sábado, 16 de janeiro de 2016

O suplente conformado

Marcelo Boeck é suplente no Sporting desde 2011
Marcelo Boeck chegou ao Sporting no verão de 2011, depois de uma excelente temporada ao serviço do Marítimo (onde foi suplente nas três épocas anteriores), com o intuito de oferecer uma concorrência mais forte a Rui Patrício.

O guarda-redes brasileiro, hoje com 31 anos, nunca conseguiu roubar a titularidade ao português, mas a sua presença até foi positiva para Patrício, uma vez que este nunca relaxou, evoluiu imenso e tornou-se mesmo num dos melhores da Europa na sua posição.


Cinco anos volvidos, ambos continuam de leão ao peito e Marcelo Boeck permanece como eterno suplente, sendo apenas aposta nas provas menos importantes (e mesmo assim nem sempre). Como futebolista profissional e com tão poucos minutos de jogo, imagino dois caminhos possíveis em situações destas: a) um empenho a fundo, com atenção a todos os detalhes, com o objetivo de evoluir e deixar o treinador com uma valente dor de cabeça; b) procurar melhor sorte noutras paragens.

Aspeto de um profissional de futebol?
Mas neste caso, nem se vê uma coisa nem outra, apenas conformismo. O goleiro apresentou-se no início desta temporada para mais um ano de banco com um aspeto mais pesado, muito provavelmente com uns quilinhos a mais. Um contraste absoluto com o cada vez mais seco de gordura Rui Patrício, que com o passar dos anos vai procurando aperfeiçoar-se, ser melhor guarda-redes do que ontem e ter cada vez menos lacunas que lhe possam ser apontadas.


Depois de cinco anos a dar nas vistas com murros nos bancos de suplentes a sofrer durante os jogos – algo que cai sempre muito bem no goto dos adeptos -, esta temporada tem-se destacado também pela responsabilidade em golos sofridos. Foi assim diante do Skenderbeu, na Albânia, e no duelo com o Paços de Ferreira, para a Taça da Liga.

Pergunto-me, e até porque há muitos outros jogadores para transmitir a mística do Sporting, como é possível ter visto o seu contrato renovado? Felizmente para os leões, Rui Patrício não relaxa e continua a tentar progredir, mas já merecia melhor para concorrência/alternativa.






18 comentários:

  1. Mas isso foi o que se passou com todos os redes que ficaram na sombra de Carvalho ou de Damas. É inevitável que isso também aconteça com Patrício, dada a sua qualidade. Boeck é um bom redes e pela especificidade do lugar, nunca se poderá apresentar em grandes condições quando chamado, nas circunstâncias em que foi chamado (substituição no decurso do jogo), porque uma coisa são os treinos e outra a realidade de um jogo, em que os reflexos e a concentração terão de estar a 100% e só por isso não podemos concluir da acomodação de um jogador que na sua condição normal quer é jogar. O que se passa é que será muito difícil ultrapassar Patrício e qualquer redes que o queira substituir terá de ter uma qualidade bem superior aos bons guarda-redes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão é que Marcelo Boeck não vive na sombra de Rui Patrício desde o início da época, vive há cinco anos!!! Conformou-se. A imagem que coloquei ao lado do texto, em que ele está em tronco nu, confirma o que dá para ver ao vivo ou no estádio: está fora de forma. E qualquer profissional no desporto deve cuidar-se. Ou seja, nem se empenha nem mostra vontade de jogar noutras paragens, tendo até renovado contrato. Não é deste tipo de profissionais que um clube como o Sporting precisa.

      Como disse e bem, treinos e jogos são bem diferentes, e não só o Sporting não se importa de ter como seu suplente (primeira alternativa a Patrício) alguém que não joga há cinco anos, como o próprio Marcelo também não se importa com a situação. Algo está errado.

      Eliminar
    2. ACOMODAÇÃO chama-se isso não está à altura de ser suplente de Rui Patrício, não o rodaram, nem na equipa B joga.
      A culpa se é que ela existe é dele e do staff leonino; não é GR para o sporting (ver a saída desparatada contra o tondela).
      SL

      Eliminar
    3. É um guarda-redes que no Marítimo certamente deve ter feito algumas exibições de engate. Mas é alguém em que eu não reconheço qualidade nas saídas aos cruzamentos, nas saídas em 1 vs. 1 e até mesmo entre os postes, porque já o vi defender muitas vezes bolas para a frente, quando o recomendado é socá-las para o lado, a fim de impedir recargas.

      Eliminar
  2. Os indices motivacionais certamente não serão os altos, aqui o ideal seria ele jogar ao sabado pela equipa B e fazer banco no Domingo pela A certamente que outro galo cantaria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não pode fazer isso, porque se entrasse violaria os regulamentos que impedem que um jogador que tenha jogado pela equipa A ou B há menos de 72 horas jogue pela outra equipa.

      Eliminar
  3. Bem se lembram quem sofre um golo infantil e rídiculo de livre para a Taça da Liga com o Paços de Ferreira, fomos para o intervalo 1-1.
    Acordem, dêem o "litro e joguem à bola"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim eu vi...estava lá...
      Foi um azar e nada mais...!!

      MAAAARCEEEEEELOOOOOO...!!

      Spooooorting...!!

      SL

      Eliminar
  4. Acho um pouco injusto essa apreciação feita ao Marcelo...

    O lugar de guarda-redes é o mais específico numa equipa de futebol...
    Para um guarda-redes estar no seu ponto mais alto, não é suficiente treinar afincadmente...é necessário "o cheiro" do josgos "a sério"...

    Marcelo é um bom guarda-redes, felizmente temos melhor, mas para mim...ele é um bom suplente...

    Temos "gravadas" as ultimas actuações...

    Aquela derrota na Albania foi a consequencia de uma série de situações anomalas em que o guarda-redes sendo o último da fileira..."fica" como culpado...

    O "peru" que deu em Alvalade...? - Acontece aos melhores...
    Que venha o 1º bom guarda-redes afirmar..."eu nunca dei um frango...!" (Oh Casillas vem cá dar o teu testemunho...)..

    O golo do Paços Ferreira...? A culpa é do defesa e não do guarda-redes...

    Aceito outras opiniões, mas a minha já está dada...

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A posição de GR no futebol é a mais ingrata... O avançado pode rematar 10 vezes e conseguir 1 golo, e o GR em 10 defesas se deixar entrar 1 golo (infantil ou não) é sempre crucificado.
      Perus todos os bons GR dão. O Casilhas por exemplo já foi o melhor do mundo, já foi, repito já foi...
      Se temos melhor porque não está no banco sequer??
      Quanto ao golo sofrido de livre contra o Paços de Ferreira, tirem as conclusões, eu já "tirei" à muito tempo!
      Opinião dada.
      https://www.youtube.com/watch?v=MHqZCB4iAv8

      SL

      Eliminar
    2. Não estou a crucificá-lo apenas pelos erros com o Skenderbeu ou com o Paços de Ferreira. Como já disse num comentário anterior, é alguém em que eu não reconheço qualidade nas saídas aos cruzamentos, nas saídas em 1 vs. 1 e até mesmo entre os postes, porque já o vi defender muitas vezes bolas para a frente, quando o recomendado é socá-las para o lado, a fim de impedir recargas.

      Se não há melhor no Sporting, é urgente arranjar! Tem havido bons guarda-redes na nossa Liga como o Vágner (Estoril), Adriano (Gil Vicente), Goicoechea (Arouca) ou Diego (V. Setúbal), mas todos eles foram para o estrangeiro porque os grandes de cá não lhes reconheceram talento

      Eliminar
  5. 1. "O lugar de guarda-redes é o mais específico numa equipa de futebol...
    Para um guarda-redes estar no seu ponto mais alto, não é suficiente treinar afincadmente...é necessário "o cheiro" do josgos "a sério"..."

    E estar durante cinco anos no banco ajuda? Porque não ir rodando de guarda-redes suplente ao longo dos anos? Tem havido bom material na nossa Liga, como Vágner, que saiu do Estoril para ir para a Bélgica. Assim, o que eu vejo é conformismo da parte de Marcelo em não fazer mais pela vida nem pedir para sair, e conformismo da parte do Sporting, que se vai fiando na qualidade de Rui Patrício para não ir arranjando um guarda-redes à altura.

    Olhemos para o exemplo do FC Porto. Tem tido suplentes como Nuno, Beto, Fabiano, Bracali e agora o Helton. Vão mudando ao longos dos anos e têm tido sempre qualidade no banco.

    ResponderEliminar
  6. Olha que o Helton, viu-se bem no último jogo..., tão bom como o Boeck.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos a falar de alguém com provas mais do que dadas, que foi internacional brasileiro e que nesse tal jogo a que se refere salvou o FC Porto defendendo uma grande penalidade

      Eliminar
  7. Li num comentário em blog algures, alguém a propor rodá-lo na B. Não me parece nada mal! mudar a rotina talvez fizesse bem a ele e outros. Mas decidir isto não deve ser fácil ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se houver outro guarda-redes que dê garantias para alternar com Boeck entre banco da A e titularidade da B, é a solução ideal. Muito mal estaria o Sporting se não tiver um guarda-redes que de momento esteja pelo menos ao nível do Boeck...

      Eliminar
  8. Isto é fácil criticar, depois de tantos anos praticamente sem jogar, generalizar que é um acomodado e fraco guarda-redes. Mas lembro-me bem que nos primeiros 2-3 anos no Sporting, sempre que foi chamado a jogar, jogou bem e mostrou muita segurança. Aliás, está há tanto tempo como 2º guarda-redes porque os vários treinadores que passaram pelo Sporting assim acharam que ele merecia, senão já tinham comprado outro guarda-redes ou promovido algum jovem da B. Este ano veio o Jug, talvez o primeiro sinal que JJ procura outra alternativa (ou então para espicaçar o Marcelo para não se acomodar).

    Mas Marcelo era um guarda-redes muito bom. Mas com o tempo foi perdendo a forma. Devia jogar mais, a equipa B é para isso mesmo. E na posição de guarda-redes, ainda mais fulcral é.

    Quanto à fotografia, isso é a fisionomia de cada um. Provavelmente foi no início da temporada e entretanto já deve estar mais em forma física. Mas a falta de forma dele não é a física, é a falta de jogos.

    Qualidade tem, está é ferrujento por falta de uso. É colocar a jogar na B regularmente.

    Infelizmente, na baliza joga o melhor, nunca se fez a mesma rotação que se faz com as outras posições em campo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje veja o Portimonense-Sporting e depois diga-me se a fisionomia dele não está na mesma.

      Um clube como o Sporting não se pode dar ao luxo de ter jogadores ferrugentos.

      Eliminar