sexta-feira, 5 de abril de 2019

A minha primeira memória de… um clássico entre Juventus e AC Milan

Lendários Maldini e Del Piero discutem pela posse de bola


O interesse nacional na Champions ficou então remetido ao espetáculo e aos cinco jogadores lusos que disputaram a prova: Luís Figo (Real Madrid), Rui Costa (AC Milan), Sérgio Conceição (Inter), Jorge Andrade (Deportivo) e Hugo Viana (Newcastle). Assim sendo, a RTP, que tinha o direito de transmitir um jogo por jornada, virou agulhas para os dois primeiros, na altura os principais futebolistas lusos.

Em plena era dos galácticos, os madridistas eram os detentores do título e apontados como favoritos, mas ficaram às portas da final. O carrasco foi a Juventus, que se vingou da derrota no jogo decisivo de 1998 e carimbou o passaporte para a única final italiana da história da Taça/Liga dos Campeões - e segunda entre equipas do mesmo país, depois do duelo entre Real Madrid e Valência em 2000 -, diante do AC Milan, em Old Trafford, na cidade inglesa de Manchester, a 28 de maio de 2003. Os milaneses, refira-se, afastaram o rival Inter nas meias-finais.
















Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...