quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

WWE | NXT Takeover: London

Finn Bálor e Bayley continuam campeões após difíceis combates



Data: 16 de dezembro de 2015
Arena: Wembley Arena
Localidade: Londres, Inglaterra

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Há mais injustiça em NOS

O acordo que promete alargar o fosso do futebol português
Muito mérito para Luís Filipe Vieira e para o seu Benfica pela forma como foi alcançado o acordo milionário de vendas de direitos televisivos à NOS. Depois de três temporadas a transmitir os jogos da equipa principal na BTV, e com algum sucesso, o emblema da águia colocou-se em posição muito confortável na mesa de negociações. Até dá para imaginar LFV com os pés na mesa, mãos atrás da cabeça e muita descontração a mostrar intransigência até se ter chegado ao valor mais falado dos últimos dias: €400 milhões.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

O vilão não virou herói, mas não merecia desfecho infeliz

Suk marcou um grande golo mas depois desapareceu

Taça de Portugal | Vitória 1-1 Rio Ave (1-3 nas grandes penalidades)


No espaço de apenas três dias, Ricardo esteve bastante perto de despir a capa de vilão para vestir a de herói. Certamente já não será visto como o mau da fita, isso é ponto assente, mas não conseguiu ser decisivo.

Depois de ter ficado bastante malna fotografia em três dos quatro golos que o Benfica marcou no Bonfim no sábado, o guarda-redes emprestado pelo FC Porto ao Vitória realizou uma exibição extraordinária diante do Rio Ave. Fez, no mínimo, quatro grandes intervenções no decorrer do jogo [ver apreciação individual] e ainda defendeu dois penalties. Injustamente para ele, foram os nortenhos que seguiram em frente na Taça de Portugal.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

WWE | TLC 2015

Rusev e Del Rio ajudam Sheamus a reter o título; Dean Ambrose novo campeão intercontinental



Data: 13 de dezembro de 2015
Arena: TD Garden
Localidade: Boston, Massachusetts

domingo, 13 de dezembro de 2015

Continua a espera por um dia menos bom do Benfica

Suk foi sempre o mais perigoso dos jogadores sadinos

Liga | Vitória 2-4 Benfica


Neste tipo de jogos em que as armas são desiguais, não basta que a equipa mais fraca mostre atrevimento e grande determinação. É necessário também que a mais forte esteja num dia menos bom para que a mais fraca possa alcançar um resultado positivo. E o Vitória, no Bonfim, já espera por um dia menos bom do Benfica há pelo menos cinco anos, quando conseguiu empatar pela última vez as águias. E digo pelo menos cinco anos porque o último triunfo para o campeonato remonta a 1999.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

WP Academia 5

Mauro Chaves vence Ramon Vegas por desqualificação



Data: 5 de dezembro de 2015 [gravado a 1 de novembro de 2015]
Arena: Centro Shotokai
Localidade: Monte Abraão, Queluz, Sintra

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Pressão do Vitória deixou Belenenses de olhos em bico

Suk foi constante dor de cabeça para Tonel e companheiros

Liga | Belenenses 0-3 Vitória


Se há algo que todos os futebolistas sonham fazer quando entram em campo é marcar golos e, num plano ligeiramente inferior, fazer assistências. Mas quando essa vontade se sobrepõe aos interesses do coletivo, um jogo tem tudo para dar para o torto. Os jogadores reservam-se para as missões ofensivas, tornam-se egoístas e não veem com bons olhos ter de correr para trás, ter de defender.

Não foi nada disso do que aconteceu com a equipa do Vitória, que no Restelo, mais uma vez, mostrou a entrega de um conjunto que vai até aos limites por aquilo que o seu treinador lhe pede. E se há coisa que Quim Machado tem pedido em todos os jogos, mesmo quando o adversário se chama FC Porto e o palco se chama Estádio do Dragão, é que os seus jogadores pressionem alto e que condicionem a primeira fase de construção do seu adversário.

sábado, 28 de novembro de 2015

O impensável pontinho foi festejado no Sado

Arnold foi a grande figura da partida, ao marcar dois golos

Liga | Vitória 2-2 União


Quim Machado tinha pedido paciência aos seus jogadores para desmontar a teia defensiva do União – seis golos sofridos em oito partidas da Liga -, dando a entender que o mais difícil seria inaugurar o marcador. Talvez por isso, quando o 1-0 chegou por intermédio de Arnold, logo aos 13 minutos, o Vitória se mostrou tão pouco preparado para uma situação de vantagem num momento tão precoce do encontro.

Se numa primeira instância a equipa até pareceu galvanizada, circulando a bola de pé para pé (em detrimento das habituais transições) e aparecendo com facilidade no último terço, depois entrou numa fase de alguma sonolência. Os sadinos amoleceram, de forma até presunçosa, visto que os madeirenses pouco ou nenhum perigo conseguiram criar na etapa inicial.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

WWE | Survivor Series 2015

Reigns venceu torneio pelo título da WWE… mas Sheamus fez o ‘cash-in’ e levou o tíulo



Data: 22 de novembro de 2015
Arena: Philips Arena
Localidade: Atlanta, Geórgia

domingo, 22 de novembro de 2015

Neymar, o tal que não passava de uma invenção dos brasileiros

Há dois anos na Europa, Neymar já é figura de proa no Barça
Apareçam. Assumam. Identifiquem-se. Falo para todos aqueles que ontem bem desdenharam mas hoje dariam tudo para o comprar. Não convencidos dos relatos que chegavam do Brasil e sem dar importância ao que Neymar ia mostrando no Santos e na seleção, mesmo em competições importantes, iam dizendo que se tratava de uma invenção dos brasileiros para a promoção do Mundial-2014.

«Lucas Moura e Óscar são mais promissores do que ele», cheguei a ouvir. Atualmente o primeiro é presença assídua no banco do PSG. O segundo tarda em explodir no Chelsea, onde já nem sempre é titular.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Concentra-te, Rúben!

Agilidade é uma das grandes armas de Rúben Semedo
Rúben Semedo, 21 anos, central/médio defensivo emprestado pelo Sporting ao Vitória de Setúbal. Junto ao Sado tem ganhado experiência de Liga e maturidade competitiva num escalão onde o ritmo é mais elevado e os jogadores têm mais argumentos do que na Liga 2 portuguesa ou na II divisão B espanhola, onde atuou nos anos anteriores.

Não é fácil descrevê-lo. Uns dirão que é um futebolista ágil, rápido, com boa impulsão e capacidade para sair a jogar. Outros lhe apontarão críticas, pela frequência com que lhe para o cérebro. E, em minha opinião, ambos estão corretos.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

O espetáculo que se esquece que é desporto

A Champions é um autêntico sucesso comercial
O futebol, hoje em dia, é cada vez mais um espetáculo. Os jogadores são vistos como autênticas estrelas, que dão a cara (a troco de muito dinheiro) para promover determinada marca. Os clubes, sobretudo os de maior dimensão, são muito mais do que tecidos no movimento associativo: vendem caro bilhetes para os jogos da equipa principal, atraem patrocínios e aproveitam qualquer acessório para encaixar uns euros em venda de merchandising. As federações, ligas e até as associações internacionais, como a UEFA e a FIFA, são muito mais do que organismos que tutelam o futebol continental e mundial: são atualmente multinacionais de organização de eventos.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A heterogénea linha ofensiva estorilista

Bruno César, Léo Bonatini e Gerso: um temível trio d'ataque
Conheço imensos adeptos, de variadíssimos clubes, que se queixam que a equipa pela qual torcem, em determinados momentos dos jogos, a precisar de marcar, circulam a bola de um lado para o outro e não rematam à baliza. Para eles, das duas uma: ou os jogadores têm claras instruções para não tentar a sorte a meia distância ou então não têm coragem para assumir uma decisão desse calibre.

Os do Estoril, certamente, não fazem parte deste lote. No lado direito do ataque, têm um esquerdino que, à mínima oportunidade, enche o pé e diz cá vai disto! Por ser assim, e até por rematar bem, já há vários anos que tem a alcunha de chuta-chuta. Falo, é claro, de Bruno César, extremo brasileiro que em 2011 chegou a Portugal para atuar no Benfica, mas que esta época reforçou a equipa da linha.

domingo, 8 de novembro de 2015

Resistência sadina no Dragão durou 70 minutos

Costinha e Rúben Neves disputam a bola

Liga | FC Porto 2-0 Vitória


Quim Machado tinha prometido um Vitória fiel a si próprio e, apesar da inclusão de Ruca no onze em detrimento de Arnold, apresentou-se a pressionar no campo todo, dificultando a primeira fase de construção portista. Casillas e os defesas portistas chegaram mesmo a ser obrigados a bombear a bola, o que deverá ter provocado alguns nós no estômago de Julen Lopetegui, que gosta de ver a redondinha a circular de pé para pé.

Havia a preocupação de saber o que aconteceria quando o FC Porto conseguisse ultrapassar essa zona de pressão, mas a circulação de bola dos azuis e brancos era feita a um ritmo tão baixo que, quando chegava ao meio-campo ofensivo, já a defesa sadina estava reposicionada.

sábado, 31 de outubro de 2015

WP Academia 4

Mauro Chaves salva título de Bammer e acaba com a Nova Ordem Fantástica



Data: 23 de outubro de 2015 [gravado a 7 de junho de 2015]
Arena: Centro Shotokai
Localidade: Monte Abraão, Queluz, Sintra

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

WWE | Hell in a Cell 2015

Alberto del Rio regressa e vence Cena pelo US Title; Undertaker derrotado por Lesnar e atacado pela Wyatt Family



Data: 25 de outubro de 2015
Arena: Staples Center
Localidade: Los Angeles, Califórnia

sábado, 24 de outubro de 2015

Como vai a FPF encarar os Jogos Olímpicos?

Ronaldo, Patrício e Pepe seriam úteis no Rio de Janeiro
Ainda falta praticamente um ano, mas é já com alguma expetativa que os portugueses aguardam pela quarta participação da Seleção Nacional em Jogos Olímpicos (após 1928, 1996 e 2004), no Rio de Janeiro. Primeiro, porque raramente o futebol integra a comitiva lusa neste evento, e depois, porque o estatuto de finalista do Europeu de sub-21 deste ano, dá direito a sonhar.

A base da equipa deverá ser a mesma que só foi travada pela Suécia nas grandes penalidades da final de Praga, contudo, existem várias atenuantes a ter em conta. Para início de conversa, apenas poderão ser convocados 18 atletas, em detrimento dos habituais 23 das grandes competições. Desses 18, quinze terão de ser nascidos de 1993 para cá, o que exclui os nomes de Daniel Fernandes (não problemático pois era habitual suplente e só serão chamados dois guarda-redes), Paulo Oliveira (titularíssimo), William Carvalho ( o melhor jogador do tal Europeu) e Sérgio Oliveira (capitão mas atualmente sem calçar no FC Porto).

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

O excesso de exposição do NXT

Bálor venceu Owens quando este era rival de John Cena
 Poucos se atreverão a questionar a utilidade do NXT, logo agora que vive em estado de graça, fruto da qualidade dos combates que proporcionam aos fãs de wrestling. Na última dezena de meses, sensivelmente, Finn Bálor, Kevin Owens, Sami Zayn, Neville e a divisão feminina têm conquistado adeptos para o programa.

O sucesso tem sido tal que a WWE apostou nos TakeOvers, uma espécie de PPV’s onde culminam as storylines e feuds desenvolvidas semanalmente, nos shows regulares, chamemos-lhe assim.

sábado, 10 de outubro de 2015

WWE | NXT TakeOver: Respect

Bayley vence Sasha Banks num ‘Ironman Match’ e continua campeã



Data: 7 de outubro de 2015
Arena: Full Sail University
Localidade: Winter Park, Flórida

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

‘Caso Lewandowski’ para inspirar o de Carrillo

Polaco fez a vida cara ao Bayern antes de se mudar para lá
Robert Lewandowski tem estado em evidência pela veia goleadora exibida no último mês. Numa partida frente ao Wolfsburg, chegou a apontar cinco golos em apenas… nove minutos. Mas antes de o avançado polaco se ter tornado um ídolo dos adeptos do Bayern, era idolatrado pelos do Dortmund.

O avançado polaco chegou ao Westfalenstadion em 2010, oriundo do modesto Lech Poznan, do seu país, e nos dois primeiros anos, ajudou a equipa amarela a ser campeã da Bundesliga, interrompendo a hegemonia interna que pertencia precisamente aos bávaros.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

TNA | Bound For Glory 2015

Matt Hardy torna-se campeão mundial



Data: 4 de outubro de 2015
Arena: Cabarrus Arena and Events Center
Localidade: Concord, Carolina do Norte

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

À quarta tentativa, Bonfim viu Vitória

Desta vez Suk não marcou, mas participou no lance do golo
Costuma dizer-se que à terceira é de vez, mas no caso do Vitória, foi à quarta tentativa que conseguiu triunfar no Bonfim. Curiosamente, até nem foi das exibições conseguidas dos sadinos, que foram manifestamente infelizes nas outras três receções mas que frente ao Estoril, tiveram a sorte do jogo. Numa partida onde as forças se equilibraram, a balança pendeu para o lado dos setubalenses devido à defesa incompleta de Kieszek e da crença e oportunismo de André Claro.

Quanto ao jogo em si, nota-se que Quim Machado continua às apalpadelas na procura do tão desejado equilíbrio defensivo/ofensivo, que permita à equipa continuar a criar bastantes oportunidades e a marcar golos, mas ao mesmo tempo ser menos permeável a defender.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Seth Rollins contra a maré

Campeão da WWE desde a Wrestlemania
Durante os últimos anos tenho assistido ao sair de cena – bonito trocadilho que aqui arranjei, tendo em conta quem… não sai – de todas aquelas superstars que me prendiam ao ecrã. Primeiro foi Edge e Shawn Michaels. Depois Christian e CM Punk. Daniel Bryan tem passado grande parte do tempo no estaleiro. Chris Jericho, nas raras aparições que faz, serve de carne para canhão e (compreensivelmente) não tem o protagonismo que eu desejava que tivesse. Há ainda Dolph Ziggler, mas que não ata nem desata.

Por muito que goste do conceito de pro wrestling e aprecie o espetáculo em si, a ausência de intérpretes que sejam do meu agrado condicionam o tempo que dispenso para assistir aos eventos das mais diversas promotoras, com a WWE à cabeça. Por isso, pouco mais faço do que ver os PPV’s e ler os resumos do Monday Night Raw e algumas notícias no eterno Wrestling Notícias.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

WWE | Night Of Champions 2015

Rollins perde título dos EUA, mas continua com o mais importante



Data: 20 de setembro de 2015
Arena: Toyota Center
Localidade: Houston, Texas

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Uma locomotiva em boas mãos

Guilherme, 29 anos, no Lokomotiv desde 2007
Tive a oportunidade de estar quinta-feira no Estádio José Alvalade a assistir ao jogo entre Sporting e Lokomotiv (1-3 para os russos), para a 1.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa. Sentei-me na bancada central, praticamente em frente a uma das áreas (a da baliza norte), onde pude ver de perto o trabalho dos guarda-redes.

Na segunda parte apareceu-me o guardião dos moscovitas pela frente, o brasileiro Guilherme. Terá feito, no máximo, um par de defesas complicadas, mas mostrou o suficiente para me encher as medidas.

sábado, 19 de setembro de 2015

Em duelo de Vitórias, só o de Setúbal jogou

Arnold bisou e foi o homem do jogo
Depois da pesada derrota na Madeira, diante do Marítimo (2-5), Quim Machado não foi de modas e fez cinco alterações no onze, mexendo pela primeira vez no meio-campo e ataque. O que aparentava ser um 4x4x2 clássico, com Dani e Rúben Semedo no duplo pivot, nem ficou muito percetível, uma vez que logo no primeiro minuto Fábio Pacheco foi expulso e o jogador emprestado pelo Sporting recuou para central.

O lance que ditou a expulsão de Fábio Pacheco e a grande penalidade madrugadora assinalada a favor do V. Guimarães (convertida em golo por Henrique Dourado) e a boa resposta do Vitória sadino ilustram bem o que foi o jogo: apenas os de Setúbal jogaram.

domingo, 13 de setembro de 2015

Como uma expulsão pode espelhar inconformismo

Foto: fcbarreirense.com
Quando esta tarde saí de casa para ver o Barreirense-Pinhalnovense (CNS), tinha a expetativa de ver Neca (reforço dos visitantes) em ação e depois, consoante o que visse, escreveria umas linhas sobre o seu desempenho e recordaria um pouco a sua carreira. Saiu-me o tiro pela culatra.  Vi Neca, sim, mas na bancada, a assistir ao jogo.

O tempo estava cinzento, ameaçava chover, não convidava uma ida ao futebol e eu ainda não tinha entrado no Campo da Verderena e já tinha apanhado uma desilusão. Lá entrei, lá assisti ao derby regional e cá estou eu a redigir um textinho sobre um dos intervenientes. Apenas não é sobre Neca. É sobre Bruno Severino.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

E se as bolas de Llorente e Marinho não tivessem entrado?

Golos que tiraram a final da Liga Europa e a Taça ao Sporting
Hoje em dia, Godinho Lopes é, de forma praticamente unânime, considerado pelos sportinguistas como um dos piores presidentes da história do clube. Não só pelo aumento do passivo como pelo insucesso desportivo, que culminou em 2012/13, com a pior época de sempre dos verde e brancos.

Os adeptos leoninos viveram horrores na Liga, onde a equipa passeou durante largos meses na segunda metade da tabela classificativa, terminando a temporada em ascendente (já com Bruno de Carvalho), mas sem evitar o 7.º lugar. A juntar a isto, as eliminações precoces na Taça de Portugal (frente ao Moreirense, que desceria de divisão), Taça da Liga e Liga Europa.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

O Pirlo do Bonfim

Paulo Tavares, 29 anos, no Vitória desde 2012
Em Setúbal todos estão contentes com o desempenho da equipa mais representativa da cidade. Dizem, com orgulho e sem nada deverem à sorte, que os cinco pontos que o Vitória tem neste momento podiam ser nove. E eu, que assisti aos três jogos, posso-o confirmar. Não é fanatismo, é a realidade.

Os homens de Quim Machado têm o melhor ataque da Liga (oito remate certeiros) e isso é bem representativo do número de oportunidades que criam. Também têm quatro golos sofridos, é verdade, mas encaixados nas raras ocasiões que concederam – ai se o guarda-redes fosse outro…

domingo, 30 de agosto de 2015

Tornou-se frustrante o empate que antes seria bom

André Horta, no meu entender, o melhor em campo
Quando, aos 70 minutos, Yazalde colocou o Rio Ave em vantagem, os adeptos do Vitória, ao olhar para o relógio, lá iam dizendo para o companheiro do lado que se chegassem ao empate já seria bom.

Afinal, antes de marcar, os vila-condenses tinham disposto de duas boas oportunidades e estavam melhor no jogo. E estavam a mostrar, também, possuírem uma equipa de um nível ligeiramente superior, com jogadores experientes, juntos há vários anos e, especialmente, de qualidade acima da média. Basta dizer que a maioria seria titular na turma de Quim Machado.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

WWE | SummerSlam 2015

Controvérsia marca Taker vs. Lesnar; Rollins junta título dos EUA ao da WWE



Data: 23 de agosto de 2015
Arena: Barclays Center
Localidade: Brooklyn, Nova Iorque

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

O aleatório deu o mote para a goleada

Suk, aqui abraçado por André Horta, foi o homem do jogo
O futebol é, provavelmente, o desporto coletivo mais aleatório que existe. É aquele onde há menos golos/pontos e, por isso, é aquele onde é mais provável que as performances das equipas não se traduzam no resultado final.

Aleatório acabou por ser, também, o desfecho que aquele grande remate de Suk teve. Se o tentar mais 29 vezes, é bastante provável que não faça 29 golos. Nem 20, nem 10 e se calhar nem cinco. Por isso é que se diz que «tentou a sorte». Provavelmente, no jogo de sábado frente ao Rio Ave vai tentar algo semelhante e a bola vai acabar na bancada.