quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Copa del Rey | Barcelona 2-2 Real Madrid



Barcelona e Real Madrid empataram (2-2) em Camp Nou, na segunda mão dos quartos-de-final da Copa del Rey, e como o Barça tinha vencido em Madrid, segue para as meias-finais onde defrontará o vencedor da eliminatória entre Valência e Levante. Pedro e Daniel Alves marcaram para os “blaugrana”, Cristiano Ronaldo e Benzema para os “merengues”.



Eis a constituição das equipas:

Barcelona



O Barça tem a eliminatória a seu favor, visto que venceu em Madrid por 2-1 na semana passada.
Seydou Keita, a representar o Mali na CAN 2012, não pode dar o seu contributo à equipa.


Real Madrid



Para tentar virar a eliminatória a seu favor, José Mourinho vai apostar em Kaká e Mesut Ozil em simultâneo no onze inicial, e segundo a estatística, sempre que este duo joga, o Real não perde.
Em conferência de imprensa, o técnico português disse que tinha três jogadores em dúvida para o clássico: Lass Diarra, Granero e Pepe, sendo que o luso-brasileiro poderá ter um ambiente hostil em torno de si, depois da pisadela a Messi na primeira mão.
Khedira e Di María estão indisponíveis por lesão.


O Real Madrid, muito mais aberto que na primeira mão, entrou com tudo no jogo, e logo nos minutos iniciais Gonzalo Higuaín desperdiçou duas oportunidades de golo, e o próprio Cristiano Ronaldo, servido por Ozil, também atirou ao lado.

Aos 11’, CR7 voltou a rematar mas o tento foi-lhe negado por Pinto.

O jogo esteve sempre muito intenso, com todos os jogadores a batalharem pelas suas equipas, ainda que com os “merengues” mais rematadores, e aos 25’ Ozil atirou do meio da rua à trave e dois minutos depois, Higuaín recuperou a bola dentro da área após passe errado de Pinto mas atirou contra o guardião catalão.

Perto da meia hora, Andrés Iniesta lesionou-se e foi substituído por Pedro, causando um problema aos “culé”.

Já com o intervalo no horizonte, Messi arranca pela direita, flecte para o meio em velocidade, atrai os defesas “blancos” e assiste de uma forma espectacular Pedro, que sozinho no interior da área só teve que empurrar para a baliza.

Poucos minutos depois, já nos descontos da primeira parte, na sequência de um livre a favor do Barcelona, há um ressalto e a bola sobra para Daniel Alves que à entrada da área remata fortíssimo ao ângulo superior da baliza de Casillas, não dando a mínima hipótese ao guarda-redes espanhol.

O jogo chegou ao interregno e nesta altura, com 2-0 para o Barca e um agregado de 4-1 nas duas mãos, dava a sensação de que a eliminatória estava já resolvida.

No início da segunda parte, Sergio Ramos consegue fazer golo, mas este foi anulado por suposto fora-de-jogo.

Aos 67’, Ozil descobriu Ronaldo na área que contornou Pinto e fez o 1-2 para a sua equipa.

Quatro minutos depois, Callejón interceptou um passe de Piqué e ao mesmo tempo assistiu Benzema, que fez o que quis de Puyol e atirou para a baliza, empatando a partida.

Numa altura em que o Real fazia um último “forcing” para conseguir a reviravolta, a dois minutos dos descontos, Sergio Ramos é expulso e a tarefa dos comandados de José Mourinho torna-se ainda mais complicada.

O jogo acabou empatado e o Barça apurou-se para a semi-final, mas o Real fez um grande jogo, entrou com uma atitude muito pressionante, muito positiva, mesmo em desvantagem nunca perdeu determinação em fazer a reviravolta. O Barcelona que com 2-0 deu-se ao luxo de fazer por um largo período de tempo o “tiki-taka”, acabou por levar com um valente susto nos últimos 20/25 minutos.
Os “blancos” estão em 1º lugar no campeonato espanhol com cinco pontos de vantagem, estão lançados é verdade, mas face ao que se viu hoje, pode-se dizer que perderam uma eliminatória mas ganharam uma equipa.

Fazendo uma análise aos jogadores de ambas as equipas, nos “culé” Pinto esteve em bom plano, Piqué tremeu algumas vezes, Puyol não conseguiu acompanhar Ronaldo e Benzema nos golos do Real, Daniel Alves marcou um grande golo e Abidal foi gato-sapato de Ozil.
Busquets esteve ao seu nível, equilibrando a equipa, Iniesta saiu prematuramente da partida e Xavi mostrou mais uma vez toda a sua qualidade, com passes fantásticos, completamente teleguiados e Fàbregas esteve em bom plano.
Alexis Sánchez foi lutador mas não foi muito feliz neste jogo, Messi foi uma constante dor de cabeça para os defesas madrileños, arrastando muitos adversários consigo antes de fazer um passe genial para o golo de Pedro, que marcou um golo e pouco mais fez.

Quanto aos atletas do Real, Casillas não teve hipóteses nos golos sofridos e esteve sempre bem.
Arbeloa fez um bom jogo, cumpriu, mas em determinados momentos a equipa precisava de um lateral mais ofensivo e dinâmico, quase como um extremo, Pepe fez um “partidazo”, Sergio Ramos fez uma exibição com “muchas ganas” e Coentrão teve muito trabalho mas correspondeu na maior parte das vezes.
Lass Diarra, já se sabia, estava a prazo no onze, Xabi Alonso não esteve ao seu nível, Granero entrou e agitou as águas no meio-campo.
Cristiano Ronaldo fez um belo jogo, tal como Kaká embora o brasileiro não tenha tido a capacidade para durar os 90 minutos e Ozil fez uma grande partida, foi uma grande dor de cabeça para Abidal, apareceu muitas vezes no meio para fazer um último passe, foi lúcido e provavelmente o melhor em campo.
Benzema entrou, mexeu na equipa e conseguiu mexer no jogo, missão que Higuaín não conseguiu cumprir.

Com este apuramento, o Barcelona apura-se para as meias-finais onde defrontará o vencedor da eliminatória entre Valência e Levante. Na primeira mão, a equipa do português Miguel venceu por 4-1 e é a favorita para seguir em frente.

5 comentários:

  1. Que jogo fantástico a que nenhum amante do futebol ficou indiferente.

    ResponderEliminar
  2. Buenas David,soy Alberto de Pelotas en Alemania. Ya he puesto el enlace a tu blog en el mio. Ponme tu en el tuyo. Un abrazo

    ResponderEliminar
  3. O Blogue, O LADO DO FUTEBOL QUE NUNCA VIRAM está de volta!
    Visitem e tornem-se seguidores!

    http://oladodofutebolquenuncaviram.blogspot.com/

    Sigam-nos também no facebook em:
    http://www.facebook.com/pages/O-Lado-Do-Futebol-Que-Nunca-Viram/185646038140169

    Peço desculpa pela publicidade.

    Cumprimentos.

    Quanto ao jogo foi muito bom, vimos o melhor Real nos jogos contra o Barça. A prova de que muito provavelmente estamos perante as duas melhores equipas do mundo.

    ResponderEliminar
  4. Gostávamos que nos ajudássem na divulgação do seguinte evento:

    1ªs Jornadas Técnicas de Futebol/Futsal em Mora

    18 e 19 de Fevereiro

    Mónica Jorge (FPF)
    Tiago Machado (Moreirense)
    Orlando Duarte (Sporting CP)
    João Benedito (Sporting CP)

    O cartaz está no nosso blogue...inscrevam-se e participem!!!

    ResponderEliminar
  5. Obrigado por passar pelo Futebol na Canela. Se quiser que eu publique alguma matéria por favor envie o link para trlopesdefaria@gmail.com Forte abraços.

    ResponderEliminar