quinta-feira, 16 de agosto de 2018

A minha primeira memória de… um SummerSlam

DX e Cena eram as principais estrelas da WWE em 2006

Tornei-me fã de wrestling no final de 2005 e, não haja dúvidas: o ano que se seguiu foi muito bom para se seguir WWE. É verdade que a morte de Eddie Guerrero levou a storylines conturbadas envolvendo a sua família e Rey Mysterio, mas no verão de 2006 estávamos perante uma conjuntura de fazer inveja.

Pelo Monday Night Raw, o regressados DX geravam grande entusiasmo nas diabruras à família McMahon, que por seu lado procurava fazer a vida negra à dupla composta por Shawn Michaels e Triple H, muitas vezes com os Spirit Squad ou os poderosos Big Show e Umaga à mistura.



No entanto, não estavam só nas noites de segunda-feira. John Cena estava no apogeu da sua popularidade e perseguia o WWE Championship, detido por um Edge que era aquele cool heel que qualquer fã amava odiar. O Rated-R Superstar conseguia quase sempre encontrar uma artimanha para conseguir vencer os combates, o que ao mesmo tempo era odiável e delicioso. Muitas dessas artimanhas incluíam a namorada Lita, que por essa altura estava a poucos meses do final de carreira, e estava também envolvida numa rivalidade com Trish Stratus.


Num plano secundário, o Legend Killer Randy Orton ia lançando sucessivos desafios a uma das maiores lendas do pro wrestling, Hulk Hogan (que se limitava a aparições muito esporádicas), para um combate no SummerSlam. Simultaneamente, talvez em jeito de provação, Orton ia piscando o olho à filha de Hogan, Brooke.


Outra desavença a ter palco nas edições semanais do Monday Night Raw era entre Mick Foley e Ric Flair, a propósito de críticas que tinha deixado um ao outro nas respetivas autobiografias. Tudo culminou num “I Quit” match entre os dois no SummerSlam.


Pelo Friday Night Smackdown não paravam tantas estrelas, mas ainda assim havia o entusiasmo para ver o então recém-regressado de lesão Batista tentar reconquistar o World Heavyweight Championship, que estava na posse de Booker T… ou melhor, King Booker. Depois de alguns anos como mid-carder na WWE, o pentacampeão da WCW ganhava protagonismo na brand azul após conquistar o torneio King Of The Ring, aproveitando o vazio deixado pelas saídas de estrelas como JBL, Randy Orton ou Kurt Angle.


Também relativamente ao Smackdown, Chavo Guerrero e Rey Mysterio andavam de candeias às avessas e a viúva de Eddie Guerrero, Vickie, andava metida pelo meio.

Naquela altura, a ECW tinha acabado de regressar como brand da WWE, e também teve o seu combate no SummerSlam, com Big Show a defender o ECW World Championship frente ao The Homicidal, Suicidal, Genocidal and Death–Defying Maniac Sabu num Extreme Rules match.


No verão de 2006, ainda não tinha Internet em casa, pelo que tive de aguardar três semanas para assistir ao SummerSlam na SIC Radical. Quando finalmente passou na televisão, já estava a par da maioria dos resultados, mas não perdi o entusiasmo. Lembro-me de ter visto o PPV em casa de um primo, também ele fã de wrestling, creio que numa tarde de domingo.

Recordo-me vagamente do que aconteceu nos primeiros combates: Vickie ajudou Chavo a vencer Mysterio, Big Show bateu Sabu com algumas projeções em mesas à mistura, Hogan fez um regresso triunfante ante Orton e Mick Foley disse “I Quit” após ter sido convencido por Melina a fazê-lo.

No que concerne aos main-events, os fortíssimos John Cena e Batista eram os favoritos diante de Edge e King Booker, à procura da credibilização enquanto campeões. No entanto, foram os dois heels que levaram a melhor. Edge, que perderia o título se fosse desqualificado, conseguiu bater Cena após usar uma soqueira sem que o árbitro reparasse. Booker, por sua vez, perdeu o combate via desqualificação, devido a interferência da mulher Sharmell, mas manteve o título.

Entre os DX e os McMahons, um combate épico em que a dupla composta por Shawn Michaels e Triple H sobreviveu às várias interferências, apesar de ter passado algum tempo na mó de baixo, e conseguiu uma vitória arrancada a ferros.


















E para o caro leitor, qual foi o primeiro SummerSlam de que tem memória? E quais foram os melhores e mais marcantes combates e momentos da história deste PPV?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...