terça-feira, 2 de junho de 2015

WWE | Elimination Chamber 2015

Kevin Owens choca o mundo ao vencer John Cena



Data: 31 de maio de 2015
Arena: American Bank Center
Localidade: Corpus Christi, Texas


WWE Tag Team Championship: The New Day (Kofi Kingston, Big E e Xavier Woods) vs. Los Matadores (Diego e Fernando) vs. The Ascension (Konnor e Viktor) vs. The Lucha Dragons (Kalisto e Sin Cara) vs. Cesaro & Tyson Kidd vs. Prime Time Players (Darren Young e Titus O'Neil)
É sempre bom quando, ao fim destes anos todos, a WWE ainda consegue inovar. Um combate de equipas numa Elimination Chamber é certamente algo que merece um aplauso.
Ainda assim, achei a contenda confusa. Parece ter havido alguma descoordenação no momento inicial entre os Lucha Dragons e os Ascension e não me pareceu fazer sentido quando elementos de equipas diferentes iam impedindo que adversários sofressem o pin fall.
Quando o ringue e a zona envolvente aparentavam algum congestionamento, Los Matadores foram eliminados pelos Ascension, num timing, a meu ver, acertado. Seguiram-se os Lucha Dragons, também com o carimbo dos Ascension.
Quando os Prime Time Players saíram da jaula e os The New Day ficaram para o fim, deu a sensação de que, os campeões, em superioridade numérica e mais frescos, iam vencer. Ainda assim, os PTP entraram com ímpeto e eliminaram os Ascension.
Os protagonistas já tinham inovado com o voo de Kalisto do topo da jaula, voltaram a mostrar serviço com um Triple Suplex nos elementos dos The New Day.
Quando Cesaro e Kidd pareciam bem encaminhados para algo de positivo, Cesaro foi surpreendido com um roll-up de Darren Young e deixou a decisão para os PTP e os New Day. O público pareceu ter ficado insatisfeito e algo indiferente quanto aos vencedores, que acabaram por ser os campeões, como esperado.
Vencedores: The New Day (Kofi Kingston, Big E e Xavier Woods)
Nota: 7/10


Divas Championship: Nikki Bella (c) vs. Paige vs. Naomi
Combate por vezes atabalhoado, mas em que foi havendo nexo nas ações das lutadores e no aumento do impacto dos golpes. Nikki Bella continua a dominar a divisão feminina.
Vencedora: Nikki Bella
Nota: 4/10


Kevin Owens vs. John Cena
Era dos combates mais esperados pelos fãs (apesar do evento se chamar Elimination Chamber) e dava para sentir a atmosfera de big match que se vivia na plateia.
Owens dominava o duelo e ia ao mesmo tempo provocando o público, gerando fortes reações nos fãs.
A dada altura, Cena safou-se no pin fall após o Pop-up Powerbomb e Owens fez o mesmo depois de sofrer um AA, em momentos de grande emoção.
Owens, num gesto de provocação, tentou aplicar o 5-Knuckle Shuffle, não conseguiu, mas lá aplicou o AA, do qual Cena se safou no assentamento. A essa, mais near falls se seguiram, de parte a parte.
Para surpresa geral, Kevin Owens conseguiu mesmo bater Cena, via Pop-up Powerbomb. E… limpinho, limpinho, limpinho.
Vencedor: Kevin Owens
Nota: 8/10


Neville vs. Bo Dallas
Combate que não estava a gerar grandes reações no público, como se este se tratasse de um popcorn match. Para aquilo que foi, demorou demasiado tempo.
Vencedor: Neville
Nota: 3/10


Intercontinental Championship: R-Truth vs. Sheamus vs. King Barrett vs. Ryback vs. Dolph Ziggler vs. Mark Henry (Elimination Chamber match)
Não sei se ainda era o choque da derrota de John Cena, mas o público mostrou importar-se pouco com o combate. Nem o facto de Ziggler, um dos favoritos dos fãs, estar em ringue desde o início, teve uma influência positiva.
A contenda também não estava a ser grande coisa, com vários aspetos sem sentido. Primeiro, o árbitro ordenou a que Mark Henry se mantivesse à espera de entrar no combate mesmo quando a sua porta já se encontrava aberta por força de Ziggler lá tivesse embatido. Tratando-se de um combate sem DQ, nada podia acontecer se Henry desrespeitasse o árbitro e foi isso que aconteceu. Depois, Mark Henry impediu Barrett de fazer um pin fall bem-sucedido.
A não entrada imediata de Sheamus foi algo inteligente, mas nem parecia algo previsto, pois no ringue os wrestlers aparentavam não saber bem o que fazer. Entretanto, Barrett e R-Truth foram eliminados, com Mark Henry a seguir-lhes.
Sheamus, que já tinha derrotado o World Strongest Man, afastou também Ziggler da decisão.
Ficaram para o fim dois pesos pesados, Sheamus e Ryback, que foram, a todo o custo, causar danos no adversário. Acabou por vencer o big guy, conquistando o seu primeiro título individual na WWE.
Vencedor: Ryback (novo campeão)
Nota: 5/10


WWE World Heavyweight Championship: Seth Rollins (c) vs. Dean Ambrose
Combate animado no ringue mas perante uma plateia em silêncio, ainda a recuperar da surpreendente derrota de John Cena.
A dada altura, parecia que Rollins tinha a vitória na mão, mas Ambrose deu sinais de vida, sempre com um arsenal inovador.
Parecia que o combate ia ficar fora de controlo quando o árbitro ficou KO, mas apareceu um novo juiz para fazer a contagem do assentamento de Ambrose sobre Rollins, após Dirty Deeds. Contudo, o outro árbitro recompôs-se e deu a vitória a Ambrose, sim, mas por desqualificação.
Vencedor: Dean Ambrose
Nota: 6,5/10






Sem comentários:

Enviar um comentário