quinta-feira, 19 de abril de 2018

As diferenças entre William e Battaglia

Battaglia e William estiveram em foco na Liga dos Campeões

Ambos são médios defensivos, medem 1,87 m e representam o Sporting, mas há muitas diferenças entre William Carvalho e Rodrigo Battaglia, futebolisticamente falando.

Quando tem a bola nos pés, o argentino vê o mesmo que o comum dos mortais em situação semelhante: uma floresta de pernas com meias de várias cores. Nesse momento, procura o tecido verde e branco que estiver mais afastado do de outras tonalidades, o que quase sempre significa lateralizar ou atrasar o esférico.


Já o internacional português consegue ver mais, como se estivesse a observar o jogo a partir do topo de uma torre e, com o tempo parado, como se estivesse a jogar PlayStation e colocasse o jogo em modo pausa. Numa fração de segundos, percebe o que tem em seu redor, onde estão os espaços vazios, quais vão ser as movimentações dos companheiros e desmarca um atacante, queima linhas a conduzir o esférico ou toma outra decisão bastante adequada. A sua supersónica rapidez de pensamento contrasta com a aparente lentidão de movimento.

Mas essa aparente lentidão de movimento tornam William um jogador muitas vezes incompreendido, como se lhe faltasse sangue na guelra e agressividade, características sempre muito apreciadas pelos adeptos de qualquer clube do mundo. Mesmo que esteja bem posicionado ou a ser bem-sucedido numa marcação mais apertada a um adversário, o estilo ‘pezinhos de lã’ nem sempre chega para convencer toda a gente.

Battaglia não. Não é um trinco de origem e por isso ainda está encontrar os melhores terrenos para pisar – e que bem tem evoluído nesse aspeto! -, mas cerra os dentes e faz-se à bola, corre desenfreadamente em busca de travar o ataque adversário e exibe um espírito de sacrifício que acaba por disfarçar as limitações técnicas, ainda que estas sejam reconhecidas. Um futebolista assim jamais será assobiado, e se conseguir cumprir o seu papel com sucesso, terá sempre a confiança do treinador. Não é por acaso que é quem esta época tem mais partidas disputadas no plantel leonino: 52 (de 55).









Sem comentários:

Enviar um comentário