segunda-feira, 2 de maio de 2011

WWE | Extreme Rules 2011



Data: 1 de Maio de 2011
Arena: St. Pete Times Forum
Cidade: Tampa, Florida



Randy Orton vs. CM Punk (Last Man Standing Match)
Bom combate de abertura, que fechou com esta “feud” que já durava desde o Royal Rumble. Em certas alturas, ambos se lixaram para a estipulação e levantavam o adversário para o castigar mais, mas vou entender isso como uma vontade de castigar mais o oponente, e não dar-lhe tanto espaço e tempo para recuperar, já que era previsível que se ia levantar. Foi um combate com “spots” em crescendo e com um bom fio condutor.
Vencedor: Randy Orton
Nota: 7,5/10


WWE United States Championship - Sheamus (c) vs. Kofi Kingston (Tables Match)
Pessoalmente não gosto muito da estipulação de Tables Match, porque é um combate em que o vencedor fica fortalecido e muitas vezes é uma questão de sorte levar a contenda por vencida, e depois, porque acontecem coisas que não fazem muito sentido e não acontece muita da coisa que um fã quer de um combate de wrestling.
Sheamus arrumou uma mesa debaixo do ringue para ir buscar outra que estava noutro lado, e mais tarde foi buscar a mesma mesa de novo, penso que não faz muito sentido.
Outra coisa que não creio que tenha feito muito sentido foi Kofi ter revelado imensa energia e presença de espírito depois de ter levado um “Brogue Kick” (“finisher” supostamente letal de Sheamus) ao saltar sobre a mesa.
Vencedor: Kofi Kingston (novo campeão)
Nota: 5/10


Michael Cole e Jack Swagger vs. Jerry Lawler e Jim Ross (Tag Team Country Whipping match)
Muita palhaçada, alguma história e pouquíssima técnica neste… combate. Pouco há a dizer, fiquei com pena de não ser Jack Swagger a brilhar, de não ser visto como o homem mais fresco, jovem e dominante mas sim como mais um homem envolvido na palhaçada. Provavelmente a “feud” conhecerá mais um capítulo, o final espero eu.
Vencedor: Michael Cole e Jack Swagger
Nota: 3/10


Rey Mysterio vs. Cody Rhodes (Falls Count Anywhere match)
Combate que acima de tudo contou uma história, a de dois homens que se queriam destruir um ao outro. Penso que isso foi conseguido, embora eu penso que sem história envolvida eles poderiam mostrar um combate mais entusiasmante. Ainda assim foi bem conseguido, com a vitória esperada de Mysterio.
Vencedor: Rey Mysterio
Nota: 5,5/10


Layla vs. Michelle McCool (Extreme Rules match)
Combate feminino acima da média na WWE, ainda que eu odeie combates em que ambos os envolvidos aplicam os seus principais movimentos um no outro, e depois acaba em “roll up” ou um “pin” rápido do género.
Destaque também para a estreia de Kharma, que para mim aconteceu no momento perfeito, num PPV.
Vencedora: Layla
Nota: 3/10


World Heavyweight Championship - Christian vs. Alberto Del Rio (Ladder Match)
Excelente combate de escadote, sem ser muito “spotty”, no entanto com entusiasmo e com os lutadores a preocuparem-se a dar sentido ao mesmo, não caindo na asneira de fazerem coisas só porque sim. Aliás, com Christian já se sabe como é, e o próprio Del Rio já se vai dando a conhecer como lutador que faz coisas com sentido.
Foi bastante emotivo, havendo várias ocasiões em que julguei mesmo que iria terminar, e quando assim é, só há bem a dizer. Finalmente Christian é campeão, bem que pode ser um “transitional champion” como aquilo que eu desejo, um grande campeão, com grandes “promos” e combates!
Vencedor: Christian (novo campeão)
Nota: 8/10


WWE Tag Team Championship - Big Show e Kane (c) vs. Wade Barrett e Ezekiel Jackson (Lumberjack Tag Team Match)
Habitual “popcorn match” que aproveitei logo para ir comer uma sandes de presunto. Aliás, posso falar antes dessa sandes do que do combate? É que preferia ter ficado a lamber os dedos do que a tê-lo visto.
Vencedores: Big Show e Kane
Nota: 1,5/10


WWE Championship - The Miz (c) vs. John Cena vs. John Morrison (Steel Cage Match)
Combate muito entretido mas onde houve coisas que não fizeram muito sentido, aliás, natural de um Triple Threat Steel Cage, em que nos parecia que os lutadores a dado momento podiam saltar para fora e não o fizeram. E não me venham com a treta de que ele estava a procurar uma posição melhor para saltar porque ser Campeão da WWE é um sonho, e para isso, não se podem desperdiçar oportunidades, sobretudo o Morrison que aplicou um “Starship Pain” lá de cima para o ringue e não saltou lá para fora em algumas ocasiões. Achei exagerado os “slughfests” do topo da jaula, houve uns quatro ou cinco creio eu!
Vencedor: John Cena (novo campeão)
Nota: 7,5/10

Sem comentários:

Enviar um comentário