quarta-feira, 2 de maio de 2012

Liga BBVA | Athletic Bilbao 0-3 Real Madrid


Esta noite, no Estádio de San Mamés, o Real Madrid venceu o Athletic Bilbao por 3-0, numa partida em atraso da 20ª jornada, confirmando assim a conquista do título espanhol. Higuaín, Özil e Ronaldo marcaram os golos.



Eis a constituição das equipas:

Athletic Bilbao



Os bascos, orientados por Marcelo Bielsa, qualificaram-se para a final da Liga Europa depois de eliminarem o Sporting nas meias-finais.
Com a presença nas competições europeias já garantida via Copa del Rey, o Athletic procura ainda a qualificação para a Liga dos Campeões.
Muniain lesionou-se no aquecimento e cedeu o seu lugar a Toquero.


Real Madrid



Esta noite, os “merengues” podem sagrar-se campeões espanhóis, caso vençam em Bilbao.
Confirmando-se o título, será o 32º, o primeiro desde 2008 e o segundo troféu de José Mourinho à frente da equipa.
Di María, castigado, falha o encontro.


O Real Madrid entrou forte na partida.

2’ Fábio Coentrão obrigou Iraizoz a defesa incompleta.

11’ Javi Martínez interceptou com o braço um cabeceamento de Sergio Ramos no interior da área e o árbitro assinalou grande penalidade, no entanto, Cristiano Ronaldo na conversão permitiu a defesa de Iraizoz.

16’ Num lance de ataque que envolveu Khedira, CR7 e Özil, este último serviu Higuaín que em zona frontal atirou para o fundo das redes.

20’ Ronaldo, num cruzamento tenso pela direita, assistiu Mesut Özil que ao segundo poste só teve de encostar.

Os “merengues” aparentavam estar a construir uma vitória tranquila.

22’ Ekiza, do meio da rua, rematou com perigo para fora.

37’ Livre de Ibai Gómez obrigou Casillas a uma intervenção muito complicada, e na sequência Mikel San José acertou na trave.

38’ Na resposta, Özil também mostrou pontaria a mais, atirando ao ferro.

Ao intervalo, Marcelo Bielsa trocou San José por Iraola.

50’ Cristiano Ronaldo de cabeça, fez o 0-3, desviando um canto de Xabi Alonso.

60’ O médio espanhol do Real fez um passe fantástico para as costas da defesa, onde Callejón apareceu isolado mas permitiu a defesa de Iraizoz.

65’ Ibai Gómez de livre directo levou a bola a passar por cima do alvo.

67’ De Marcos, do meio da rua, atirou à trave.

72’ Javi Martínez voltou a interceptar um lance com o braço, viu pela segunda vez o cartão amarelo e foi expulso.

76’ Troca de avançados nos “merengues”, Higuaín por Benzema.

79’ Granero rendeu Özil.

86’ Ronaldo de livre directo rematou ao lado.

87’ Callejón deu lugar a Marcelo.

90+1’ Marcelo isolou o extremo português, mas Iraizoz negou-lhe o golo.

Sem mais ocorrências até ao final, foi confirmada a vitória que garantiu o 32º título de campeão de Espanha para o Real Madrid.
Numa partida de sentido único praticamente, os “merengues” entraram ao ataque, falharam uma grande penalidade por intermédio de Ronaldo mas depressa se colocaram em vantagem e a ampliaram.
Só depois do 0-2 o Athletic reagiu, durante o jogo acertou por duas vezes na trave, no entanto, o terceiro golo dos “blancos”, no começo da segunda parte, foi a estocada final para as ambições dos bascos.

Analisando os atletas em campo, começando pelos do Athletic Bilbao…
Iraizoz esteve bem apesar dos três golos sofridos, o sector mais recuado viu situações de perigo e tentos encaixados aparecerem por todos os lados e pouco conseguiu fazer para impedir com que os homens da frente brilhassem.
No meio-campo, Javi Martínez teve um jogo para esquecer, cometendo um “penalty”, tendo responsabilidades no 0-2 e acabando expulso. De Marcos e Ibai Gómez impuseram alguma dinâmica, mas insuficiente face ao povoado centro do terreno do real.
Susaeta, Toquero e Llorente estiveram apagadíssimos.
Iraola ainda reforçou a segurança defensiva, mas insuficiente para a equipa conquistar pontos.


Quanto aos jogadores do Real Madrid…
Casillas respondeu bem quando foi chamado a intervir, Arbeloa e Fábio Coentrão, embora não muito ofensivos, exibiram-se a um nível satisfatório, e Sergio Ramos e Pepe formaram uma dupla de centrais sólida.
Xabi Alonso (fez uma assistência) e Khedira foram importantes ao povoar bem o meio-campo, Callejón nem sempre se conseguiu impor na partida, Özil marcou e deu a marcar, e Ronaldo, mesmo sem ter feito um grande jogo, falhando uma grande penalidade, fez a assistência do 0-2 e marcou o 0-3.
Higuaín adicionou mais um golo à sua conta pessoal.
Benzema, Marcelo e Granero entraram numa fase em que a cabeça dos seus companheiros já estava em esperar pelo apito final e fazer a festa.


Com este resultado, fica assim disposta a classificação da Liga BBVA:

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...