quarta-feira, 27 de maio de 2009

Liga dos Campeões | Barcelona 2-0 Manchester United



Disputou-se hoje no Olimpico de Roma a final da Liga dos Campeões 2008/2009 que teve frente a frente as duas melhores equipas da Europa, praticamente sem sombra de contestação.
No entanto, quem viu o jogo até poderá pensar o contrário já que o Manchester United não ofereceu tanta luta aos blaugrana como se pensaria.

O United começou melhor criando várias oportunidades nos primeiros minutos do encontro, sobretudo por Cristiano Ronaldo, e isto não é imparcialidade a favor daquele que é da minha nacionalidade, mas penso que é do senso comum de que o português foi mesmo o mais inconformado dos ingleses.
O que é certo é que aos 9 minutos, no primeiro remate que o Barcelona fez no jogo viria mesmo a marcar por intermédio de Eto'o depois de uma grande jogada individual onde fez o que quis de Vidic.

Os Red Devils foram-se abaixo e não reagiram bem ao golo sofrido, entraram numa fase em que apresentaram muitos nervos, não conseguiam chegar ao meio-campo defensivo do Barcelona e foram os catalães que mesmo a um ritmo lento íam controlando a partida com passes de pé para pé e assim foi até ao intervalo.

Na segunda parte, Alex Ferguson trocou o brasileiro Anderson por Carlos Tevez mas o argentino não trouxe muito mais à partida, vimos mais do mesmo, dominio do Barcelona, excelente exibição de Xavi e Iniesta, foi por eles que passou grande parte de todo o jogo e mesmo Messi, embora não tivesse sido tão espectacular com as suas fintas e ultrapassagens a defesas contrários, também esteve muito bem numa exibição colectiva.
O Manchester United reagiu a partir dos 60 minutos, começou a pressionar mais, a estar mais em cima da àrea adversária e talvez por aí o treinador escocês dos ingleses tivesse colocado Berbatov para acrescentar uns centimetros de altura para beneficiar o jogo aéreo da sua equipa mas foi num lance de contra-ataque em que Xavi completamente à vontade cruza a bola direito à cabeça de Messi que sem qualquer cobretura fez golo não dando qualquer hipótese a Edwin Van Der Sar, estavam decorridos 70 minutos de jogo.

A partir daí o Barcelona limitou-se a controlar o jogo apesar de algumas situações de perigo por parte dos de Manchester.
No final, os espanhóis venceram a sua terceira Liga dos Campeões, três anos depois de terem vencido a segunda.
Foi uma época em cheio para todo o clube, ou melhor, Mais que um clube, que venceram este ano a Liga Espanhola, a Taça do Rei e agora a Champions, ao comando do rookie Josep Guardiola.

Foi uma vitória sem qualquer tipo de contestação, o Barcelona mereceu!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Liga Sagres | Sporting 3-1 Nacional



O Sporting despediu-se ontem do campeonato com uma vitória em pleno Estádio José Alvalade, que ficou marcado pela despedida de Derlei e a consagração de Nené como o melhor marcador da Liga Sagres.
Os "leões" começaram bem o jogo com dois golos do "Ninja" nos primeiros sete minutos, a preocupação dos defesas insulares em marcar Liedson e impedi-lo de marcar era tanta que se esqueceram duas vezes do brasileiro que ontem fez o seu último jogo da carreira.
Sete minutos depois, livre a meio do meio-campo sportiguista, Nené sem dar muito balanço desfere um tiro indefensável para Rui Patricio.
O jogo chegou assim a intervalo.
Na segunda parte, não houve muitas situações de golo, o Sporting controlou o jogo, o Nacional chegou-se algumas vezes à baliza leonina mas aos 90 minutos Rodrigo Tiui é derrubado na área adversário e na conversão da grande penalidade, Romagnoli fez o 3-1.
Com esta vitória o Sporting termina o campeonato com 66 pontos, fruto de 20 vitórias, 6 empates e 4 derrotas, tendo ficado a quatro pontos do FC Porto, 1º classificado, e com sete de vantagem sobre o Benfica que foi 3º.
Se o FC Porto é tetra-campeão, o Sporting é vice-tetra-campeão.
Nos próximos dias irei fazer uma análise à época leonina e tentarei prever o ano de 2009/2010.

sábado, 16 de maio de 2009

Liga Sagres | Marítimo 1-2 Sporting



O Sporting deslocou-se hoje ao Estádio dos Barreiros, no Funchal, na bonita ilha da Madeira para ir vencer o Maritimo por 2-1.
Foi um jogo tipico de final de época com duas equipas já com as suas posições definidas no campeonato, muito morno e descontraído, e foi mesmo um excesso de descontração que proporcionou o primeiro golo do jogo, para o Sporting, Fernando Cardozo, defesa dos insulares, ao querer fazer um passe para um colega acaba por dar a bola a Derlei, e este assiste Liedson para abrir o marcador, estavam decorridos 26 minutos. O jogo continuou morno, e o resultado manteve-se até ao intervalo.
Na segunda parte a coisa não mudou muito, só mesmo no último quarto de hora vimos mais acção próxima das balizas, primeiro com o bis de Liedson aos 75 minutos (já lá vão 17 na Liga) e depois com alguma acção junto da baliza leonina na parte final do jogo, que acabou por resultar no golo de honra (e que golo!) do Maritimo aos 89 minutos por intermédio de Olberdam. Mesmo assim, insuficiente para impedir a vitória verde-branca.
Destaque ainda para a expulsão de Abel por acumulação de amarelos aos 56 minutos, que o fará estar ausente do último jogo do campeonato frente ao Nacional da Madeira, jogo esse que poderá ficar marcado pela despedida de Paulo Bento que vai anunciar se fica ou não em Alvalade após esse jogo.

domingo, 10 de maio de 2009

Liga Vitalis | Olhanense 1-0 Santa Clara



O Olhanense deu hoje um importante passo para voltar ao principal escalão do futebol português depois de vencer em casa o 2º classificado, o Santa Clara por 1-0, naquele que para os adeptos da equipa de Olhão era o jogo mais importante dos últimos 35 anos.
Tecnicamente não foi um grande jogo, mas foi bem disputado a nivel táctico e teve alguma emoção, especialmente na parte final quando Djalmir colocou os algarvios em vantagem, após bater uma grande penalidade que ajuizou de forma duvidosa uma falta que o próprio tinha sofrido.
O Olhanense acabou o jogo com 10 unidades, por expulsão de Bruno Mestre, e mesmo assim Rui Duarte já jogava só a 10% nos últimos 10 minutos devido a alguma dores musculares.
Djalmir fez o seu 20º golo nesta edição da Liga Vitalis, contribuindo para reforçar a sua liderança na lista de melhores marcadores da competição.
Com esta vitória o Olhanense fica com 3 pontos a mais sobre o Santa Clara e apenas precisa de mais um triunfo nos dois jogos que faltam para garantir a subida de divisão. Para o ano, oito anos depois da última presença do Farense no escalão principal, uma equipa algarvia poderá voltar lá.
A outra vaga deverá ser discutida entre a União de Leiria e o próprio Santa Clara.

Liga Sagres | Sporting 2-1 Vit. Setúbal



Na noite de ontem, no Estádio José Alvalade, o Sporting recebeu e venceu o Vitória de Setúbal por duas bolas a uma num jogo que ficou marcado pelo asseguramento do 2º lugar, que dará acesso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões.
O jogo não foi muito bem jogado, sendo até muito morno, no entanto o Sporting adiantou-se a meio da primeira parte pelo inevitável Liedson ao aproveitar um ressalto e uma desatenção da defesa vitoriana.
O jogo continuou morno, sem muitas oportunidades, mas mesmo assim os sadinos numa situação de contra-ataque empataram o jogo num bonito tento de Bruno Gama, estavam decorridos 37 minutos.
O jogo foi para o intervalo e na segunda parte o Sporting adoptou uma atitude mais ofensiva, em contraste dos setubalenses que se limitaram a defender, Carlos Pereira que substituia Paulo Bento colocou em campo Yannick Djaló, Hélder Postiga e Ronny e do outro lado Carlos Cardoso voltou a tirar Bruno Gama e Leandro Lima e quando todos já pensavam que iria haver divisão de pontos, Yannick tem uma boa jogada do lado direito e assiste Liedson que com a ajuda de um defesa sadino e do poste acaba por marcar o golo da vitória aos 89 minutos.
Foi o 15º golo de Liedson no campeonato que não quis ficar atrás de Cardozo que esta jornada também bisou e que também já leva 15 golos.
Com este resultado o Sporting garante que já não fica abaixo do 2º lugar e ainda tem uma hipótese remota de chegar ao titulo que pode muito bem terminar hoje se o FC Porto conseguir vencer o Nacional.

domingo, 3 de maio de 2009

Liga Vitalis | União de Leiria 5-1 Olhanense




No jogo mais antecipado dos últimos tempos da Liga Vitalis, que envolvia a luta pela subidade, a União de Leiria (3º) recebeu o Olhanense (1º). O campeão da 2ª volta vs. o lider do campeonato!
O jogo era muito aguardado pois por um lado podia garantir praticamente a subida da equipa de Olhão ou reforçar a luta pela subida da União local, o estádio teve 6.000 pessoas nas bancadas, a melhor assistência da época para a equipa da cidade do Lis e os leirienses não desiludiram, aliás, antes pelo contrário, bateram todas as expectativas ao golear os lideres por 5-1.
A goleada começou-se a contruir logo aos 2 minutos quando Carlão aproveita um mau atraso de Marco Couto a Bruno Verissimo para fazer o 1-0.
O Olhanense tinha mais posse de bola e a próxima meia-hora até foi equilibrada mas aos 36 minutos Carlão bisou numa recarga a remate de Cássio que tinha batido no poste.
Ainda antes do intervalo Pedro Cervantes fez o 3-0 isolado frente a Bruno Verissimo.
Na segunda parte a atitude da equipa de Olhão não melhorou e os de Leiria continuar ferozes com Carlão a fazer o 4-0 aos 53 minutos e os 5-0 aos 62, o gigante avançado brasileiro que já dispertou o interesse do Sporting fazia assim um poker e o 9º golo na competição em... 9 jogos.
Até final com o resultado decidido o Leiria não carregou mais e nesse período Rui Duarte falhou um penalty, permitindo a defesa a Ricardo.
Mas já nos descontos Rui Duarte vingou-se e apontou um golo na marcação de um livre directo.
Os comandados de Manuel Fernandes estão neste momento em 3º lugar com 48 pontos, os mesmos que o Santa Clara (2º classificado) que ainda tem de defrontar hoje o Desportivo das Aves.
O magnifico trabalho do "Manel de Sarilhos" na equipa leiriense e a capacidade técnica de Carlão merecem um forte aplauso.