sábado, 28 de julho de 2018

Ex-capitães do Sporting dizem que "Nani seria boa escolha" para usar braçadeira

Nani regressou ao Sporting três anos depois

As saídas de Rui Patrício e William Carvalho deixaram um vazio no Sporting no que diz respeito aos líderes do balneário. O guarda-redes e o médio defensivo eram os responsáveis por envergar a braçadeira de capitão, cujo novo dono ainda se desconhece. O central uruguaio Sebastián Coates, por ter integrado o lote de capitães na época passada, é um candidato natural, mas muito se tem falado de Bruno Fernandes e Nani para assumirem esse papel.

O(s) sucessor(es) dos internacionais portugueses deverá ser conhecido este sábado (20.30), no jogo de apresentação do plantel aos sócios, frente ao Marselha, no Estádio José de Alvalade. Mesmo que ninguém seja anunciado como capitão pelo speaker, haverá pelo menos um jogador a liderar a equipa envergando a braçadeira.

Dois antigos jogadores que já assumiram a capitania leonina, Carlos Xavier e Jorge Cadete, admitem dificuldades na escolha da administração da SAD e do treinador, mas dizem que a "tradição" favorece "o jogador mais antigo".

"Não é fácil. O jogador mais antigo costuma ser a primeira escolha, mas depois o treinador pode optar por este ou por aquele", considera Xavier, 56 anos, em declarações ao DN. "É difícil ver quem tem o perfil adequado. Pela tradição do Sporting, são os jogadores mais antigos. Aconteceu com Manuel Fernandes, Oceano, Pedro Venâncio, Carlos Xavier, comigo, Pedro Barbosa e Sá Pinto", reconheceu Cadete, 49 anos.

Se a antiguidade for mesmo o critério, Nani será o principal candidato, uma vez que se estreou de leão ao peito em 2005, tendo saído em 2017 para o Manchester United, voltado por empréstimo dos red devils em 2014/15 e regressado esta temporada a título definitivo, proveniente do Valência. "É um jogador da casa e um dos mais velhos. Acho que seria uma boa escolha", assumiu o antigo médio, que vestiu 334 vezes a camisola verde e branca. "Nani é o grande candidato, devido aos anos que tem de Sporting, embora tenha estado vários anos fora do clube. Mas é um jogador com carisma e com muitos anos de casa", considerou o antigo avançado, que disputou 203 jogos de leão ao peito.

Ex-capitães leoninos Carlos Xavier e Jorge Cadete
Ainda assim, a dupla que coincidiu em Alvalade entre 1987 a 1991 e de 1994 a 1995, ressalva as opções Coates e Bruno Fernandes. "Coates pode ser uma escolha. Isso depende do carisma de cada um. Bruno Fernandes, Nani e Coates têm perfil para essa função", disse Carlos Xavier. "Não conheço Coates ou Bruno Fernandes, a minha visão é como adepto. É importante que seja um jogador que incuta garra e que seja dedicado ao clube. Esses três são jogadores que se empenham ao máximo", opinou Cadete, na defensiva.

Outra questão é se haverá um grupo de capitães, que tal como Patrício e William poderão promover rotatividade à braçadeira, ou se existirá um líder mais vincado. "No meu tempo havia um grupo de jogadores, geralmente os mais antigos na casa e com mais carisma. Mas independentemente dos anos de casa, é importante que o capitão tenha o perfil adequado, consenso do grupo e seja importante em campo", vincou Carlos Xavier. "Se haverá um grupo ou um capitão mais vincado depende da política de cada treinador. Qual estará certa? Nunca se sabe", acrescentou Cadete.







Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...