota mais alta, ok, mas essas "duas lutas" para mim não foram combates de wrestling, foram segmentos, e segmentos que a meu ver representam um retrocesso naquilo que tem sido uma aproximação cada vez maior entre as várias storylines e a realidade.

      Vou adicionar o seu blogue aos meus parceiros. Pode fazer o mesmo, por favor?

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. Cada um com sua opinião.
    PS: Exclui o outro comentário porque ao invés de fazer um banner, eu fiz uma aba parceiros na homepage do blog e adicionei o seu.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...