terça-feira, 13 de setembro de 2011

Liga dos Campeões | FC Porto 2-1 Shakhtar Donetsk



O FC Porto venceu esta noite, no Estádio do Dragão, a formação do Shakhtar Donetsk por 2-1, no jogo de abertura da Liga dos Campeões nesta temporada.

O FC Porto apresentou a seguinte equipa: Helton; Fucile, Otamendi, Maicon e Álvaro Pereira; Fernando (Belluschi), Defour e João Moutinho; James Rodríguez, Kléber (Djalma) e Hulk (Varela).

Já o Shakhtar Donetsk: Rybka; Srna, Chygrynskiy, Rakitskiy e Razvan Rat; Mkhitaryan e Fernandinho; Willian (Hubschman), Jadson (Alex Teixeira) e Eduardo (Kucher); Luiz Adriano.

Desta vez Vitor Pereira não inventou e colocou na equipa inicial os melhores, no entanto, destaque para a titularidade de Defour, quando talvez os críticos apontassem para que jogasse de inicio Belluschi. Na defesa, já se sabia, Sapunaru e Rolando eram cartas fora do baralho.

O Shakhtar entrou melhor, mostrando personalidade e que está na disputa pelo jogo, no entanto foi o FC Porto a criar as primeiras situações de golo. Aos 5 minutos Hulk remata fora da área, a bola bate nas costas de Defour e vai à trave. Aos 10’, o árbitro assinala grande penalidade por obstrução a James. Hulk na conversão atira ao poste e o FC Porto mostra de novo atracção pelo ferro após o jogo com o Vitória de Setúbal em que foram três a embater nos postes.

No futebol costuma-se dizer que quem não marca sofre, e dois minutos depois, os ucranianos chegam à vantagem. Willian, na esquerda, remata de pé direito, a bola vai algo enrolada, Helton não a consegue agarrar, e Luiz Adriano apanha o esférico à sua mercê para inaugurar o marcador.
Golo com responsabilidades para o guardião brasileiro dos dragões.

O FC Porto foi em busca do empate, dominando territorialmente, tendo mais a bola, no entanto, quem acabou por marcar foi mais uma vez o Shakhtar, aos 25’, penso que mais uma vez por Luiz Adriano, mas o golo foi anulado por fora-de-jogo. A realização do jogo não mostrou a repetição, mas os jogadores do Shakhtar ficaram a reclamar pela posição de Defour que estava a colocar o marcador do golo do jogo. Ainda assim, o árbitro manteve a decisão.

Como quem não marca (ou neste caso, quem não vê o seu golo validado) arrisca-se a sofrer, Hulk, dois minutos depois, na conversão de um livre directo, atira fortíssimo e acaba por marcar, num remate indefensável para Rybka. O mais difícil estava feito, o empate.

A partir daí, até ao final da primeira parte, só deu FC Porto, e Hulk, minutos depois teve mais um grande remate, mas desta vez, Rybka conseguia parar a bola. A equipa portuguesa até ao final dos primeiros 45 minutos foi a que mostrou querer ganhar o jogo, foi a que foi dominando, embora não estivesse a sair muito bem o último passe, quer pelo meio, quer em cruzamentos, e era difícil colocar a bola em Kléber, por exemplo, o homem mais adiantado dos dragões.

Perto dos 40’, Rakitskiy entra muito duro sobre Moutinho e é expulso. Lucescu, treinador do Shakhtar, não perde tempo e reorganiza a equipa defensivamente com a entrada de Kucher para o lugar de Eduardo. No entanto, e apesar do brasileiro naturalizado croata não estar a jogar muito, a equipa perdeu claramente capacidade ofensiva e previa-se uma segunda parte de muito sofrimento para os homens do Leste europeu.

O FC Porto entrou na segunda parte como terminou a primeira: Ao ataque! A dominar, a povoar o meio-campo contrário, a jogar perto da área do adversário, e não demoraria a chegar ao golo. James faz um belo trabalho na esquerda, e num cruzamento rasteiro assiste Kléber, para o primeiro golo de sempre do brasileiro na Liga dos Campeões, estavam decorridos 51 minutos.

A partir deste momento, notam-se algumas alterações tácticas interessantes no FC Porto:
João Moutinho que durante toda a primeira parte jogou mais descaído pelo lado esquerdo do meio campo, durante alguns momentos da segunda jogou mais pelo lado direito, e como resultado vimos algumas boas combinações com Hulk, uma das quais foi uma dupla tabelinha que foi das melhores jogadas durante todo o encontro, pena a irrelevância que acabou por ter.
Falando de outra alteração táctica, James Rodriguez jogou mais no centro, ocupando a posição de “10”, primeiro com Hulk a jogar numa posição mais interior, fazendo dupla de avançados com Kléber e o meio-campo a formar um losango. Depois, com a saída do “Incrível” e do ponta-de-lança ex-Maritimo, James continuou a ocupar terrenos mais centrais, no entanto, os avançados que já eram Djalma e Varela jogavam muito mais abertos, nas suas posições de extremos, algo que se compreende pois não fazia falta um homem mais adiantado no meio, e com um “10” e dois avançados abertos a posse de bola estava mais facilitada.
Com a saída de Fernando, Moutinho jogou mais recuado, ainda que com participação activa no jogo ofensivo da equipa, Belluschi ajudou à posse de bola, e face à equipa ucraniana se encontrar muito recuada, foi recorrente ver os laterais portistas subirem para jogarem numa linha muito próxima dos centro-campistas.

Quanto ao jogo propriamente em si, o FC Porto tentou a todo o custo ampliar a vantagem, sejam por remates de longe, ou por tentar fazer a bola à grande área, fosse pelo meio ou especialmente pelos flancos, no entanto, nunca o conseguiu.
O Shakhtar fez o que lhe competia e tentou chegar à igualdade, mas sem causar grandes incómodos, ainda assim, dava a ideia de que numa jogada com alguma ponta de sorte, podiam fazer o 2-2, logo, esta vantagem dos azuis-e-brancos não era cómoda.

O FC Porto foi gerindo a vantagem, foi gerindo muito bem a posse de bola, fazendo passar o esférico por quase todos os elementos da equipa, quando possível tentou o 3-1, no entanto, isso não foi possível, e a prioridade foi segurar a vantagem, com bola, no meio-campo do adversário, e essa tarefa facilitou-se com a expulsão por acumulação de amarelos de Chygrynskiy, que encostou definitivamente os ucranianos às cordas.


Creio que o FC Porto jogou com a formação certa, da forma certa durante todo o jogo, foi uma equipa que jogou de forma diferente nos diversos momentos do jogo e soube jogar bem em qualquer um deles. Soube assumir o jogo, soube ir à procura do empate e posteriormente da vitória, soube controlar o jogo, dominá-lo, soube (ainda que de uma forma algo ineficaz e pouco acentuada) criar situações de golo e soube gerir a posse de bola quando isso era o pedido.
Destaco o colectivo que esteve muito bem, no entanto, creio que James fez mais uma grande exibição e que Defour fez bem o seu papel, sendo muito semelhante a Moutinho, permite uma espécie de simetria no meio-campo do FC Porto. Kléber marcou, mas enfim, infelizmente para ele vai estar sempre associado ao antecessor, e sendo o antecessor um fora-de-série, a sua tarefa complica-se, mas mesmo sendo um jogador que joga muito mais para si do que para o colectivo, comparativamente com Falcao, assim como menos virtuoso tecnicamente, tem respondido com golos e isso é que interessa.

Quanto ao Shakhtar, tem uma boa equipa, que teve a infelicidade de jogar durante muito tempo em inferioridade numérica, mais creio que em sua casa vai criar muitas dificuldades ao FC Porto. Tem três jogadores que ofensivamente são muito perigosos (Willian, Jadson e Luiz Adriano). Willian é um extremo rapidíssimo, Jadson é um “playmaker” de classe média/alta do futebol europeu e Luiz Adriano mostrou-se eficaz e creio que é um excelente ponta-de-lança.

Quanto ao outro resultado do grupo, o APOEL Nicósia venceu o Zenit por 2-1.

17 comentários:

  1. Boas,

    Mais uma inequívoca demonstração do valor do FC Porto, contra um adversário difícil fomos personalizados e tivemos uma atitude de garra e de determinação. Não nos deixamos abater por dois lances infelizes (a falha do Helton e do Hulk), voltamos a ter 3 bolas aos ferros, e demonstramos que temos equipa para chegar longe na champions.
    Destaques: Hulk com um remate soberbo ... incrível (só o palhaço do Otávio machado achou que era um frango, mas coitado) e James !!! O miúdo joga à bola que é um prazer assistir.
    Estamos no bom caminho.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Daniel já está linkado, linka o meu

    Amor de leão

    ResponderEliminar
  3. PS - Reparei que não colocaste o meu link.
    Agradeço e ja que a sugestão foi tua que o coloques.
    Obrigado

    ResponderEliminar
  4. Olá; adoro o futebol portugues....
    Adicionei o seu blog na lista dos meus na qual sigo, adicione o meu também. Grato!
    www.artesparabotao.blogspot.com

    Abraço!

    Sidney de Oliveira Jr

    ResponderEliminar
  5. Boas pessoal, venho aqui pedir um favor a vocês todos, eu comecei recentemente a fazer vídeos e gostaria que fossem à minha conta do Youtube e subscrevessem o canal e também, se possível, meter gosto na página do facebook.

    CANAL DO YOUTUBE: http://www.youtube.com/user/somosbenfiquistas

    PÁGINA DO FACEBOOK:
    http://www.facebook.com/pages/Somos-Benfiquistas/241840429187580?sk=wall

    Obrigado a todos aqueles que ajudaram-me e... Força Benfica!

    ResponderEliminar
  6. Bom dia,

    Tal como se previa ontem tivemos um jogo complicado, perante um adversário valoroso, que se tem vindo a afirmar na Europa.

    O jogo iniciou dividido até que o FC Porto ganha a grande penalidade que Hulk não converte.
    Para complicar ainda mais, Helton tem aquela infelicidade, e sofremos o golo.

    Os adeptos de imediato reagem, empurrando a equipa para a frente, e é com naturalidade que chegamos ao empate, naquele golo de apologia do Hulk. Grande míssil!

    Após a expulsão ainda na primeira parte do central da equipa ucraniana, as coisas complicaram-se para nós, embora se possa muitas vezes pensar que contra 10 é mais fácil.

    Os ucranianos encostaram o bloco defensivo, e exploravam o contra-ataque através de Wiliam e Luiz Adriano. É neste típico jogo que o Shahktar é perigoso.

    Todavia o FC Porto continuou a carregar, e sempre que acelerava no último terço, vinham à tona as fragilidades defensivas do Shahktar.

    Foi então que o melhor em campo - James, saca um coelho da cartola, e num lance de magia senta o defensor adversário e assiste Kléber para o golo da vitória.

    Até à expulsão do outro central do Shaktar, foi uma fase complicada do desafio.
    Nós não conseguíamos marcar o terceiro golo, e alguns dos nossos jogadores já estavam desgastados, como é o caso de Hulk, e tiveram de ser substituídos.

    Com o resultado pela margem mínima, o Shahktar revela-se sempre perigoso, daí alguma prudência atacante.

    Depois da expulsão do outro central, os ucranianos abandonaram a disputa do resultado, e até final foi o gerir do tempo.

    Grande apoio do público, muito importante no empurrar da equipa, depois de um penalti falhado e de um erro de Helton.


    O FC Porto está no patamar das melhores equipas da Europa, e ontem sentia-se que ganharíamos o jogo com maior ou menor dificuldade, apesar dos ucranianos terem uma excelente equipa.

    Estamos de volta ao nosso lugar, e acredito no apuramento para a fase seguinte.

    Abraço e boa semana

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. eu ja tinha adicionado o teu tu e que nao me adicionas-te.
    adiciona-me que no meu blogger ja esta nos bloggers que conheco.
    http://amordeleao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Felizmente correu bem, com a equipa a mostrar ter já assimilado a mística clubista e a postura de saber estar nas grandes competições. Faltou apenas o 3º golo para tranquilizar a malta, mas como mais vale um pássaro na mão... também está bem assim. Aliás está muito bem, tendo acabado bem.

    ResponderEliminar
  9. TE ADICIONEI NO MEU BLOG
    http://umgrandeescudeiro.blogspot.com/
    AGUARDO O MEU LINK NO SEU BLOG.

    ResponderEliminar
  10. David, preciso falar sobre futebol com voce. Manda um endereço de email de trabalho pro meu email por favor?
    Por email explico sobre o que é, mas é futebol o assunto que me leva a vc.
    Pode ser?
    cho.sosd@hotmail.com

    ResponderEliminar
  11. ONDE SIGO VC AQUI NO BLOG?VEJO A PALAVRA SEGUIDORES, POREM NÃO ABRE O O LINK PRA SEGUIR.

    ResponderEliminar
  12. Fica a sugestão de um blogue inteiramente dedicado ao Novo Acordo Ortográfico com guias diversos e ferramentas de trabalho: http://acordo-ortografico.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Bom dia.
    Obrigada pelo comentário lá no meu blog. É bom saber que tem gente que gosta do que eu escrevo. Obrigada mesmo.
    Já linkei o seu blog no meu "blogs do povo". Se é uma pessoa que lê o que eu escrevo, e ainda gosta, merece a indicação... kkkkk.
    Gosto do assunto que você escreve. E a visão de alguém que está tão longe de mim torna tudo mais interessante...
    Grande abraço

    ResponderEliminar
  14. @Reflexo d'Alma, tudo o que eu falo é na caixa de comentários. Quanto a seguires este blogue, é só uma questão de esperar e já podes seguir ;)

    ResponderEliminar
  15. Hi

    add to this name: 2010 FIFA WORLD CUP SOUTHAFRICA

    and

    i also add u r blog please check and confirm....


    please reply...

    ResponderEliminar
  16. que comentaristas ninguem diz que
    ganhamos o jogo porque jogamos contra nove,e o arbitro anulou um
    golo limpo aos russos!

    ResponderEliminar