quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

WWE | Fastlane 2016

Roman Reigns vai ao ‘main-event’ da Wrestlemania 32



Data: 21 de fevereiro de 2016
Arena: Quicken Loans Arena
Localidade: Cleveland, Ohio



Becky Lynch e Sasha Banks vs. Team B.A.D. (Naomi e Tamina)
Divas a abrir um PPV da WWE? Há quanto tempo é que isto não se via?
Becky Lynch foi sendo dominada por Naomi e Tamina durante um largo período de tempo, fazendo o público ansiar pela entrada de Sasha Banks, claramente a grande estrela do combate.
O esperado hot tag veio então mudar a face do combate, com a Boss a mostrar-se dominante enquanto ia exibindo o seu arsenal pouco usual para uma Diva.
Tamina e Naomi ainda conseguiram criar alguma superioridade numérica em ringue, numa fase em que Becky Lynch estava combalida, mas Sasha Banks viria mesmo a dar o triunfo à sua equipa, fazendo Tamina desistir com um Bank Statement.
Vencedoras: Becky Lynch e Sasha Banks
Nota: 5,5/10


WWE Intercontinental Championship:
Kevin Owens (c) vs. Dolph Ziggler
Início de combate confuso, com um mat wrestling nem sempre bem conseguido e que chegou a ser algo monótono. A imagem projetada era a de que ambos não sabiam bem o que fazer e então andavam enrolados.
Depois de vários minutos a ser dominado, Ziggler conseguiu o comeback, mas voltou a ser levado ao tapete. Contudo, quando parecia ter o combate perdido, plantou a cabeça de Owens no ringue através de um DDT.
Ziggler arrumar Owens com um Superplex, mas acabou ele mesmo por o sofrer. Para evitar sofrer um pin fall, rastejou para fora do ringue, onde viria a aplicar um Superkick. Na mesma moeda respondeu Owens e ripostou Ziggler, já no ringue.
De volta à zona envolvente, Ziggler reverteu um Powerbomb para um Hurricanrana que fez Owens embater com a cabeça nos degraus, e no squared circle aplicou-lhe um Fame Asser, mas sem conseguir o assentamento vitorioso.
Frustrado, Ziggler tentou mais um Superkick, mas acabou por cair num Pop-up Powerbomb que lhe valeu a derrota.
Vencedor: Kevin Owens
Nota: 6,5/10


Ryback, Big Show e Kane vs. The Wyatt Family (Luke Harper, Erick Rowan e Braun Strowman)
Combate que envolveu seis pesos pesados da WWE. Não se esperava um combate bonito, mas Ryback tentou acrescentar-lhe algum espetáculo através de um Missile Dropkick.
Embora se tratem de wrestlers lentos e de limitadores recursos técnicos, houve alguns momentos de bastante intensidade, outros de alguma loucura até. E no final, a vitória pertenceu a Ryback, Kane e Big Show via Shell Shocked.
Vencedores: Ryback, Big Show e Kane
Nota: 5,5/10


WWE Divas Championship:
Charlotte (c) vs. Brie Bella
Combate no qual Brie Bella tentou homenagear o marido Daniel Bryan e no qual Charlotte tentou gozar com isso. A filha de Ric Flair dominou boa parte da contenda, foi provocando aqui e ali, mas nunca foi capaz de gerar reações muito ruidosas.
A ponta final foi emocionante, com Brie a prender a campeã num Single Leg Crab, mas Charlotte conseguiu sair da submissão e aplicar um Figure Eight para a vitória.
Vencedora: Charlotte
Nota: 4/10


AJ Styles vs. Chris Jericho
Dois veteranos dos ringues, dois estilos similares, um combate que durante a última década foi apenas de sonho, nos sonhos dos fãs de wrestling.
Duelo entretido, como se esperava. Ambos mostraram conhecimento mútuo – só assim o podia ser ao terceiro combate -, estavam preparados para os principais golpes do adversário e nunca caíram neles à primeira. O calculismo e os muitos reverses foram uma constante.
A dada altura, Jericho aplicou um Codebreaker mas AJ evitou o pin fall com um braço debaixo da corda inferior. Styles respondeu com um Styles Clash, mas Jericho safou-se no último instante. Finalmente o Phenomenal aplicou um Calf Crusher, fazendo Y2J desistir.
Vencedor: AJ Styles
Nota: 6,5/10


R-Truth vs. Curtis Axel
O típico popcorn match (ou enche-chouriços) que antecede o main-event. Muita palhaçada, pouco wrestling de qualidade.
Vencedor: Curtis Axel
Nota: -


Triple Threat match para determinar o candidato principal ao WWE World Heavyweight Championship na Wrestlemania 32:
Dean Ambrose vs. Roman Reigns vs. Brock Lesnar
Brock Lesnar entrou no combate a todo o gás, conseguindo transformar o ringue numa autêntica Suplex City apesar da união de Ambrose e Reigns. Se já projetava Reigns pelo ar como se de um cruiserweight se tratasse, então com Ambrose brincava como se tivesse um boneco nas mãos.
Lesnar perdeu algum ímpeto, contudo, quando Reigns lhe aplicou um Spear e depois um Superman Punch, com Ambrose também a castigar com um golpe baixo. Mas para deixar Lesnar mesmo KO, os ex-Shield juntaram-se para um Powerbomb para cima da mesa de comentadores.
Reigns e Ambrose tentaram aproveitar o momento a dois para apurar um vencedor, mas não o fizeram antes de Lesnar se levantar, tendo que unir forças uma vez mais para um segundo Powerbomb numa mesa de comentadores.
Com Lesnar arrumado, Reigns e Ambrose voltaram a lutar entre eles para determinar quem iria ao main-event da Wrestlemania 32. A vitória parecia que iria para o Lunatic Fringe depois de num Dirty Deeds, mas Reigns levantou a omoplata no último instante.
Entretanto, Lesnar renasceu das cinzas e, mesmo depois de ter sofrido um Spear de Reigns, aplicou-lhe um Kimura. Perante a possibilidade do combate terminar ali mesmo, Ambrose desatou às cadeiradas nos dois adversários, mas acabou por sofrer um Spear que deu a vitória a Reigns.
Vencedor: Roman Reigns
Nota: 8/10





Sem comentários:

Enviar um comentário