segunda-feira, 24 de junho de 2013

Mundial 2013 (Sub-20) | Portugal 2-2 Coreia do Sul

fifa.com
Esta noite, no Estádio Kadir Has, em Kayseri, Portugal e Coreia do Sul empataram 2-2 na 2ª jornada do Grupo B do Mundial 2013 (Sub-20). Aladje e Bruma marcaram para os portugueses, e Ryu Seung-Woo e Kim Hyun para os coreanos.
                                      

Eis a constituição das equipas:


Portugal


Portugal nunca perdeu diante da Coreia do Sul no escalão de sub-20, somando três vitórias e um empate.
No jogo de estreia neste Campeonato do Mundo, a seleção lusa derrotou a Nigéria por 3-2, com golos de Bruma (2) e Aladje.


Coreia do Sul


Os sul-coreanos qualificaram-se para este Mundial Sub-20 após terem sido campeões asiáticos de Sub-19 no ano transato.
Em onze presenças, o melhor que a Coreia conseguiu foi o 4º lugar, em 1983.
Na primeira jornada deste Campeonato do Mundo, bateram Cuba por 2-1. Kwon Chang-Hoon e Ryu Seung-Woo apontaram os tentos do conjunto orientado por Lee Kwang-Jong.


Cronómetro:

3’ Na resposta a um cruzamento de João Mário, Aladje apareceu ao segundo poste para cabecear para o fundo das redes.

Bom inicio de jogo por parte de Portugal, atuando no meio-campo adversário e sendo pressionante sem bola.

27’ Na sequência de um cruzamento de Mica Pinto, Aladje atirou para fora.

28’ Lee Chang-Geun negou o golo a Bruma.

33’ Ryu Seung-Woo acertou na malha lateral.

41’ Kim Hyun ganhou espaço à entrada da área portuguesa e atirou para defesa de José Sá.

45’ André Gomes chutou para fora.

45’ Ryu Seung-Woo tirou Tiago Ilori do caminho e com um grande remate empatou o jogo.


Ao intervalo, Edgar Borges trocou André Gomes por Tozé.

60’ Bruma devolveu a vantagem a Portugal com um remate à entrada da área, de pé esquerdo.


66’ Han Sung-Gyu rendeu Jo Suk-Jae.

66’ Mica Pinto acertou na trave.

71’ Kim Hyun atirou para intervenção de José Sá.

72’ Ricardo Esgaio foi substituído por Ricardo.

73’ Servido por Tozé, Bruma rematou ao lado.

76’ Shim Sang-Min progrediu no terreno e assistiu Kim Hyun que voltou a empatar o jogo.

81’ Tozé recebeu um passe de Bruma e atirou para fora.

83’ Saiu Aladje, entrou Ivan Cavaleiro.

90’ Kang Sang-Woo foi rendido por Lee Gwang-Hoon.

90+1’ Em jogada de laboratório, Tozé serviu Bruma que obrigou Lee Chang-Geun a aplicar-se.

Sem mais ocorrências até final, confirmou-se o empate.


Análise:

Portugal entrou muito bem no jogo, com vontade de resolver o assunto bem cedo, atuando com bola no meio-campo adversário e pressionante sem o esférico em sua posse. E o golo só demorou três minutos a aparecer, por intermédio de Aladje, correspondendo da melhor forma a um cruzamento de João Mário.
A partir daí os pupilos de Edgar Borges tentaram adormecer o ritmo de jogo, mas acabaram por ser eles a acusarem a sonolência, já que a Coreia foi subindo de produção ao longo da primeira parte e conseguiu o empate já bastante perto do intervalo. O autor do 1-1 foi Ryu Seung-Woo, com um remate espetacular.
Para o segundo tempo, Tozé foi lançado, em detrimento de André Gomes, com o intuito de dar maior dinâmica ao meio-campo, e isso até foi conseguido, apesar da conformidade de ambas as formações, que aceitavam a igualdade. Á passagem da hora de jogo, Bruma devolveu a vantagem aos portugueses.
Os minutos que se seguiram até viram a seleção lusa à procura de mais golos e os coreanos algo passivos, mas o que é certo é que os asiáticos voltaram a igualar o encontro, por Kim Hyun, depois de um bom lance no flanco esquerdo.
Até final, conformismo de ambas as partes com um resultado que em principio lhes deve valer a qualificação, nem que seja como dos melhores terceiros classificados.


Analisando os atletas em campo, começando pelos de Portugal
José Sá (Marítimo) esteve bem quando foi chamado a intervir;
Tomás Dabó (Sp. Braga) foi bem mais contido do que João Cancelo, no entanto, ficou mal na fotografia na jogada do 2-2; Edgar Ié (Barcelona) esteve maioritariamente seguro, apesar de algumas falhas; Tiago Ilori (Sporting) foi impotente perante o movimento de Ryu Seung-Woo no lance do 1-1; e Mica Pinto (Sporting) fez uma exibição discreta, mas eficaz, e esteve perto de marcar aos 66’, tendo acertado na trave;
Agostinho Cá (Barcelona) deu uma capacidade de posse de bola bastante útil para pautar os ritmos de jogo; André Gomes (Benfica) voltou a jogar com pouca intensidade; e João Mário (Sporting) fez o cruzamento para o 1-0 e foi agressivo na disputa de bola;
Ricardo Esgaio (Sporting) esteve discreto; Bruma (Sporting), irreverente como é habitual, criou vários desequilibrios, voltou a marcar, mas apareceu menos do que no encontro contra a Nigéria; e Aladje (Sassuolo) inaugurou o marcador e funcionou como pivot, jogando muitas vezes de costas para a baliza para servir os colegas;
Tozé (FC Porto) deu dinâmica ao meio-campo e participou em bons lances coletivos; e Ricardo (FC Porto) e Ivan Cavaleiro (Benfica) refrescaram o ataque mas pouco acrescentaram.


Quanto aos jogadores da Coreia do Sul
Lee Chang-Geun (Busan IPark) pareceu mal batido no 1-0 e não mostrou ser um guarda-redes muito seguro;
Kim Yong-Hwan (Soongsil University) sentiu algumas dificuldades quando Bruma aparecia no jogo; Woo Joo-Sung (Chung-Ang University) e Song Joo-Hoon (Konkuk University) não formaram uma dupla de centrais consistente, precipitando-se por várias vezes e revelando algumas fragilidades técnicas; e Shim Sang-Min (Chung-Ang University) foi importante para “secar” Ricardo Esgaio e ainda fez a assistência para o segundo golo;
Kim Sun-Woo (University of Ulsan) e Lee Chang-Min (Chung-Ang University) são dois médios muito trabalhadores, tendo o segundo feito uma autêntica assistência para Bruma, no lance do 2-1, com um alívio incompleto; e Ryu Seung-Woo (Chung-Ang University), de baixa estatura mas tecnicamente evoluído, apontou o 1-1 com um grande remate; 
Kang Sang-Woo (Kyunghee University) (versátil e habilidoso) e Jo Suk-Jae (Konkuk University) recuam muito, em tarefas defensivas; e Kim Hyun (Seongnam IC) é um avançado muito rematador, que depois de alguma insistência apontou mesmo o segundo tento dos coreanos;
Han Sung-Gyu (Kwangwoon University) posicionou-se na faixa esquerda e participou na jogada do 2-2; e Lee Gwang-Hoon (Pohang Steelers) nada acrescentou, entrando praticamente apenas para queimar algum tempo.


Com este resultado, fica assim disposta a classificação do Grupo B do Mundial 2013 (Sub-20):


zerozero.pt

1 comentário:

  1. Adiciona o meu segundo blog:
    http://galaxiafutebolistica.blogspot.pt

    P.S.: O blog Mundo Talentoso continuará ativo.

    Abraços

    ResponderEliminar