segunda-feira, 16 de julho de 2012

Pré-Época | Lille 0-0 Benfica


Esta noite, no Estádio Saint Symphorien, em Metz, Lille e Benfica empataram a zero num encontro de pré-época.



Eis a constituição das equipas:

Lille



O Lille, orientado por Rudi Garcia, terminou na temporada transacta no 3º lugar da Ligue 1, apenas atrás de Montpellier e do Paris SG, e irá disputar o “Play-Off” de acesso à Liga dos Campeões.
Os franceses Mathieu Debuchy (lateral-direito) e Marvin Martin (médio) representaram a sua seleção no EURO 2012, e o lateral-esquerdo Lucas Digne também atuou pelos gauleses, mas no Campeonato da Europa de Sub-19.
Para já, a contratação mais sonante para esta temporada é Salomon Kalou, oriundo do Chelsea.
No único jogo de pré-época já disputado, os gauleses bateram o Le Havre por 2-0.


Benfica



Este será o terceiro jogo de preparação dos encarnados na pré-temporada, depois das vitórias diante do Marselha (2-0) e do Hamm Benfica (3-0).


Nos minutos iniciais, o Benfica apresentou mais posse de bola, com o Lille a “fechar as portas” nesses momentos, e a tentar chegar ao último terço contrário maioritariamente a partir de transições rápidas.

20’ Nolan Roux serviu Dimitri Payet, que obrigou Artur a uma intervenção complicada.

26’ Nolito rendeu Enzo Pérez.

31’ Florent Balmont, de longe, rematou forte para defesa do guardião encarnado.

Por esta altura, a formação orientada por Rudi Garcia tinha equilibrado a partida.

32’ Nolito, de fora da área, acertou no poste.

As águias mantinham o domínio no que concerne a posse de bola, compreendida em 60/65%.

Ao intervalo, Túlio de Melo foi substituído por Salomon Kalou.

51’ Kalou flectiu da esquerda para o meio e atirou forte mas ao lado.

A entrada do costa-marfinense, ex-Chelsea, agitou com o Lille, que se conseguia aproximar com mais frequência da área encarnada, até porque quem saiu foi o Túlio de Melo, um avançado muito posicional.

64’ Ola John cedeu o seu lugar a Carlos Martins. Com esta alteração, Bruno César passou para médio-ala direito.

66’ Payet testou os reflexos de Artur, mas este estava atento e bem posicionado.

72’ Carlos Martins obrigou Steeve Elana a uma difícil intervenção, e pouco depois, na sequência do lance, o médio português acertou na trave.

75’ Saiu Mavuba, entrou Michel.

77’ Rudi Garcia trocou Roux por Gianni Bruno.

80’ Javi García e Bruno César foram rendidos por Rodrigo Mora e Yannick Djaló.

81’ Balmont foi substituído por Adama Soumaoro.

87’ Gaitán entrou para o lugar de Cardozo.

Sem mais ocorrências até final, confirmou-se o nulo no marcador.
O Benfica foi superior durante a primeira parte, teve muito mais tempo a bola na sua posse, foi a única equipa que procurou sair para o ataque de forma organizada, enquanto os franceses procuravam sobretudo sair em transições rápidas, fechando também os caminhos para a sua baliza.
No segundo tempo, com a entrada do móvel Kalou e a saída do posicional Túlio de Melo, o Lille cresceu na partida, teve várias oportunidades de golo, conseguiu equilibrar o jogo e até superiorizar-se em certos momentos, mas quando Carlos Martins entrou em campo, os encarnados voltaram a ter o ascendente, e o médio português até esteve perto de marcar, acertando na trave por uma ocasião.
Posteriormente, na fase final, com as substituições, o ritmo foi sendo quebrado e o nulo prevaleceu.

Analisando os atletas em campo, começando pelos do Lille…
Elana mostrou ser um guarda-redes muito ágil, Bonnart foi um lateral mais posicional em relação, a Digne, que gostava de subir pelo flanco esquerdo até ao último terço, e Marko Basa e Béria não passaram por grandes sobressaltos.
Mavuba fez um grande jogo, sempre bem posicionado, quer a defender, equilibrando a equipa, quer a atacar, dando linhas de passe aos colegas, Balmont foi um trabalhador-nato e Pedretti, jogador que prometeu muito na fase inicial da carreira, actuou sempre de cabeça levantada e maioritariamente certeiro nos passes.
Payet foi desequilibrador, Roux foi extremo na primeira parte e ponta-de-lança na segunda, dando mais mobilidade ao eixo do ataque do que Túlio de Melo, avançado possante e posicional.
Kalou agitou com a equipa, querendo mostrar trabalho, e Michel, Gianni Bruno e Adama Soumaoro entraram na fase em que o ritmo foi-se quebrando e por isso não acrescentaram muito.

Quanto aos jogadores do Benfica…
Artur Moraes mostrou-se sempre muito atento e bem posicionado, Maxi Pereira foi regular, ainda sem a alta rotatividade que lhe é característica, Luisão e Garay formaram uma dupla sólida no eixo defensivo, e Melgarejo revelou algumas falhas posicionais nesta sua adaptação ao lado esquerdo da defesa encarnada.
Javi García foi, como habitual, agressivo na recuperação de bola, Witsel procurou pegar no jogo, Enzo Pérez saiu numa fase precoce da partida, Bruno César esteve longe de apresentar a mesma criatividade que Aimar como “10”, e Ola John não conseguiu gerar grandes desequilíbrios.
Cardozo, com poucas oportunidades para finalizar, apareceu pouco.
Nolito esteve sempre muito irrequieto e activo, Carlos Martins agitou a equipa numa fase em que os encarnados até estavam com dificuldades em chegar à área adversária, e Rodrigo Mora, Yannick Djaló e Gaitán entraram na tal fase em que o ritmo já estava bastante baixo.

5 comentários:

  1. Foi um jogo exigente, numa fase em que naturalmente o cansaço sobre os jogadores pesa, continuando assim a equipa a caminhar com segurança, para que se encontre bem no começo da época.
    Carlos Martins confirmou o quanto fez falta a época passada, um erro crasso e espero que não se caia no erro de vender Witsel, talvez hoje, o jogador mais complicado de substituir no Benfica, à semelhança de Ramires, vendê-lo após apenas um ano no clube, é não saber tirar o rendimento desportivo de um atleta antes do aspecto económico, seria um erro que pode custar títulos.

    ResponderEliminar
  2. Olá David. Desculpe a demora, estive por muito tempo sem acesso ao meu blog.
    No mais, podemos sim. Estarei colocando neste momento o link de seu blog na aba "Parceiros".
    Obrigado,
    João Pedro Soares
    http://thavmadesign.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. saluti biancocelesti


    http://mondobiancoceleste.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. jogo difícil, tipo de pré-época, mas penso que estamos no bom caminho...

    ResponderEliminar
  5. Claro que sim! Já está feito!

    http://gologol.blogspot.com.es/

    ResponderEliminar