segunda-feira, 7 de março de 2016

Jardel: De patinho feio a irrepreensível

Jardel brilha no eixo defensivo do Benfica aos 29 anos
Quem o viu e quem o vê. Quando chegou à Luz, em janeiro de 2011, oriundo do Olhanense, Jardel foi recolhendo críticas pouco abonatórias. Veio com a missão de render David Luiz mas depressa ganhou o rótulo de central permeável e jogador de nível abaixo do exigido para um clube como o Benfica.

Tanto assim foi que os benfiquistas respiraram de alívio quando Garay foi contratado e tremiam quando o argentino ou Luisão não podiam dar o seu contributo à equipa. Sabiam que era Jardel que iria assumir a titularidade. E voltaram a tremer quando Garay foi transferido, mas verdade seja dita, hoje já nem têm saudades do atual defesa do Zenit.


O 33 encarnado começou por ter a alcunha de patinho feio. Mas assim que assentou como titular, passou a ser apelidado de esforçado. De esforçado a guerreiro foi um tirinho, tal a forma como não dá os lances por perdidos e sacrifica o corpo em prol da equipa.

A dada altura, guerreiro já era redutor. A competência e a serenidade que ia demonstrando já não eram de alguém limitado mas empenhado, mas sim de um central com certificado de qualidade. Atualmente, quando se fala de Jardel, fala-se de um defesa imponente no jogo aéreo, bastante rápido na reação às bolas nas costas, fiável a jogar com os pés e fortíssimo na marcação. O derby deste sábado foi um bom exemplo: não deu um milímetro a Slimani.

Outrora patinho feio, hoje é visto como irrepreensível aos olhos do terceiro anel e da crítica futebolística em geral. Com algum atrevimento, pode até ser considerado o melhor central do Benfica, um dos melhores do futebol português e sem nada a dever a outros do panorama internacional.








3 comentários:

  1. acima de tudo, é um jogador de equipa.
    nunca se importou por não ser titular, e com trabalho sempre entrou e cumpriu e esperou o seu momento.
    sem tiques de vedeta, fez jus ao lema de que se der 200% pelo símbolo que usa ao peito, todos se vão mais tarde lembrar do nome que tem escrito nas costas.

    ResponderEliminar
  2. Gosto do Jardel, rápido, boa impulsão, concentrado, guerreiro, bom sentido posicional e quando joga simples é 5 estrelas.
    Tem uma lacuna não é Hummels, com Cardozo não é Jonas :)
    Tenho um enormíssimo respeito pelo atleta e sinto que é uma pessoa que faz o plantel/baneário coeso.
    Respect!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. leia-se... como Cardozo não é Jonas... sorry.

      Eliminar