domingo, 22 de março de 2020

Ângelo Taveira. Um diamante em bruto para o Farense lapidar

Ângelo Taveira tem brilhado no Louletano desde janeiro
É um diamante em bruto, mas que, bem lapidado, pode virar um caso sério no futebol português. Ângelo Taveira tem apenas 19 anos, apareceu no futebol sénior nesta temporada e fez grande parte da formação no modesto Odiáxere, mas é pela qualidade que demonstra e não pelo currículo que vai dando que falar.


Vinculado ao Farense, efetuou duas partidas na equipa às ordens de Sérgio Vieira antes de ser emprestado ao vizinho Louletano, onde tem vindo paulatinamente a conquistar o seu espaço no 3x4x3 de Zé Nando. Começou por ser suplente utilizado nos primeiros jogos, mas hoje já é praticamente um titular indiscutível e uma das grandes figuras da formação de Loulé.

A partir do flanco esquerdo, tem tendência natural para fletir para a zona central com a bola colada ao pé direito, mas nada ou pouco nele é previsível. Rápido e irreverente, não tem medo de ir para cima dos defesas e causa desequilíbrios através do seu vasto reportório de dribles e das suas repentinas acelerações.

Taveira é muito difícil de travar quando muda de velocidade, revelando grande capacidade para conduzir o esférico com rapidez e guiar de forma individual um contra-ataque. Também ataca bem a profundidade e tem vindo algum protagonismo no remate e no último passe, tendo estando em grande plano nos dois últimos jogos do Louletano antes da pausa do futebol nacional devido ao covid-19, diante de Armacenenses (uma assistência) e Real SC (um golo).

Embora já seja o principal desequilibrador da formação de Loulé, aquele de quem se está à espera que a qualquer momento tire um coelho da cartola, erra muito e abusa muito do lance individual. É o risco de quem se expõe, mas também a falta de maturidade de quem se sente capaz de sair de uma cabine telefónica com a bola dominada e de quem usa e abusa do drible quando há melhor soluções.


Se em breve conseguir aliar a qualidade técnica, a velocidade e a irreverência que já patenteia a uma melhor tomada de decisão, terá escancaradas as portas do plantel do Farense e tornar-se-á certamente num ativo valioso para um clube que, à data da interrupção dos campeonatos, estava bem encaminhado para regressar à I Liga após 18 anos de ausência.





























Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...