segunda-feira, 15 de junho de 2015

WWE | Money In The Bank 2015

Rollins mantém o título sem ajudas



Data: 14 de junho de 2015
Arena: Nationwide Arena
Localidade: Columbus, Ohio


Roman Reigns vs. Randy Orton vs. Sheamus vs. Neville vs. Dolph Ziggler vs. Kane vs. Kofi Kingston (Money In The Bank Ladder match)
Desde o primeiro minuto que os sete lutadores inseridos na contenda procuraram subir o escadote e retirar a mala.
Depois de muito tempo nessa luta, começaram os spots. O primeiro foi um Powerbomb de Reigns em cima de um escadote que estava preso nas cordas. O segundo, que me fez mesmo abrir a boca de espanto, foi o RKO em Neville, que vinha a meio do ar de uma queda do escadote. O terceiro, também ele repleto de impacto, foi um Zig Zag lá de cima em Sheamus.
Com a interferência dos The New Day, chegou-se a pensar que Kofi Kingston poderia ter a sua noite de sonho, mas Roman Reigns deu conta do recado. Reigns também esteve perto de vencer, mas Bray Wyatt apareceu e negou-lhe o triunfo. Para as sobras apareceu Sheamus, que se tornou Mr. Money in the Bank.
Vencedor: Sheamus
Nota: 8/10


Divas Championship: Nikki Bella (c) vs. Paige
Combate com alguma emoção, onde Paige tentava de tudo para vencer e terminar o reinado de Nikki Bella como campeã.
Numa altura em que ambas já tinham algum desgaste, sem o árbitro se aperceber Brie trocou com Nikki mas acabou derrotada. A música de Paige já tocava quando Brie disse se identificou, obrigando o combate a continuar. No meio da confusão, Nikki capitalizou e conseguiu a vitória.
Vencedora: Nikki Bella
Nota: 5/10


Intercontinental Championship: Ryback (c) vs. Big Show
Ryback quis vencer o combate com rapidez, mas Big Show, um osso duro de roer, não estava propriamente para aí virado.
O Big Guy não quis perder muito tempo e tentou a vitória via Arm Bar, mas o gigante chegou às cordas. Depois, viria um impressionante Suplex em Big Show.
Big Show arrumou Ryback com o KO Punch, mas Ryback foi para fora do ringue. Quando Big Show o estava a levar de novo para o ringue, The Miz atacou o maior atleta do mundo e causou a derrota a Ryback por desqualificação.
Vencedor: Big Show (por desqualificação)
Nota: 4,5/10


Kevin Owens vs. John Cena
Atmosfera de big match na arena. Sentia-se que era um combate de que os fãs estavam à espera de ver. Fez-me lembrar os duelos entre John Cena e CM Punk em 2011.
Cena mostrou-se inovador, aplicando um Inverted Suplex e um Electric Chair. Vimos até um Cena presunçoso quando fez uma taunt antes de aplicar o AA e reclamou com o árbitro depois de a vitória não ter sido conseguida logo ali.
Nem foi conseguida ali nem minutos depois, quando Owens falhou um Moonsault e sofreu novo AA. Cena tentou também uma espécie de Canadian Destroyer, mas Owens safou-se.
Owens conseguiu um segundo Pop-up Powerbomb, mas tal não lhe trouxe o triunfo. Triunfo esse que viria a ser conseguido por Cena, depois de um Springboard Stunner e um novo AA.
Vencedor: John Cena
Nota: 9/10


WWE Tag Team Championship: The New Day (Xavier Woods e Big E) (c) vs. The Prime Time Players (Darren Young e Titus O’Neill)
Combate com papel ingrato no card, já que foi depois do Cena vs. Owens e antes do main-event. É o chamado popcorn match.
Gostei do papel de Big E. Boa interação com os fãs, boa execução técnica dos golpes, bons strikes, um tamanho que lhe dá legitimidade e um selling satisfatório. Um dos bons big guys da WWE.
Combate assim-assim, finalizado com um Spinebuster como tantos outros, só que este foi suficiente para garantir a vitória.
Vencedores: The Prime Time Players (Darren Young e Titus O’Neill) (novos campeões)
Nota: 4/10


WWE World Heavyweight Championship: Seth Rollins (c) vs. Dean Ambrose (Ladder match)
Mesmo num Ladder match ambos quiseram mostrar o ódio que sentem um pelo outro e não vimos, por isso, um combate de grandes spots.
Seth Rollins, muito metódico, tentou castigar uma das pernas de Dean Ambrose de forma a dificultar-lhe a tarefa de subir ao cimo do escadote.
A dada altura Rollins quis fugir e Ambrose não deixou. Pergunto porquê. Afinal, era um combate de escadote. É daquelas coisas que não fazem sentido.
De regresso ao ringue e à zona envolvente, depois de um espaço de tempo entre a plateia, ambos foram-se digladiando pelo cinturão máximo da WWE.
Bastante focado, Rollins aplicou dois Powerbombs em Ambrose na barreira de proteção e outro em cima de um escadote com cadeiras por cima, colocando o seu adversário KO.
No final e já completamente exaustos, ambos puxaram o título, mas foi Rollins que ficou com ele, mantendo-o assim na sua posse.
Vencedor: Seth Rollins
Nota: 7,5/10





1 comentário: