sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Três jogadores do Corinthians para a Europa ter em conta

Mateus Vital e Pedrinho são duas promessas do Corinthians

A época não está a correr de feição ao Corinthians, campeão brasileiro no ano passado. Apesar da conquista do Paulistão no arranque da temporada, o timão está a desiludir no campeonato ao ponto de ainda não ter garantido a permanência, foi afastado da Libertadores nos oitavos de final e, a jogar a segunda mão da final em casa diante do Cruzeiro, foi incapaz de vencer a Copa do Brasil.

A instabilidade também se tem feito sentir no banco. O campeão Fábio Carille começou a época, mas rumou aos sauditas do Al-Wehda a meio. Seguiu-se o ex-adjunto Osmar Loss, entretanto substituído por Jair Ventura que, ao que tudo indica, terminará a temporada.


No entanto, nem tudo são más notícias para o gigante de São Paulo, que tem tido nos veteranos Cássio, Fágner, Henrique, Ralf ou Jádson alicerces para o surgimento de jovens valores que mostram potencial para a breve trecho se mudarem para a Europa.

Léo Santos
Comecemos pela setor defensivo, onde vai emergindo Léo Santos, jovem central de apenas 19 anos, que também pode atuar a trinco. Alto (1,86 m), rápido e com alguma qualidade a sair a jogar, tem potencial para se tornar num defesa muito importante no futebol brasileiro, mas por enquanto ainda revela alguma imaturidade nas suas decisões. Formado no clube e internacional pelas seleções jovens do escrete, agarrou o lugar ao lado de Henrique no eixo defensivo na segunda metade de 2018 – depois da saída de Balbuena para o West Ham -, após esporádicas aparições nas duas épocas anteriores.
O portal transfermarkt avalia-o em 100 mil euros, mas é bastante provável que esse valor esteja desatualizado e seja bastante abaixo do que o Corinthians exigirá pelo passe dele. Em outubro, o jornal espanhol Marca deu conta do interesse do Real Madrid.

Mateus Vital
Mais à frente, no meio-campo, Mateus Vidal vai alternando entre a titularidade e o estatuto de suplente utilizado, mas é raro o jogo em que não participa: são mais de 50 em 2018.  Segundo médio num sistema de 4x2x3x1 ou interior esquerdo em 4x3x3, este jovem de 20 anos oferece dinâmica, qualidade de passe e capacidade para conduzir a bola em velocidade. Tal como Léo Santos, também ainda revela alguma imaturidade na tomada de decisão, mas o potencial está todo lá.
Contratado ao Vasco da Gama no início do ano por 2,05 milhões de euros, a sua cotação já subiu para 2,5 M, segundo o transfermarkt. Quem ao que tudo indica gostará muito dele é o treinador português Paulo Fonseca, pois o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, revelou em julho que recusou uma proposta do Shakhtar Donetsk.
Além da valia futebolística, Mateus Vital tem uma história de vida trágica. Aos nove anos, no regresso a casa após um treino de futsal na zona norte do Rio de Janeiro, viu a mãe morrer num assalto, atingida por uma bala.

Pedrinho
Por último, mas não menos importante, o mais valioso e o que terá potencial, embora esteja a sentir dificuldades para se assumir como um titular indiscutível para Jair Ventura. Pedrinho, da geração de 1998 tal com Léo Santos e Mateus Vital, é daqueles extremos brasileiros com sambas nas botas. Irreverente, talentoso e rápido, é desconcertante, talentoso e agitador, atuando preferencialmente no flanco direito, apesar de ser canhoto.  Também gosta de aparecer em zonas interiores, à procura de uma oportunidade para rematar de meia distância: foi assim que marcou o golo que qualificou o Corinthians para a final da Copa do Brasil e um outro, entretanto anulado, que daria o empate no jogo decisivo da competição.
De acordo com o transfermarkt, o seu valor de mercado é cinco milhões de euros, mas a ser transferido será certamente por uma verba próxima dos 50 M da cláusula de rescisão. Ajax, PSG e Barcelona estão atentos.








Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...