quinta-feira, 27 de junho de 2013

Mundial 2013 (Sub-20) | Portugal 5-0 Cuba

fifa.com
Esta tarde, no Estádio Kadir Has, em Kayseri, Portugal derrotou Cuba por 5-0, na 3ª jornada do Grupo B do Mundial 2013 (Sub-20). Ricardo, Aladje, Bruma (2) e Tozé marcaram os golos.
                                      

Eis a constituição das equipas:


Portugal


Portugal é líder do Grupo B, com quatro pontos, frutos de uma vitória diante da Nigéria (3-2) e de empate frente à Coreia do Sul (2-2). Em caso de vitória ou empate, o apuramento para os Oitavos-de-final fica garantido.
Bruma (3) e Aladje (2) marcaram os golos da seleção lusa na prova.


Cuba


Cuba apurou-se para este Mundial pela primeira vez, ao ter ficado em 4º lugar no torneio organizado pela CONCACAF no presente ano.
Nas duas primeiras jornadas, os cubanos foram derrotados por Coreia do Sul (1-2) e Nigéria (0-3).
Maykel Reyes marcou o único tento dos caribenhos nesta competição.
Diz Pé está castigado.


Cronómetro:

2’ Sánchez negou o golo a Bruma.

9’ Bruma atirou para intervenção do guardião cubano.

15’ Ricardo inaugurou o marcador, assistido por Bruma.


18’ Na sequência de um cruzamento de Ricardo, Bruma rematou para defesa de Sánchez.

20’ Tozé acertou na malha lateral.

Portugal jogava tranquilamente no meio-campo adversário.

32’ Ricardo fez um passe longo para a entrada da área, onde Bruma chutou à trave.

36’ Ricardo Alves, com tudo para marcar, não acertou na baliza, depois de um grande passe de João Mário.

37’ Bruma foi progredindo pela esquerda e serviu Aladje, que só teve de encostar.


40’ Luis Saez rematou para fora.

43’ Tozé apareceu desmarcado no interior da área, que assistiu Bruma para o 3-0.


Ao intervalo, Edgar Borges trocou João Mário e Mica Pinto por Tiago Silva e Kiko.

50’ Assistido por Aladje, Tiago Silva rodou bem sobre si próprio e atirou para fora.

52’ Na resposta a um cruzamento de João Cancelo pela direita, Aladje cabeceou por cima.

59’ Santa Cruz rematou enrolado para defesa de José Sá.

62’ Tiago Silva cruzou para a zona do segundo poste, onde Bruma fez o 4-0.


65’ Hernández rendeu Anderson.                          

69’ Na sequência de um bom lance coletivo, Ricardo assistiu Tozé que chegou finalizou com classe.


74’ Capote foi substituído por Valier.

Cuba passou a jogar em 4x4x2 com a entrada de Valier.

77’ Num pontapé de ressaca na sequência de um canto, Santa Cruz não acertou na baliza.

77’ Aladje cedeu o seu lugar a Ivan Cavaleiro.

79’ Sánchez negou o golo a Ivan Cavaleiro.

81’ Santa Cruz foi rendido por Pérez.

89’ Pérez chutou para fora.

Sem mais ocorrências até final, confirmou-se o triunfo português.


Análise:

Depressa se percebeu que iria ser um jogo de sentido único, com um Portugal muito concentrado e sério na abordagem ao encontro, apesar da fragilidade do adversário. O primeiro golo apareceu aos 15’, por Ricardo, após boa iniciativa de Bruma.
A partir daí assistiu-se à melhor fase dos cubanos no encontro, aproveitando a excessiva tranquilidade com que os pupilos de Edgar Borges estavam a encarar o 1-0. No entanto, a seleção das quinas voltou à carga e ao intervalo só parou no 3-0.
No segundo tempo, mesmo em descompressão e dando alguns minutos a jogadores habitualmente de segunda linha, ainda deu para mais dois golos, fechando o resultado final nuns esclarecedores 5-0.
Jogo com pouca história.


Analisando os atletas em campo, começando pelos de Portugal
José Sá  (Marítimo) teve uma tarde bastante tranquila;
João Cancelo  (Benfica) foi bastante ofensivo;   Tiago Ferreira  (FC Porto) esteve bem nas suas intervenções;  Tiago Ilori (Sporting) iniciou a jogada do 3-0; e Mica Pinto  (Sporting) esteve discreto mas eficiente;
Ricardo Alves  (Belenenses) pautou pela descrição, cobrindo com eficiência e encontrando soluções para libertar a bola;  Tozé  (FC Porto), muito dinâmico, assistiu Bruma no terceiro golo e apontou o 5-0; e João Mário  (Sporting) exibiu toda a sua qualidade de passe;
Ricardo  (FC Porto) inaugurou o marcador, com um remate colocado à entrada da área, e fez a assistência para o quinto tento da seleção lusa;  Bruma  (Sporting) fez duas assistências, esteve perto de marcar pouco depois da meia hora, tendo acertado na trave, mas depois conseguiu bisar; e Aladje (Sassuolo) apontou o 2-0 de forma fácil, com a baliza escancarada;
Kiko (Vit. Setúbal) quis mostrar serviço, dando mais profundidade ao flanco esquerdo que Mica Pinto; Tiago Silva (Belenenses) fez o cruzamento para o 4-0; e Ivan Cavaleiro (Benfica) trouxe maior mobilidade ao ataque português.


Quanto aos jogadores de Cuba
Sanchez (FC Las Tunas) entrou bem no jogo, com um par de defesas complicadas, mas foi esmorecendo, tal como os companheiros;
Baquero (FC La Habana) teve uma tarde bastante difícil, com Bruma pela frente; Urgelles (FC Guantánamo) não conseguiu travar Bruma, no lance que deu origem ao 2-0; Labrada (CF Granma) não acompanhou a desmarcação de Tozé, na jogada do 3-0; e Rosales (FC Matanzas) teve um jogo complicado, e não revelou muita qualidade;
Luis Saez (FC La Habana) é um médio possante, de características defensivas e foi um dos que não conseguiram travar Bruma, na jogada do 1-0; Collado (FC La Habana) não teve pedalada para acompanhar o meio-campo português; e Capote (Villa Clara) esteve apagado;
Anderson (?) foi um dos três cubanos que não conseguiram travar Bruma, na jogada do 1-0; Santa Cruz (FC Cienfuegos) recua com frequência em tarefas defensivas e revelou alguma qualidade técnica; e Reyes (FC Pinar del Río) é um avançado muito móvel, provavelmente o jogador mais talentoso da sua seleção;
Hernández (?) deu dinâmica à equipa a partir do flanco direito, mas numa fase em que o resultado estava já feito; Valier (FC Guantánamo) entrou para o eixo do ataque, passando Cuba a jogar em 4x4x2; e Pérez (FC La Habana) teve direito a jogar os últimos dez minutos.


Com este resultado, fica assim disposta a classificação do Grupo B do Mundial 2013 (Sub-20):


zerozero.pt

1 comentário:

  1. Parabéns aos putos de Portugal. Agora vai ser a doer... ainda mais!

    ResponderEliminar