quinta-feira, 11 de abril de 2013

Liga Europa | Newcastle 1-1 Benfica

uefa.com
Esta noite, no Estádio St. James Park, o Newcastle e Benfica empataram 1-1, num jogo a contar para a segunda mão dos quartos-de-final da Liga Europa. Os encarnados venceram a eliminatória com um agregado de 4-2. Papiss Cissé marcou para os magpies, e Salvio para as águias.
                                      

Eis a constituição das equipas:


Newcastle


Para passar às meias-finais, os magpies terão de vencer por 2-0 ou então por uma diferença de três ou mais golos.
Para chegar até esta fase, o Newcastle eliminou o Atromitos no Play-Off, passou uma fase de grupos onde também constava Bordéus, Marítimo e Club Brugge, e afastou ainda Metalist e Anzhi.
Coloccini, Taylor e Santon estão lesionados. Gouffran está inelegível, pois já jogou a Liga Europa pelo Bordéus.


Benfica


Desde que foram repescados para a Liga Europa, os encarnados já deixaram para trás Bayer Leverkusen e Bordéus.
Jorge Jesus tem todo o plantel à sua disposição.


Cronómetro:

3’ Lima, de calcanhar, quase marcava. Valeu Krul.

5’ Melgarejo, num cruzamento/remate, tentou bater o guardião holandês do Newcastle, mas este estava atento.

Boa entrada do Benfica na partida.

28’ Yanga-Mbiwa, sobre o risco, negou o golo a Gaitán.

Ao intervalo, Shola Ameobi rendeu Bigirimana.

57’ Cabaye, de livre direto, não acertou na baliza.

O Newcastle subiu de rendimento no segundo tempo.

62’ Anita foi substituído por Ben Arfa.

67’ Alan Pardew trocou Haïdara por Marveaux.

71’ Matic e Garay descoordenaram-se na tarefa de aliviar a bola, e quem aproveitou foi Shola Ameobi que cruzou para Papiss Cissé inaugurar o marcador de cabeça.

72’ Cardozo entrou para o lugar de Lima.

76’ Ola John foi rendido por Rodrigo.

86’ Gaitán obrigou Krul a aplicar-se.

89’ Krul voltou a negar o golo a Gaitán.

90+2’ Rodrigo cruzou rasteiro para o coração da área onde Salvio igualou o encontro.

90+3’ Salvio cedeu o seu lugar a Jardel.

Sem mais ocorrências até final, confirmou-se o empate no jogo e o triunfo dos encarnados na eliminatória.



Análise:

O Benfica mostrou vontade de resolver a eliminatória cedo e entrou bem no encontro, criando várias situações de perigo nos minutos iniciais.
Com o passar do tempo, o equilíbrio foi-se assumindo como nota dominante, até ao intervalo.
Na segunda parte, Alan Pardew mexeu na equipa, e as suas alterações mexeram no jogo. Shola Ameobi foi sempre uma dor de cabeça, Ben Arfa deu nova vida à ala direita e Marveaux deu ainda maior pendor ofensivo aos magpies.
Depois de alguma insistência, o Newcastle lá chegou ao golo por Papiss Cissé, num lance originado por uma descoordenação entre Garay e Matic, coroada com uma atitude bastante persistente de Shola Ameobi. O veterano avançado inglês recuperou a bola e fez o cruzamento para o tento do senegalês.


Analisando os atletas em campo, começando pelos do Newcastle
Krul esteve muito bem quando foi chamado a intervir;
Simpson deu consistência e alguma profundidade ao flanco direito; Williamson é um central muito possante que se impôs no jogo aéreo; Yanga-Mbiwa deixou-se antecipar por Salvio, no lance do 1-1; e Haïdara sentiu algumas dificuldades para travar Salvio;
Cabaye, box-to-box de elevada capacidade de passe, conseguiu libertar-se pouco da sua posição; Anita teve como principal função equilibrar a equipa, e foi substituído numa altura em que era necessário dar maior pendor ofensivo aos magpies; e Sissoko é um médio corpulento e veloz;
Bigirimana passou discreto; Jonás Gutiérrez defendeu melhor do que atacou; e Papiss Cissé apontou três golos… mas dois foram anulados por fora-de-jogo;
Shola Ameobi acrescentou presença física ao eixo do ataque, onde foi referência nas primeiras bolas, e foi persistente ao recuperar a bola e cruzá-la para Cissé, no 1-0; Ben Arfa deu nova vida à ala direita da sua formação; e Marveaux deu ainda maior pendor ofensivo ao conjunto orientado por Alan Pardew.


Quanto aos jogadores do Benfica
Artur esteve sempre muito concentrado;
André Almeida estará excluído da primeira semifinal por motivos disciplinares, apesar da exibição consistente; Luisão esteve em bom nível; Garay descoordenou-se com Matic no lance do 1-0; e Melgarejo teve uma primeira parte tranquila, mas a passagem de Sissoko para o flanco e a entrada de Ben Arfa constituíram uma grande dor de cabeça para o lateral paraguaio;
Matic esteve uns furos abaixo do habitual e cometeu um erro enorme que originou o golo dos magpies; Enzo Pérez viu um cartão amarelo que o afasta da primeira-mão das meias-finais; e Gaitán embora tivesse atuado como “10”, exibiu melhor futebol quando apareceu nas faixas laterais;
Salvio foi empreendedor, quer a atacar, quer a defender, e coroou a sua belíssima prestação com o tento da igualdade; Ola John criou poucos desequilibrios e foi dos primeiros a acusar desgaste; e Lima apareceu pouco;
Cardozo e Rodrigo estiveram posicionalmente distantes dos restantes companheiros, mas conseguiram construir a jogada do 1-1; e Jardel entrou para queimar alguns segundos e reforçar o eixo defensivo.

2 comentários:

  1. algumas bestas azuis/verdes devem andar atras das farmácias de serviço pois o RENNI terminou nas respetivas pocilgas ...

    carrega Benficaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderEliminar
  2. thanks for interesting post... i really enjoy to visit this site :)
    please, visit my web:
    cara pemesanan ace maxs

    ResponderEliminar