segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Impact Wrestling | Bound for Glory 2019

Brian Cage retém o título e Ace Austin é o novo campeão da X-Division



Data: 20 de outubro de 2019
Arena: Odeum Expo Center
Localidade: Villa Park, Illinois




Call Your Shot Gauntlet Match:
(vencedor recebe uma oportunidade por um título à escolha dele)
Uma espécie de mini-Royal Rumble para abrir as hostilidades, com alguns spots dispensáveis promovidos por Joey Ryan, com mãos em partes baixas. Esta cena intergender do Impact Wrestling também não me convence.
O número de lutadores envolvidos em má forma física chocou-me. Quando se querer ser e parecer uma estrela, não se pode apresentar barriga de cervejas, pelo menos na esmagadora maioria dos casos.
Houve ainda tempo para uma participação surpreendente de Swoggle [a.k.a. Hornswoggle], que eliminou Johnny Swinger.  Surpreendente foi também ficar a saber que, afinal, Sabu ainda está vivo.
Eddie Edwards, que entrou no combate na primeira posição, e Shera ficaram para o fim, num combate regular que Edwards acabou por vencer após um Boston Knee Party, uma espécie de Shining Wizard.
Vencedor: Eddie Edwards
Nota: 5,5/10


Impact Knockouts Championship:
Taya Valkyrie (c) vs. Tenille Dashwood
Taya Valkyrie não perdeu tempo e atacou Tenille Dashwood ainda antes de a sineta tocar.
O combate foi muito dividido, com near falls para ambas as lutadoras e sem períodos muito prolongados de domínio por parte de uma delas. A dada altura, Taya botchou um Piledriver em Tenille na borda do ringue e recebeu vaias dos fãs.
Depois de alguma emoção e uma corrente e a expulsão de Johnny Bravo da zona adjacente ao ringue pelo meio, Taya Valkyrie alcançou a vitória depois de executar um Road to Valhalla.
Vencedora: Taya Valkyrie
Nota: 5,5/10


Impact World Tag Team Championship:
The North (Ethan Page e Josh Alexander) (c) vs. Rich Swann & Willie Mack vs. Rhino & Rob Van Dam
Rich Swann e Willie Mack começaram por entusiasmar, mas depressa os campeões The North assumiram o controlo das operações. Contudo, a entrada de um Rob Van Dam em muito boa forma colocou Ethan Page e Josh Alexander numa situação menos cómoda.
Entretanto, as três equipas voltaram a brilhar e dispor de oportunidades para ganhar o combate, mas o assentamento final teimava em não aparecer e… ainda bem, porque a contenda estava a ser bastante agradável.
A dada altura, quando Rhino se preparava para o The Gore, RVD pontapeou o companheiro, atacou Swann e Mack e abandonou o combate. Quem aproveitou a traição foram os The North, que alcançaram o triunfo após um double team em Rich Swann.
Vencedores: The North (Ethan Page e Josh Alexander)
Nota: 8,5/10


Michael Elgin vs. Naomichi Marufuji
Combate muito físico, com mais strikes do que grapples. Dureza e intensidade são algumas das palavras que podem ajudar a descrever o duelo entre Elgin e Marufuji, a fazer lembrar o wrestling japonês.
A dada altura, Michael Elgin aplicou um Lariat e um Powerbomb de seguida, mas os efeitos desses golpes não passaram da near fall. Marufuji também esteve próximo do triunfo depois de um Sliced Bread #2, mas Elgin fez o kick out a tempo. Elgin voltou a aplicar um Powerbomb, mas Marufuji voltou a safar-se.
Depois de já ter tentado praticamente de tudo, Michael Elgin aplicou o vitorioso Burning Hammer (Sitout Inverted Death Valley driver).
Vencedor: Michael Elgin
Nota: 8/10


Intergender Ladder match pelo Impact X Division Championship:
Jake Crist (c) vs. Tessa Blanchard vs. Daga vs. Ace Austin vs. Acey Romero
Combate recheado de spots, com Tessa Blanchard a dar o mote. A contrastar com os voos dos quatro outros participantes estava Acey Romero, um super heavyweight.
A dada altura, Tessa Blanchard cerrou os dentes, encheu-se de força e empurrou o escadote onde estava Acey Romero, com este a cair em cima de uma mesa fora do ringue, num spot que foi uma espécie de terramoto na arena.
Desde esse momento que Tessa parecia ser a participante em melhores condições para vencer o combate, tendo resistido a uma interferência e à investida do campeão Jake Crist. Porém, foi atingida por um stick de Ace Austin, que subiu ao topo do escadote e arrecadou o cinturão.
Vencedor: Ace Austin (novo campeão)
Nota: 7,5/10


Ken Shamrock vs. Moose
Moose começou ao ataque, mas rapidamente teve de lidar com a versatilidade do veterano Ken Shamrock, em muito boa forma apesar dos 55 anos.
Apesar do início prometedor, o duelo teve overbooking a mais e wrestling a menos, como já se esperava. Shamrock esteve perto de vencer por submissão com um Ankle Lock, mas Moose acabou por sair vitorioso após um Spear.
Vencedor: Moose
Nota: 4,5/10


Impact World Championship:
(Lance Storm como árbitro convidado)
Brian Cage (c) vs. Sami Callihan
Arranque de combate repleto de intensidade, com Sami Callihan a não precisar de muito tempo para começar a sangrar. Mais um duelo muito físico, com os strikes a sobreporem-se aos grapples.
A dada altura, Sami Callihan aplicou um Piledriver em cima de pioneses, mas o assentamento que se seguiu não passou do um. Na resposta, Brian Cage executou um Powerbomb e Powerslam para alcançar o triunfo.
Vencedor: Brian Cage
Nota: 6,5/10











Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...