terça-feira, 12 de março de 2013

Bolas de Manteiga: A suculenta especialidade barreirense


Muitas vezes conotada como uma cidade industrial, cinzenta, envelhecida, turisticamente pouco apetecível e com forte influência comunista, o Barreiro parece ser um destino pouco atrativo.


Sem um centro comercial tão grande, discotecas conhecidas, feiras e festas de renome ou esplêndidas paisagens como em outros concelhos do distrito, a ideia que dá é a de se tratar de uma localidade onde não se faz nada, isto, no que ao lazer diz respeito, claro. Sem ser particularmente forte em doçaria, e mesmo que não seja algo falado na pastelaria nacional, é nesta localidade da Margem Sul que se encontra a pastelaria que fabrica as suculentas bolas de manteiga. Sediada não muito longe do centro da cidade, e na popular Rua Brás (na realidade Rua Manuel Pacheco Nobre), a Pastelaria Moderna destaca-se por este seu produto bastante apreciado localmente, com uma saborosa massa e um creme irresistível.

Custa apenas 1€ (até há bem pouco tempo eram 0,80€) e serve para refeição. Dado o seu tamanho considerável, seria um ótimo pequeno-almoço, acompanhado de um café, por exemplo. A meio da manhã ou da tarde, nem que fosse apenas metade de uma bola, já ajudava a enganar o estômago. E mesmo não sendo o mais aconselhável para uma refeição do tipo, servia como almoço ou como jantar.

Em diferentes contextos recomenda-se o consumo deste doce, tanto para a gulosice que está de passagem, para um lanche familiar ou até mesmo para um casal de namorados, que num programa a dois, até podem aproveitar a farinha que as bolas de manteiga deixam na face para criarem um ambiente ainda mais romântico.

Com tantas certezas e delícias, a principal dúvida e dissabor em relação a este produto gastronómico é mesmo tentar perceber como é tão pouco conhecido para quem vive fora do Barreiro. Como é possível tão poucas reportagens? Como é possível reconhecimento tão comedido na comunicação social? Como é possível tal descrição?

E a pastelaria, que até ocupa um espaço físico pequeno para a fama concelhia que tem, não se fica por aqui: esgota as encomendas de bolo rei e outras doçarias no Natal, e apresenta outros doces com igual sabor, textura e qualidade.

3 comentários:

  1. Olá David
    Iguais a essa pastelaria existem milhares de outras no Brasil que não recebem a divulgação merecida. As coisas ficam concentradas nos grandes centros, e nó é que perdermos tantas gostosuras.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Boa noite!
    Possuo um blog de apostas online e gostaria de anunciar um texto em seu blog. Tem interesse? Jà possui uma proposta financeira para fazer?

    Favor entrar em contato através do e-mail seodigitalmkt arroba gmail ponto com

    Obrigado.

    ResponderEliminar
  3. Muitas outras terras também não são notícia. A comunicação social procura temas de destaque e por vezes até doentios.
    Penso que o valor do Barreiro em Portugal se deve à CUF. As doçarias vieram neste século passado e ficarão para a história se souberem tratar da sua qualidade.

    ResponderEliminar