sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Os 10 jogadores com mais jogos pelo São João de Ver no Campeonato de Portugal

Dez jogadores que ficaram na história do São João de Ver
Promovido ao Campeonato de Portugal por decisão da Federação Portuguesa de Futebol em virtude de se encontrar em primeiro lugar da Divisão de Elite da AF Aveiro à data da suspensão dos campeonatos devido à pandemia, o Sporting Clube São João de Ver regressou a um patamar competitivo no qual já tinha competido entre 2013 e 2015.

Fundado a 25 de junho de 1929, o emblema do concelho de Santa Maria da Feira passou grande parte da sua existência entre os campeonatos distritais, mas em 1994 surgiu nos campeonatos nacionais e por lá ficou durante duas décadas, amealhando seis participações na antiga II Divisão B e 13 na extinta III Divisão, além das já referidas duas no Campeonato de Portugal.


Na primeira época de CNS, em 2013-14, os malapeiros atingiram a fase de promoção, mas não foram além do sexto lugar (em oito equipas). Porém, haveriam de cair nos distritais na temporada seguinte.

Em três participações no Campeonato de Portugal, cerca de 70 futebolistas jogaram pelo São João de Ver na prova. Vale por isso a pena recordar os dez que o fizeram por mais vezes.


10. Xavier (30 jogos)

Xavier
Defesa central natural de São João de Ver, iniciou a sua formação no clube da terra, mas, entretanto, passou oito anos no União de Lamas e só regressou aos malapeiros no segundo ano de sénior, em 2008-09, então na III Divisão.
Em 2011 esteve na subida à II Divisão B e continuou no clube após a reformulação dos quadros competitivos nacionais, com a introdução do então designado Campeonato Nacional de Seniores.
Em duas épocas no emblema do concelho de Santa Maria da Feira no CNS disputou um total 30 jogos (26 a titular), tendo participado no apuramento para a fase de promoção em 2013-14, mas sem conseguir evitar a queda nos distritais na temporada seguinte.
Após a descida de divisão voltou ao vizinho União de Lamas, então no primeiro escalão dos distritais da AF Aveiro.


9. Seminha (30 jogos)

Seminha
Disputou 30 jogos tal como Xavier, mas amealhou mais 300 minutos em campo – 2532 contra 2232.
Lateral direito de baixa estatura (1,68 m) e formado no Feirense, jogou pelo Lusitânia Lourosa na III Divisão, pelo Fiães nos distritais da AF Aveiro e pelo Grijó no Campeonato Nacional de Seniores antes de reforçar o São João de Ver no verão de 2014.
Ao serviço dos malapeiros, disputou três dezenas de encontros (29 a titular) em 2014-15, não evitando a despromoção.
Após a descida de divisão mudou-se para o Lusitânia Lourosa. Depois passou por Sp. Espinho e Fiães e comprometeu-se com o Avanca em 2020-21.



8. Vasco Rodrigues (31 jogos)

Vasco Rodrigues
Extremo formado no Feirense, jogou pela equipa principal dos fogaceiros ainda enquanto júnior e até marcou na II Liga, mas na época seguinte foi emprestado ao São João de Ver.
Ao serviço dos malapeiros atuou em 31 partidas (25 a titular) e marcou um golo ao Marítimo C, insuficiente para evitar a despromoção aos campeonatos distritais.
Após a descida de divisão terminou a ligação ao Feirense e rumou ao Cesarense, permanecendo assim no Campeonato de Portugal.


7. Rúben Gomes (31 jogos)

Rúben Gomes
Disputou 31 jogos tal como Vasco Rodrigues, mas amealhou mais 209 minutos em campo – 2396 contra 2187.
Lateral direito/extremo com experiência de II Divisão B adquirida ao serviço da Oliveirense, rumou ao São João de Ver no verão de 2010, proveniente do Fiães. Em 2010-11 contribuiu para a promoção à II B e em 2013 permaneceu no clube após a reformulação dos quadros competitivos que introduziu o Campeonato Nacional de Seniores.
Em 2013-14 disputou 31 partidas (27 a titular) no CNS e apontou quatro golos, diante de Estarreja, Lusitano Vildemoinhos, Bustelo e Cesarense.
Depois mudou-se para o Cesarense, tal como o jovem atacante Leo, mas voltou aos malapeiros em 2017 e, depois de uma curta aventura no São Vicente Pereira, em fevereiro de 2020, aos 34 anos.


6. Rui Pedro (31 jogos)

Rui Pedro
Disputou 31 jogos tal como Rúben Gomes e Vasco Rodrigues, mas somou mais minutos em campo: 2790.
Guarda-redes natural de Espinho e com experiência de campeonatos nacionais ao serviço de clubes como Sp. Espinho, Arrifanense, Canedo, Estarreja, Arouca, Fiães e Lusitânia Lourosa, reforçou o São João de Ver no verão de 2014, aos 33 anos.
Ao serviço dos malapeiros durante uma temporada, participou em 31 jogos e sofreu 44 golos, mostrando-se impotente para evitar a despromoção.
Depois prosseguiu a carreira nos distritais aveirenses na baliza de Sp. Espinho, Avanca e Florgrade.



5. Ministro (32 jogos)

Ministro
Médio natural de São João de Ver, começou a jogar nas escolinhas do clube em 2000, mas depois mudou-se para o Feirense e só voltou na primeira época de sénior, em 2011-12, permanecendo até ao início da temporada 2013-14, tendo disputado dois jogos (ambos a titular) no Campeonato de Portugal antes de rumar ao União de Lamas.
Na época seguinte voltou aos malapeiros e regressou mais forte, tendo atuado em 30 encontros (27 a titular) e marcado um golo ao Cesarense no campeonato, não evitando a despromoção.
Depois rumou ao Sp. Espinho, clube que o catapultou para o Mafra, da II Liga. Desde o verão de 2019 que está vinculado ao Lusitânia Lourosa, clube com o qual se comprometeu para 2020-21.


4. Júlio (32 jogos)

Júlio
Disputou 32 jogos tal como Ministro, mas amealhou mais 522 minutos em campo – 2817 contra 2295.
Ponta de lança transmontano, começou a jogar no Lamego e passou por Infesta, Sertanense, Mafra e União de Lamas antes de reforçar o São João de Ver no verão de 2013, aos 32 anos.
Na única temporada que jogou pelo conjunto sanjoanense, em 2013-14, disputou 32 encontros (31 a titular) e apontou 14 golos, contribuindo para o apuramento para a fase de promoção. Lusitano Vildemoinhos (três), Cinfães, Anadia (três), Grijó (dois), Lusitânia Lourosa, Limianos (dois), Vizela e Boavista foram as vítimas de Júlio.
Após essa época mudou-se para o Coimbrões, último clube de uma carreira encerrada em 2017.



3. João Pedro (48 jogos)

João Pedro
Médio de características defensivas natural de Santa Maria da Feira, fez toda a formação no Feirense, mas mudou-se para o São João de Ver assim que subiu a sénior, em 2011-12, tendo permanecido na equipa após a reformulação dos quatros competitivos e consequente introdução do Campeonato Nacional de Seniores em 2013-14.
Nessa temporada disputou 28 jogos (todos a titular) e marcou três golos no campeonato, diante de Estarreja, Cesarense e Boavista, ajudando os malapeiros a atingirem a fase de promoção.
A época seguinte foi iniciada no Lusitânia Lourosa, mas logo em novembro voltou a jogar pelos sanjoanenses, tendo alinhado em mais 20 partidas (todas a titular) e apontado um golo ao Gafanha, não evitando a despromoção.
Depois mudou-se para o Estarreja, mas na primeira metade da temporada 2016-17 voltou ao São João de Ver para uma curta passagem de cerca de meio ano.
Desde janeiro de 2019 que está vinculado ao Vista Alegre, dos distritais da AF Aveiro.



2. Américo (49 jogos)

Américo
Médio de características ofensivas natural de Paços de Brandão, trocou o clube da terra pelo São de Ver no verão de 2004, aos 19 anos, e só deixou o emblema sanjoanense onze anos depois, num trajeto que incluiu sete épocas de III Divisão, duas de II B e duas de Campeonato Nacional de Seniores.
No CNS, disputou um total de 49 encontros (47 a titular) pelos malapeiros e apontou seis golos, todos em 2013-14, frente a Estarreja, Sp. Espinho, Grijó, Lusitânia Lourosa, Cinfães e Anadia, contribuindo para o apuramento à fase de promoção nessa época, mas não evitando a despromoção na temporada seguinte.
Após a descida de divisão rumou ao União de Lamas, tal como Xavier.



1. Rui Silva (60 jogos)

Rui Silva
Em primeiro lugar desta lista, um filho da terra e um produto da formação do clube, que ascendeu a sénior em 2005 e que desde então tem passado grande parte da carreira no São João de Ver – as exceções foram entre 2008 e 2010, quando esteve ao serviço do Milheiroense, e entre 2015 e 2007, quando jogou no Sp. Espinho.
Central e capitão, esteve em 30 jogos do Campeonato de Portugal tanto em 2013-14 e 2014-15, tendo apontado um total de oito golos, quatro em cada temporada. Na primeira marcou a Lusitano Vildemoinhos, Lusitânia Lourosa, Cesarense e Bragança, contribuindo para o apuramento para a fase de promoção; e na segunda faturou diante de Gouveia (dois), Estarreja, e Camacha, não conseguindo evitar a despromoção.
Após a descida de divisão rumou ao Sp. Espinho, como já referido. Em 2020-21 vai jogar no Fiães.























Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...