segunda-feira, 16 de maio de 2011

TNA | Sacrifice 2011



Data: 15 de Maio de 2011
Arena: Impact! Zone
Cidade: Orlando, Florida



Mexican America (Hernandez e Anarquia) vs. Ink Inc. (Jesse Neal e Shannon Moore)
Pedia-se um “opener” melhor para aquecer o público, mas enfim, não foi mau. Compreende-se a vitória desta nova tag team, que é uma adição à divisão de equipas. Não digo que seja uma boa adição, mas é uma adição.
Vencedor: Mexican America (Hernandez e Anarquia)
Nota: 4/10


Robbie E vs. Brian Kendrick
Combate melhor que o “opener”, e por isso penso que tivesse sido um melhor “opener” para aquecer público. Houve muita palhaçada à mistura e eu disso não gostei, já são dois talentos que estão a desperdiçar com esta história: Brian Kendrick e Eric Young. Não percebo o facto de Kendrick ter feito um “Missile Dropkick” a meio do combate e o seu “finisher” ter sido um “kick” qualquer sem o mesmo impacto.
Vencedor: Brian Kendrick
Nota: 5/10


TNA Women's Knockout Championship - Mickie James (c) vs. Madison Rayne
Combate bastante bom e emotivo, com o público bem dentro da contenda, gostei muito, quem me dera a mim ver tal psicologia aplicada nos combates femininos na WWE. Para mim, até agora, melhor combate da noite. Mickie deve seguir agora para uma “feud” com Winter.
Vencedor: Mickie James
Nota: 6/10


TNA X Division Championship - Kazarian (c) vs. Max Buck
Muito bom combate, mesmo “a la X-Division”, como eu já não vi há algum tempo, com acção rápida e furiosa, ainda que como não houve “feud” entre os dois, a vitória de Kaz nunca esteve em causa porque as diferenças de popularidade são bem patentes. No entanto, gosto deste Buck, penso que lhe falta uma nova “gear” (a falar nisso, o Kaz estreou uma!) e um “look” que o faça parecer uma estrela.
Vencedor: Kazarian
Nota: 7/10


Crimson vs. Abyss
Fartei-me de bocejar no combate mas ainda assim pensei que iria ser pior, eles conseguiram dar impacto e alguma vivacidade à coisa. Acho que foi demasiado extenso.
Vencedor: Crimson
Nota: 4/10


TNA World Tag Team Championship - Matt Hardy e Chris Harris vs. Beer Money (Robert Roode e James Storm) (c)
A grande surpresa foi James Storm não fazer o “swerve”, acreditei sempre que fosse possível de forma a libertar-se de Robert Roode, voltar a fazer os AMW e Roode seguir para carreira individual. Parece que (ainda) não é desta. Quanto ao combate, foi satisfatório mas fico-me por aqui satisfatório.
Vencedores: Beer Money (Robert Roode e James Storm)
Nota: 5/10


Tommy Dreamer vs. AJ Styles (No DQ Match)
Um combate que foi sempre a subir de qualidade, no entanto, não foi nada de extraordinário, porque quando tens AJ Styles, esperas sempre algo de qualidade de topo. O resultado também me desagradou e Styles cada vez é mais uma promessa adiada.
Vencedor: Tommy Dreamer
Nota: 5,5/10


Kurt Angle e Chyna vs. Jeff Jarrett e Karen (Mixed Tag Team Match)
Bem, já não via Chyna em acção desde o “One Night in Chyna” com o X-Pac há uns anos atrás… Melhor combate da noite até então, como seria de esperar de Kurt Angle, o homem que nos dá os melhores combates em “main stream” hoje em dia. Foi bem construído o combate, teve história, os elementos no combate deram alguma sede de ver Chyna no ringue que viria a ser morta mais tarde para um “pop” brutal, no entanto, com os homens a assumirem as despesas estando em ringue a maior parte do tempo. Acho que ainda conseguem espremer mais nesta “feud”, provavelmente, e porque já foi gasta estipulação, com um combate “Ironman”.
Vencedores: Kurt Angle e Chyna
Nota: 7,5/10


TNA World Heavyweight Championship - Sting (c) vs. Rob Van Dam
O combate acabou por ser melhor do que eu esperava mas confesso que se tivessem feito mais no período das “near falls” poderia ser ainda melhor. Parece que agora a história que já dura dois meses e meio acabou porque já ando há imenso tempo a ouvir RVD e Anderson dizerem que querem uma oportunidade “one on one”.
Vencedor: Sting
Nota: 6,5/10

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...