sábado, 28 de abril de 2012

Bundesliga | Bayern Munique 2-0 Estugarda


Esta tarde, no Allianz Arena, o Bayern Munique venceu o Estugarda por 2-0, num jogo a contar para a 33ª jornada da Bundesliga. Mario Gómez e Thomas Müller marcaram os golos.



Eis a constituição das equipas:

Bayern Munique



Na Bundesliga, o Bayern já sabe que não vai voltar a ser campeão, já que matematicamente o Borussia Dortmund já garantiu o título, no entanto, o 2º lugar está garantido.
A meio da semana, os bávaros surpreenderam ao eliminar o Real Madrid e qualificar-se para a final da Liga dos Campeões.


Estugarda



O conjunto orientado por Bruno Labbadia está a atravessar uma boa fase, não perdendo há dez jogos para o campeonato, chegando a estar ainda em 2012 no 11º lugar, mas recuperando de forma espetacular os cerca de dez pontos de vantagem que teve para o 5º posto (que era ocupado pelo Werder Bremen), conseguindo atingir essa posição que esta época dá acesso à fase de grupos da Liga Europa. E pode já garantir esse apuramento esta jornada, caso vença em Munique e o Bayer Leverkusen escorregue na receção ao Hannover 96, equipa com objetivos semelhantes.


4’ Mario Gómez apareceu á entrada da área, em zona central, e atirou por cima.

5’ Na sequência de um canto, Cristian Molinaro cruzou para Georg Niedermeier que em boa posição cabeceou à trave.

Apesar do bom inicio de jogo, com oportunidades para ambos os lados, a partida entrou numa fase em que a bola andou longe das balizas, ainda que com o equilíbrio como toada dominante, com o Bayern tranquilo, com jogadores da sua segunda linha, mas ainda assim competitivo, e o Estugarda algo atrevido, mas ainda assim, sem nenhuma das formações a conseguir criar perigo.

31’ Danijel Pranjic rematou forte, para defesa incompleta de Sven Ulreich.

32’ Numa bola bombeada para a frente de ataque dos bávaros, Maza Rodríguez aliviou mal de cabeça e o esférico ficou na posse de Thomas Müller que mesmo isolado, com tudo para marcar, não foi egoísta e serviu Mario Gómez que fez o 1-0.

36’ Tamas Hajnal, descaído para a direita, cruzou para o segundo poste onde Shinji Okazaki cabeceou à trave, e na recarga, Christian Gentner, também de cabeça, atirou por cima.

37’ Vedad Ibisevic, isolado, adiantou demasiado a bola, e possibilitou que Hans-Jörg Butt se adiantasse e lhe negasse o golo.

41’ Num bom lance colectivo, Pranjic assistiu Ivica Olic que em boa posição rematou para defesa de Ulreich.

Ao intervalo, Bruno Labbadia trocou William Kvist por Cacau.
No Bayern, entrou Alaba e saiu Mario Gómez.

50’ Lançado em velocidade por Olic, Alaba rematou ao lado.

56’ Takashi Usami deu lugar a Bastian Schweinsteiger.

64’ Julian Schieber substituiu Okazaki.

74’ Arjen Robben rendeu Pranjic.

78’ Olic, servido por Schweinsteiger, atirou colocada mas para fora.

79’ Mais uma alteração no Estugarda, Harnik por Ibrahima Traoré.

83’ Traoré flectiu da direita para o meio e rematou de pé esquerdo para intervenção de Butt.

88’ Müller progrediu pela direita e assistiu Robben que em zona frontal proporcionou uma boa defesa a Ulreich, e na recarga o avançado alemão chutou contra Sakai, que estava em cima da linha de baliza.

90+2’ Num lance de contra-ataque iniciado por um corte de Badstuber ainda no seu meio-campo, interceptando um passe de Gentner, Olic serviu Thomas Müller que ampliou a vantagem para os bávaros.

Foi um jogo típico de termo de época, em que o Bayern já com o seu destino traçado no campeonato e com duas finais por disputar, a da Taça da Alemanha e a da Liga dos Campeões, exibiu-se com muitos atletas da sua segunda linha como titulares, sem incutir na partida um ritmo que outros, e noutra fase da temporada, conseguiriam introduzir.
O inicio deu a entender que iríamos ter um belo encontro, com o Estugarda a entrar atrevido e a tentar aproveitar a menor rodagem dos bávaros, no entanto, o Bayern marcou por Gómez, os visitantes ainda reagiram até ao intervalo, mas depois do interregno, o conjunto orientado por Bruno Labbadia mostrou muito pouca ambição, e praticamente, não criou perigo na segunda parte. Os últimos 45 minutos viram mesmo os homens da casa a controlar as operações, ainda que sem criar grandes situações para marcar, sentenciaram o jogo já nos descontos, num contra-ataque finalizado por Müller.


Analisando os atletas em campo, começando pelos do Bayern…
Butt exibiu-se a bom nível naquele que deverá ser um dos últimos jogos da sua carreira, Rafinha rendeu Lahm no onze e esteve bem, Badstuber foi intransponível, Tymoshchuck não estranhou a posição e construiu jogo a partir de trás, e a Contento também não houve nada a apontar.
Luís Gustavo foi um autêntico cadeado no meio-campo bávaro, Pranjic foi criativo, Usami esteve apagado, mas Olic (a caminho do Wolfsburgo) envolveu-se muito nas jogadas de ataque da sua equipa.
Müller marcou e deu a marcar, e Mario Gómez acrescentou mais um golo à sua conta pessoal.
Alaba que tem dado nas vistas como lateral-esquerdo (fala-se do interesse do Barcelona), mas actuou nesta partida como extremo e médio-ofensivo e deu-se muito bem, Schweinsteiger foi dinâmico e ajudou à festa, tal como Robben, participando ambos no lance do 2-0.

Quanto aos jogadores do Estugarda…
Ulreich fez algumas defesas complicadas e não teve culpa nos tentos encaixados, Sakai é um lateral muito ofensivo, Maza Rodríguez cometeu uma escorregadela fatal no 1-0, furos abaixo do seu companheiro do eixo do sector defensivo, Niedermeier, e Molinaro nunca teve muito trabalho com Usami, e quando teve, ganhou a maioria dos duelos.
Kvist não estava a acrescentar muito à partida e saiu ao intervalo, Gentner participou no processo ofensivo mas foi dele um passe errado que originou o 2-0, e Hajnal e Okazaki participaram num dos lances de maior perigo dos forasteiros, em que o japonês cabeceou à trave.
Harnik e Ibisevic não estiveram inspirados, e até revelaram algumas dificuldades em se entenderem.
Cacau esforçou-se mas não foi por aí que o Estugarda passou a atacar mais, Schieber não acrescentou muito e Ibrahima Traoré, veloz e tecnicista, ainda rematou uma vez com perigo, e ficou no ar a ideia de que deveria ter entrado antes.


Com este resultado, fica assim disposta a classificação da Bundesliga:

Sem comentários:

Enviar um comentário