sábado, 1 de setembro de 2012

Segunda Liga | União da Madeira 0-2 Benfica B


Esta tarde, no Estádio de Machico, o Benfica B derrotou a União da Madeira por 2-0, num jogo a contar para a 5ª jornada da Segunda Liga. André Almeida e Claudio Correa apontaram os golos.



Eis a constituição das equipas:


União da Madeira






Os madeirenses ainda não perderam no campeonato, tendo somado uma vitória sobre o Freamunde (2-1) e dois empates diante de FC Porto B (0-0) e Sp. Braga B (1-1).

A formação orientada por Predrag Jokanovic também está bem na Taça da Liga, onde irão encontrar o Estoril na próxima fase.
Silva e Christian (ambos emprestados pelo Paços de Ferreira), Ricardo Fernandes e Marcelo Valverde (ex-Nacional), Hugo Morais (ex-Académica), Ricardo Chíxaro (ex-Pontassolense), Hugo Gomes (ex-União de Leiria), Kiko (ex-Arouca), Joel (ex-Boavista), Lucas Piasentin, Jhon e Marquinhos Júnior (todos ex-Angra dos Reis), Thiago Faria (ex-Ribeira Brava), Ouattara (emprestado pela Académica) e Djordje Radovanovic (ex-Nacional) são os principais reforços.




Benfica B






A equipa B dos encarnados tem o melhor ataque da prova, com 13 golos marcados, e para já somam vitórias sobre Feirense (4-2) e Belenenses (6-0), um empate diante do Sp. Braga B (2-2) e uma derrota aos pés da Naval (1-2) nos cinco jogos disputados.

Ivan Cavaleiro, com cinco tentos apontado, é o principal artilheiro da Segunda Liga.




Mesmo nos minutos iniciais, era visível que o relvado, muito mal tratado, prejudicava o futebol mais técnico dos encarnados.



Sem grandes oportunidades para marcar, o jogo não estava a ser bonito, com alguns pontapés para a frente e duelos muito físicos, bem à imagem do que a Segunda Liga nos tem habituado. Basicamente, muita entrega, pouco espectáculo.



A União da Madeira, usando um raro 3x5x2 em território nacional, estava a ocupar muito bem a faixa central da defesa e do meio-campo, fechando igualmente as portas pelas laterais.



Apesar do equilíbrio ser a nota dominante, era o Benfica B quem conseguia atacar com mais frequência e superiorizar-se em termos de posse de bola, apresentando uma percentagem perto dos 55%.



Intervalo.



49’ Servido por Santiago Silva, Hugo Morais apareceu à entrada da área e rematou de pé esquerdo por cima.



54’ André Almeida, do meio da rua, atirou para o fundo das redes.






57’ Christian Irobiso rendeu Jhon.



63’ Hugo Gomes cedeu o seu lugar a Marco Freitas.



70’ Hugo Morais foi substituído por Joel.



Mesmo com os madeirenses mais balanceados para o ataque, depois de terem ficado em desvantagem, a partida foi mantendo o equilíbrio, e a toada muito batalhadora.



75’ Ivan Cavaleiro flectiu da esquerda para o centro e obrigou Christopher a uma defesa pouco ortodoxa.



80’ Miguel Rosa, com um grande passe para as costas de Lucas, isolou Claudio Correa que picou a bola sobre Christopher e fez o 0-2.






84’ Luís Norton de Matos trocou autor do segundo golo dos encarnados por João Mário.



90’ Luciano Teixeira substituiu André Gomes.



90+2’ Elvis entrou para o lugar de Leandro Pimenta.



A primeira parte foi muito competitiva, de muita entrega mas de pouco espectáculo para ambas as equipas. O relvado estava muito mal tratado, com zonas sem relva, apenas areia, dificultou a prática de um futebol técnico e de passes rasteiros, o que prejudicou sobretudo os encarnados, mais tecnicistas e que gostam de atacar de uma forma apoiada, e essa dificuldade ainda foi acentuada com a estratégia defensiva da União, em 3x5x2 (ou 3x4x1x2), com a faixa central bastante povoada, mas com os flancos também fechados, e como os madeirenses também não atacavam muito, não houve grandes oportunidades nos primeiros 45 minutos.

No segundo tempo, os comandados por Jokanovic pareciam ter uma nova atitude, mas ainda assim, foi o Benfica B quem se adiantou no marcador, através de um grande remate de André Almeida.
A partir daí, os insulares foram colocando a carne no assador, tentaram, apesar do mau estado do relvado, o assalto à baliza a contrária mas até foram as jovens águias a alargar a vantagem, por intermédio de um belo gesto técnico de Claudio Correa.



Analisando os atletas em campo, começando pelos da União…

Christopher teve um jogo inglório, visto que até nem teve muito trabalho mas sofreu dois golos;
Os centrais Roberto, Ávalos (funcionou praticamente como libero) e Lucas foram fortes no jogo aéreo e foram importante a ganhar também segundas bolas, ainda assim, o último viu Claudio Correa aparecer-lhe pelas costas no 0-2;
Hugo Gomes fez todo o flanco direito; Tiago Costa e Hugo Morais foram dois operários no centro do terreno; e Carlos Manuel, um destro no lado esquerdo, deu pouca profundidade;
Rúben Andrade foi o organizador, naquilo que foi possível organizar no autêntico campo de batalha que foi o relvado do Municipal de Machico;
Jhon, possante, nunca foi perigoso; e Santiago Silva, ágil e veloz, esteve sempre muito empenhado e determinado em recuperar a bola;
Christian Irobiso, também ele com elevada estatura física, não causou perigo; Marco Freitas entrou para o lado esquerdo do meio-campo e procurou flectir para zonas interiores; e Joel, apesar da boa qualidade técnica, nada acrescentou.



Quanto aos jogadores do Benfica…

Mika foi seguro embora não tenha realizado defesas de grau de dificuldade muito elevado;
João Cancelo não foi tão ofensivo como em outras ocasiões e revelou algumas fragilidades defensivas; Jardel e Fábio Cardoso foram muito consistentes; e Carole fechou bem o seu flanco, tanto por dentro, como por fora;
Leandro Pimenta revelou um grande sentido posicional e qualidade de passe; e André Almeida deu vantagem aos encarnados com um grande golo;
Ivan Cavaleiro, depois de uma primeira parte apagado, apareceu na segunda quando foi para o lado esquerdo; André Gomes foi muito trabalhador, mas como actuou numa zona demasiado povoada, não conseguiu mostrar toda a sua capacidade ofensiva e qualidade técnica; e Miguel Rosa, portador de um drible curto que solucionou alguns problemas na progressão da equipa no terreno, procurou sempre flectir quando esteve na esquerda, mas foi quando mudou de flanco que fez a assistência para o 0-2;
Claudio Correa, que estava a passar ao lado do jogo, sentenciou o resultado final com um belo gesto técnico;
João Mário, Luciano Teixeira e Elvis entraram já nos últimos minutos, praticamente só para queimar tempo.




Com este resultado, fica assim disposta a classificação da Segunda Liga:


2 comentários:

  1. Podes voltar a meter o SCP B na frente ;)

    ResponderEliminar
  2. Grande golo do Andre almeida!
    Com as saidas do witsel e do javi penso que devia ter uma oportunidade na equipa principal do benfica!

    http://sigabola.blogspot.pt/

    ResponderEliminar