terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Taça da Liga | Marítimo 2-2 Sporting


Esta noite, no Estádio dos Barreiros, no Funchal, Marítimo e Sporting empataram 2-2, num jogo a contar para a 1ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga. Héldon e Rafael Miranda marcaram para os insulares, e Wolfswinkel e Xandão para os lisboetas.


Eis a constituição das equipas:

Marítimo



Os insulares estão a efetuar um campeonato abaixo do esperado, ocupando por esta altura o 9º lugar, com treze pontos, têm o pior ataque da prova e a diferença de golos mais desfavorável.
Na Taça da Liga, nunca conseguiram passar da fase de grupos.
Roberge está castigado, e Salin e João Luiz lesionados.


Sporting



O Sporting está a fazer uma péssima temporada, com apenas duas vitórias em doze jornadas, ocupa o 10º lugar, com doze pontos, e a contar para todas as competições, não vencem fora de casa desde Abril.
Os leões não conseguiram vencer nas últimas duas deslocações ao Estádio dos Barreiros.
Na Taça da Liga, o melhor que conseguiu foi alcançar a final por duas ocasiões (2007/08 e 2008/09), saindo derrotado em ambas.
Izmailov, André Martins, Daniel Carriço e Schaars recuperam de problemas físicos.



Cronómetro:

2’ Wolfswinkel serviu Viola, que acertou no poste.

6’ Marcelo Boeck negou o golo a Heldon.

12’ O guardião brasileiro do Sporting respondeu com uma boa intervenção a um remate de Márcio Rozário, na ressaca de um pontapé de canto favorável aos insulares.

Primeiros dez minutos equilibrados.

15’ Heldon esteve perto de marcar por duas ocasiões, mas Marcelo Boeck e Cédric apareceram no caminho da bola.

29’ Na resposta a um cruzamento de Cédric, pela direita, Wolfswinkel saltou mais alto que os centrais e cabeceou para o fundo das redes.


40’ Na sequência de um canto cobrado no lado direito, Rafael Miranda ao primeiro poste, desviou de cabeça para o segundo, onde Heldon se antecipou a Elias, e restabeleceu a igualdade.


Empate que se justifica pela produção de ambas as equipas em campo, onde até tem havido maior ascendente do Marítimo.

Intervalo.

58’ Héldon serviu David Simão, que atirou ao poste.

62’ Sami foi rendido por Fidélis.

65’ David Simão cobrou um livre pela esquerda, Márcio Rozário serviu de cabeça Rafael Miranda, que cabeceou para o 2-1.


67’ Boulahrouz, lesionado, e Jeffrén, cederam os seus lugares a Xandão e a Carrillo.

71’ Rúben Brígido rendeu Héldon.

82’ Semedo e Pranjic substituíram David Simão e Elias, respectivamente, em Marítimo e Sporting.

87’ Viola apareceu pela esquerda, e cruzou para o segundo poste, onde Xandão cabeceou para o fundo das redes.


Sem mais ocorrências até final, confirmou-se o empate.

Análise:

Os minutos iniciais tiveram no equilíbrio a nota dominante, com oportunidades para ambos os lados, incluindo um remate de Viola ao poste, no entanto, foram os insulares que conseguiram colocar em prática um futebol mais fluído, ainda que por volta da meia hora de jogo, tenham ficado em desvantagem, fruto de um bom cabeceamento de Wolfswinkel, no qual a bola só parou no fundo das redes.
Mas o Marítimo continuou a sua fase de maior ascendente, e aos 40’, restabeleceu a igualdade, na sequência de um canto.
No segundo tempo, os comandados por Pedro Martins voltaram a estar melhor e conseguiram colocar-se em vantagem, mais uma vez, num lance de bola parada, só que já muito próximo do final, Xandão, numa ida à área contrária num período de autêntico desespero, restabeleceu a igualdade, com que a partida terminou.


Analisando os atletas em campo, começando pelos do Marítimo
Ricardo, apesar do golo sofrido, não teve muito trabalho;
João Diogo fechou bem o seu flanco; João Guilherme (bem mais tranquilo que o seu colega de eixo defensivo, mas ficou com as voltas trocadas com o drible de Viola no lance do 2-2)) e Márcio Rozário (fez a assistência para o 2-1), apesar de terem maior estatura física, não conseguiram saltar mais alto que Wolfswinkel, no lance do 0-1; e Luís Olim fez uma exibição regular mas não teve argumentos para acompanhar a impulsão de Xandão no segundo tento dos leões;
Rodrigo António, discreto, foi aparecendo onde era necessária a sua presença; Rafael Miranda fez um desvio decisivo, que serviu de assistência para o 1-1, e ainda marcou o 2-1; e David Simão esteve perto de marcar (58’), tendo acertado no poste, e cobrou o canto que originou o segundo golo;
Heldon esteve muito activo junto da área adversária, apontou o tento do empate e foi substituído devido a problemas físicos; Sami exibiu a sua velocidade, mas não gerou desequilibrios; e Danilo Dias, bastante móvel para um ponta-de-lança (dando a ideia de que a equipa jogava sem alguém nessa posição), foi aparecendo pelos corredores, para onde passou em definitivo com a entrada de Fidélis;
Fidélis acrescentou presença física na zona de finalização; Rúben Brígido é veloz; e Semedo deu mais pendor defensivo ao meio-campo.

Quanto aos jogadores do Sporting
Marcelo Boeck fez várias intervenções de bom nível mas não conseguiu evitar os dois tentos encaixados;
Cédric fez o cruzamento para o 0-1, mas teve pela frente uma dor de cabeça chamada Héldon; Boulahrouz não estava a fazer um jogo muito feliz, e ainda saiu lesionado a meio da segunda parte; Rojo não comprometeu, mas também não fez uma exibição de encher o olho; e Insúa esteve intermitente, apoiando pouco o ataque;
Rinaudo foi voluntarioso e agressivo como habitual; Elias deixou-se antecipar por Héldon, no canto que deu o 1-1, e aproximou-se pouco da área contrária; Ricardo Esgaio e Jeffrén foram trocando de flanco entre si, tendo o primeiro estado mais activo e evidenciado estar em melhor forma do que o segundo;
Viola esteve perto de marcar logo no início do jogo, mas acertou no poste, mas no final, fez o cruzamento que deu origem ao segundo golo; e Wolfswinkel inaugurou o marcador com um belo cabeceamento;
Xandão rendeu o lesionado Boulahrouz no eixo defensivo e ainda foi a tempo de marcar o 2-2; Carrillo entrou com vontade, abusando dos duelos individuais; e Pranjic refrescou o meio-campo mas não apareceu muito.


Com este resultado, fica assim disposta a classificação do Grupo C da Taça da Liga:

3 comentários:

  1. "Marcelo Boeck fez várias intervenções de bom nível mas não evitou a derrota". Será que o Sporting perdeu e eu não me apercebi?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão, obrigado pelo reparo!
      Já corrigi!

      Eliminar
  2. David, boa tarde!
    Parabéns pela organização e matérias atualizadas do blog. Usarei o seu blog para ficar por dentro do futebol português, mesmo longe gosto e acompanho o futebol de Portugal. Na Copa do Mundo aqui no Brasil, já terei minha segunda seleção para torcer! Parabéns pelo sucesso!

    Certamente vou indicar o seu blog para os visitantes ou frequentadores do meu blog. Antecipadamente desejo a você e seus visitantes um Feliz Natal e um Feliz Ano Novo!!

    Obrigado David pela atenção, fica com Deus.
    Marcelo Santos
    Bolão dos Lotequeiros
    http://bolaodoslotequeiros.blogspot.com.br

    O meu blog é voltado para a Loteca, antiga Loteria Esportiva Brasileira (a loteria mais fácil de se ganhar no Brasil). Também realizo e organizo bolões da respectiva loteria. Os maiores princípios são: Formação de amizades e conquistas de prêmios na Loteca.

    ResponderEliminar