quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

WWE | TLC 2014

Bray Wyatt vence Main-Event; Cena vs. Lesnar no Royal Rumble



Data: 14 de dezembro de 2014
Arena: Quicken Loans Arena
Cidade: Cleveland, Ohio



Intercontinental Championship: Luke Harper (c) vs. Dolph Ziggler (Ladder match)
Boa ideia a de porem um wrestler de Cleveland no opener de um PPV em Cleveland. Nada melhor para aquecer o público, sobretudo com um título importante em jogo.
Apesar de estar a jogar em casa, Dolph Ziggler sentiu muitas dificuldades nos primeiros minutos de combate, não conseguindo praticamente criar nenhum dano no adversário.
A partir do momento em que Harper se lesionou no braço ao executar um Suicide Dive a contenda foi-se tornando mais equilibrada, ainda que fosse sempre Ziggler a protagonizar as quedas em grande parte dos spots. Num deles, o Show Off até acabou por ficar ensanguentado.
Com o passar do tempo, foi-se assistindo a mais momentos nos quais ambos os lutadores estiveram perto de chegar ao título. Ziggler foi mais feliz e tornou-se campeão.
Vencedor: Dolph Ziggler (novo campeão)
Nota: 8/10


WWE Tag Team Championship: The Miz e Damien Mizdow (c) vs. The Usos (Jimmy e Jey)
A personagem Damien Mizdow já conquistou os fãs da WWE e quando The Miz joga com a sua presença ou ausência no combate, obtém-se sempre uma boa reação.
O final, via DQ, deixou a desejar.
Vencedores: The Usos (Jimmy e Jey) (por desqualificação)
Nota: 5/10


Eric Rowan vs. Big Show (Steel Stairs match)
Combate que viveu da brutalidade e dos spots nos degraus, vendidos como armas letais.
Big Show, depois de mais um heel turn, venceu e convenceu, após Chockeslam nos degraus, um murro certeiro e um pin fall forte.
Vencedor: Big Show
Nota: 5,5/10


John Cena vs. Seth Rollins (Tables match)
É verdade que grandes heels do passado tornaram-se populares ao ganhar com a ajuda de terceiros, mas não deixa de ser triste ver Joey Mercury e Jamie Noble estarem sempre a ajudar Seth Rollins, deixando-o com a imagem fragilizada. Ainda por cima, quando nem os três juntos conseguem ter vantagem sobre John Cena.
Houve uma emoção sempre muito condicionada pelo overbooking, o que não é aquilo que o fã de wrestling mais deseja, mas é o que já está habituado a ver há muitos anos e tem de aceitar.
O spot em que ambos atravessaram a mesa e, como tal, o combate continuou foi um bónus bonito de se ver.
Por falar em overbooking, pareceu-me tão forçado introduzir Big Show na contenda só para se arranjar espaço para o regresso de Roman Reigns...
Vencedor: John Cena
Nota: 6,5/10


Divas Championship: Nikki Bella (c) vs. AJ Lee
E de repente, as Bellas voltam a dar-se bem depois de uma rivalidade com uma carga tão pessoal apimentada ao longo dos últimos meses. Brie teria a traição em mente ou seria mais uma storyline a que a WWE quis dar a volta sem saber bem como?
A julgar pelo desenrolar dos acontecimentos, trata-se mesmo da segunda opção.
Vencedora: Nikki Bella
Nota: 4/10


Ryback vs. Kane (Chairs match)
Combate nada de especial, tal como se esperava, dada a qualidade dos intervenientes.
Vencedor: Ryback
Nota: 4/10


United States Championship: Rusev (c) vs. Jack Swagger
Jack Swagger a mostrar-se muito focado desde inicio, abdicando de qualquer tipo de poses na sua entrada e dominando os primeiros minutos de combate. Quando começou aos taunts, foi perdendo o domínio.
Esteve para desistir, reverteu a situação ao aplicar o Patriot Lock, mas não resistiu a nova manobra de submissão do russo da... Bulgária.
Vencedor: Rusev
                                                                                  Nota: 4,5/10


Dean Ambrose vs. Bray Wyatt (Tables, Ladders and Chairs match)
Combate que pautou pela brutalidade desde o seu início. Com estes dois, não era de esperar outra coisa. O spot no qual Dean Ambrose parece ter enfiado a espada de kendo nos olhos foi arrepiante.
Um duelo à imagem da gimmick de ambos, repleto de momentos de loucura, que proporcionaram spots de grande nível, mantendo, no entanto, o selling e a coerência. Quanto à coerência, só pergunto o que faz um ecrã de televisão debaixo do ringue. Mas já sabemos que naquele sítio, podemos estar à espera de todo o tipo de objetos.
Mesmo depois de dois Elbow Drops do topo de escadotes (mais baixos) de Ambrose em Wyatt para cima de duas mesas de madeira, o que executou em cima da mesa de comentadores hispânicos conseguiu ser impressionante.
Ao querer utilizar o tal monitor contra Wyatt, este acabou por explodir-lhe nas mãos e sem conseguir ver, Ambrose ficou à mercê do seu adversário, que aplicou o seu finisher para vencer.
Vencedor: Bray Wyatt
Nota: 8,5/10




Sem comentários:

Enviar um comentário