segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

TNA | Against All Odds 2012



Data: 12 de Fevereiro de 2012
Arena: Impact Wrestling Zone
Cidade: Orlando, Florida



Zema Ion vs. Jesse Sorensen
Combate de abertura bastante coreografado, e que quando parecia que podia ganhar alguma direcção e contar alguma história, creio que Sorensen teve uma lesão legitima que não lhe permitiu continuar.
Vencedor: Zema Ion (Count-Out)
Nota: 1/10


TNA Television Championship - Robbie E (c) vs. Shannon Moore
Combate que me surpreendeu. Robbie E tem melhorado o “selling”, na condução dos combates, está completamente dentro da personagem, ganhou seriedade, penso que só precisa de ganhar mais presença em ringue, ou seja, saber melhor o que fazer nas mais determinadas situações. Shannon era para o “job”, nunca se pôs em causa poder vencer.
Vencedor: Robbie E
Nota: 5,5/10


TNA Knockouts Championship – Gail Kim (c) vs. Tara
Combate mesmo muito bom, como eu gosto de ver estes embates femininos com história, tempo, qualidade das intervenientes e não limitação ao que estas podem fazer. Confesso que no combate anterior desviei as minhas atenções por segundos e neste não o fiz, alguma coisa isto quer dizer.
Nota: 6,5/10
Vencedora: Gail Kim


TNA Tag Team Championship – Matt Morgan e Crimson (c) vs. Samoa Joe e Brutus Magnus
Gostei! Do combate e do resultado! Penso que as fases do combate foram muito bem elaboradas pelos lutadores, construíram um momento credível para o começo do domínio dos “heels”, construíram bem o “hot tag” fazendo uso até de “hope spots” e a parte final foi emocionante, mesmo sem ser um Vintage TNA no que concerne a “overbooking”.
Joe e Magnus trabalharam como se fossem equipa há anos, o samoano está longe da forma de outrora, muito longe mesmo, não parece nada de especial, mas tem ainda presença de ringue e conseguiu algo agradável. Magnus também é bom. Crimson como foi bem conduzido portou-se bem na maioria do combate, mas continua com murros horríveis, Morgan é superior embora não seja aquele “main-eventer” que querem ver nele.
Nota: 6/10
Vencedores: Samoa Joe e Brutus Magnus (novos campeões)


TNA X-Division Championship – Austin Aries (c) vs. Alex Shelley
Mas que grande combate! Confesso que há umas semanas considerei ver apenas este combate no PPV, porque se trata de um dos meus lutadores favoritos da actualidade, Austin Aries, que me tem vindo a conquistar pela sua forma de ser diferente e inovadora, e do outro lado estava aquele que é apontado por muitos como o elo mais forte de uma das minhas tag teams preferidas, os Motor City Machine Guns, e no caso particular, Alex Shelley.
A X-Division está de volta, se Austin Aries já é campeão há algum tempo, não me importo, que assim permaneça, o que é certo é que esta “Austin-Division” tem me proporcionado grandes momentos. Façam o “rematch” por favor!
Nota: 8/10
Vencedor: Austin Aries


AJ Styles vs. Kazarian
Antes, tinha sempre expectativas altíssimas para os combates de AJ, actualmente já não é assim. Aquele espírito de querer ver o menino de ouro da companhia sagrar-se campeão mundial na empresa que foi apoderada por veteranos já com provas dadas e longe do auge da sua carreira já não mora nos fãs, a ligação sentimental entre AJ e os fãs está-se a desvanecer, um pouco também como com Samoa Joe.
Kazarian como “heel” também não puxou muito “heat”, o período em que dominou qualquer fã até deveria apetecer aplaudi-lo porque em vez de se tornar irritante com murros, pisoteios e pontapés, despejava “moves” até vistosos.
Nota: 5,5/10
Vencedor: Kazarian


Gareth Bischoff vs. Gunner
Combate que não me prendeu minimamente a atenção e que serve mais para o filho do Bischoff pôr no currículo que já combateu em PPV’s da TNA do que para outra coisa. “Future of this business” como diz o Hogan? Piada do ano!
Os dois não estiveram mal, penso que contaram uma boa história, foi um combate feito para não ser muito bonito, sim, também há combates feitos para tal efeito.
Nota: 1,5/10
Vencedor: Gunner


TNA World Heavyweight Championship – Bobby Roode (c) vs. Jeff Hardy vs. Bully Ray vs. James Storm (Sting como enforcer)
Belo combate, muito entretido e com história e bons “spots” pelo meio.
Gostei de ver Roode a tentar convencer Bully Ray para formarem parelha, uma curta reunião dos Beer Money com o tal “Suplex”, enfim, penso que foi uma contenda muito bem montada, penso que para no final ser Sting a contar, podia ter contada em situações anteriores, mas isso não manchou o combate, até porque no fim o árbitro estava definitivamente KO.
Resta saber se isto vai levar Sting a voltar como wrestler e enfrentar Bobby Roode ou se Jeff Hardy ou até mesmo algum dos outros lutadores se revoltará contra o “The Icon”.
Nota: 7/10
Vencedor: Bobby Roode

3 comentários:

  1. Caro amigo, eu tenho colocado um link do meu blog, LA ZONA DE ANTONIO JAVIER, http://antoniojavierfuengirola.blogspot.com/ sobre o Real Betis no Campeonato Espanhol ao seu, como você pediu. Obrigado e espero que você visite o meu blog, muitas vezes, que eu vou visitar o seu. Saudações.

    ResponderEliminar
  2. Saludos desde Argentina, Buenos Aires!

    ResponderEliminar
  3. As notícias da radiodifusão, as informações sobre a cultura e o futebol e as novidades sobre a literatura você tem aqui:
    www.carlosferreirajf.blogspot.com
    Programação de qualidade 24 horas no ar é na Rádio Cultura:
    www.radioculturasd.com.br
    O melhor da MPB é na Rádio Mineira:
    www.radiomineira.com

    Participe das mídias sociais da Rádio Cultura:
    ORKUT 1: www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=10975237624584798666
    ORKUT 2: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=97354075
    FACEBOOK: http://www.facebook.com/#!/RADIOCULTURASDJF
    TWITTER: twitter.com/radioculturasd
    PORTAL: www.radioculturasd.com.br
    E-MAIL: contato@radioculturasd.com.br
    MSN: radioculturasd@hotmail.com

    Att,
    Carlos Alberto Fernandes Ferreira
    Juiz de Fora-MG
    BLOG: www.carlosferreirajf.blogspot.com

    ResponderEliminar