sábado, 8 de dezembro de 2012

Liga BBVA | Valladolid 2-3 Real Madrid


Esta noite, no Estádio Nuevo José Zorrilla, o Real Madrid venceu o Valladolid por 3-2, num jogo a contar para a 15ª jornada da Liga BBVA. Manucho (2) marcou para os homens da casa, e Benzema e Özil (2) para os “merengues”.


Eis a constituição das equipas:

Valladolid



A formação orientada por Miroslav Djukic está em 7º lugar na Liga BBVA, vem de duas vitórias consecutivas e só por uma ocasião perdeu no seu terreno (diante do Bétis).
O Valladolid não vence o Real Madrid em casa desde 15 de Novembro de 2008.
O português Sereno faz parte do plantel, assim como Javi Guerra (ex-Varzim).
Jesús Rueda está lesionado.


Real Madrid



No último fim-de-semana, os “merengues” derrotaram o rival Atlético e voltaram a ficar a apenas cinco pontos de distância do 2º lugar. O Real tem a melhor defesa da prova, juntamente com o Málaga (apenas dez golos sofridos).
Fábio Coentrão, Marcelo, Higuaín e Albiol são os ausentes, todos por lesão.


Cronómetro:

2’ Cristiano Ronaldo, do meio da rua, atirou com perigo, por cima.

7’ Na sequência de um pontapé de canto e de vários ressaltos na área “merengue”, a bola sobrou para Manucho que inaugurou o marcador.


12’ Marc Valiente escorregou em zona proibida, e deixou que Callejón recuperasse o esférico e assistisse Benzema, que assim empatou a partida.


19’ Cristiano Ronaldo, de livre directo, obrigou Dani Hernández a aplicar-se.

22’ Na resposta a um canto cobrado por Ebert na esquerda, Manucho ganhou a posição a Sergio Ramos e cabeceou para o fundo das redes.


26’ Ebert, de livre directo, fez a bola passar perto do poste.

30’ Ronaldo atirou para intervenção de Dani Hernández.

Bueno rendeu o lesionado Ebert.

45’ Özil trabalhou bem individualmente, entrou na área adversária, combinou com Benzema e em zona de finalização repôs a igualdade.


Ao intervalo, Di María rendeu Nacho.
Callejón passou para lateral-esquerdo.

51’ No seguimento de um livre lateral cobrado por Xabi Alonso, Sergio Ramos cabeceou ao lado.

60’ Óscar testou os reflexos de Casillas.

Fase muito dividida do jogo, das mais equilibradas do encontro, com oportunidades de golo para cada um dos lados.

62’ José Mourinho trocou Arbeloa por Modric.

64’ Dani Hernández negou o golo a Di María.

72’ Özil, de livre directo, fez o 2-3.


73’ Benzema foi substituído por Varane.

78’ Manucho cedeu o seu lugar a Javi Guerra.

85’ Dani Hernández respondeu com uma extraordinária intervenção a um cabeceamento de Sergio Ramos.

Sem mais ocorrências até final, confirmou-se a vitória do Real Madrid.


Análise:

Como é habitual nos jogos do Real longe do seu terreno, enfrentou mais uma equipa muito aguerrida e motivada, com vontade de fazer a vida cara os campeões espanhóis, e ainda nos primeiros dez minutos adiantaram-se no marcador, por intermédio de Manucho, na sequência de um canto em que os “merengues” tiveram uma postura muito passiva.
A resposta dos comandados por José Mourinho não se fez tardar, com o 1-1 pouco tempo depois, no entanto, o Valladolid voltou a colocar-se em vantagem a meio da primeira parte, só que ainda antes do intervalo o Real voltou a restabelecer a igualdade.
O segundo tempo foi muito intenso e dividido, com oportunidades para ambos os lados, e aí prevaleceu a qualidade individual dos jogadores “blancos”, e foi num livre directo cobrado por Özil que o 2-3 chegou, um golo que sentenciou o jogo.


Analisando os atletas em campo, começando pelos do Valladolid
Dani Hernández fez uma exibição muito positiva, efectuando algumas intervenções exigentes;
Rukavina não se aventurou muito em subidas pelo seu corredor; Sereno ficou com as voltas trocadas no 2-2; Marc Valiente escorregou em zona proibida e o ofereceu praticamente o 1-1 aos “merengues”; e Balenziaga deu profundidade ao seu flanco;
Álvaro Rubio e Víctor Pérez foram dois médios bastante empreendedores; e Óscar foi o elemento mais criativo da sua formação;
Ebert cobrou os cantos dos dois golos, no entanto, saiu lesionado perto da meia hora; Omar não conseguiu gerar grandes desequilibrios; e Manucho, bisou, numa noite de sonho a nível individual;
Bueno posicionou-se como extremo-direito; e Javi Guerra refrescou o ataque mas não acrescentou muito.

Quanto aos jogadores do Real Madrid
Casillas fez várias defesas importantes, mas não contou com uma defesa muito intensa na abordagem aos lances que vieram a originar os golos do adversário;
Arbeloa foi muito posicional, e não deu a profundidade desejada ao seu flanco, dando por isso poucas soluções ofensivas pela direita; Pepe, intenso como habitual, não fez uma exibição de encher o olho mas foi muito eficiente; Sergio Ramos fez uma marcação deficiente a Manucho, no canto que deu o 2-1, a partir da hora de jogo passou para a jogar no lado direito da defesa, viu ser-lhe anulado um golo limpo, por alegado fora-de-jogo, e voltou posicionar-se no eixo defensivo; e Nacho não foi muito agressivo, quer a defender quer a atacar, e foi naturalmente substituído ao intervalo;
Khedira teve sérias dificuldades em combater o aguerrido miolo do Valladolid; Xabi Alonso baixou para central a partir da entrada de Modric, mas cerca de dez minutos depois regressou ao meio-campo; e Özil intermitente durante o próprio jogo, apontou dois dos tentos “merengues”;
Callejón recuperou a bola e fez a assistência para o 1-1, e após o intervalo passou a actuar como lateral-esquerdo, e cumpriu muito bem nessa posição; Cristiano Ronaldo apareceu sobretudo em remates a média/longa distância, e terminou a partida como ponta-de-lança; e Benzema marcou e deu a marcar;
Di María entrou para a faixa direita do ataque; Modric deu mais capacidade de passe e criatividade ao meio-campo; e Varane entrou para o lado direito da defesa.


Com este resultado, fica assim disposta a classificação da Liga BBVA:

2 comentários:

  1. Ola amigo, deseja fazer parceria? O link do meu blog é este: http://wink-sports.blogspot.com/
    mande uma mensagem lá, se tiver interesse!! Abraço e bom trabalho!!

    ResponderEliminar
  2. Adicionei o seu link, David... Adicione o meu também!! http://wink-sports.blogspot.com/
    Obrigado ate mais...

    ResponderEliminar